Agenda Cultural (1ª) Imperdível!

sexta-feira, fevereiro 26, 2010
















Performance cênico-musical 

O ator Daniel Lobo e o pianista João Carlos Assis Brasil dividem o palco no espetáculo “O Amante do Girassol” 
Estreia 26 de fevereiro, no Teatro do Centro Cultural Justiça Federal 
Um ator que se move em direção à luz. Com essa essência, o ator Daniel Lobo e o pianista João Carlos Assis Brasil, que também assina a direção musical, levam à cena “O Amante do Girassol”, que estreia no dia 26 de fevereiro (sexta- feira), no Teatro do Centro Cultural Justiça Federal, no Centro, RJ. 

Em parceria com o diretor Xarlô, o ator criou uma dramaturgia para encenar textos de sua autoria, que trazem citações de nomes como Barão de Itararé, Caetano Veloso, Clarice Lispector, Cora Coralina, Elisa Lucinda, Fauzi Arap, entre outros. O espetáculo teatral é inspirado no CD homônimo (vide mais informações no box abaixo), que será lançado simultaneamente à montagem. 

O álbum, que reúne música e poesia, traz diversos textos que Daniel Lobo escreveu ao longo da vida, interpretados por personalidades, como a Dra. Zilda Arns, o navegador Amyr Klink e a Monja Coen, além dos atores Chico Anysio, Diogo Vilela, Eva Wilma, José Mayer, Lígia Cortez, Mariana Ximenes, Paulo Goulart, Pedro Malta e Reynaldo Gianecchini. Sob a direção do produtor musical Mayrton Bahia, a trilha sonora traz composições e orquestrações de Wagner Tiso, Lô Borges, Alberto Heller, Kleber Alexandre, Armando Lôbo, Thiago Amud e Thomas Saboga. Os textos de “O Amante do Girassol” falam de experiências pessoais de Daniel, mas que invariavelmente reverberam nas vivências de cada um. 

Em cena, o ator fala com delicadeza do cotidiano, em situações que vão da amizade entre um menino e seu avô aos encontros e desencontros da vida e das relações amorosas. “Sou um ator em busca da palavra. Sinto-me num labirinto de sensações. Sigo no encalço das reminiscências da infância e adolescência, tentando recriar o que absorvi da vida até o momento. Revelar o brilho que há no cotidiano, a beleza das coisas simples. Transformar o discurso pessoal em arte, a vida em poesia. Este é meu desafio”, revela Daniel. Premiado internacionalmente, o pianista João Carlos Assis Brasil concebeu uma trilha sonora inédita e contemporânea para o espetáculo. 

Em cena todo o tempo, Assis Brasil é um verdadeiro personagem que dialoga com o ator através da música. Acostumado com participações em teatro, o pianista ressalta a sua mais nova experiência nos palcos: “Para mim é um espetáculo mágico que vai fundo nas emoções, em que a palavra se entrelaça perfeitamente com o som”, diz Assis Brasil, um dos maiores pianistas brasileiros da atualidade, que já participou de diversas montagens teatrais, ao lado de Camila Amado, Marco Nanini, Marília Pêra, Rubens Correa, entre outros. O pianista também já dividiu a cena com grandes nomes da MBP, como Alaíde Costa, Maria Bethânia, Ney Matogrosso e Zizi Possi. Daniel Lobo tem em seu currículo os Prêmios Minc/Troféu Mambembe-RJ e APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), por sua atuação em “O Menino detrás das Nuvens” (1998/1999). O ator esteve ainda na premiada peça “Alice Através do Espelho”, com a Armazém Companhia de Teatro, e nas novelas “Esperança” e “Um anjo caiu do céu”, ambas da TV Globo. 

Na década de 80, também interpretou o personagem Pedrinho na série infantil “Sítio do Pica-Pau Amarelo”. Para dirigir o espetáculo, o ator convidou Xarlô, que já trabalhou como diretor, cenógrafo, diretor de arte e figurinista para projetos de inúmeros nomes, como Clara Nunes, Elis Regina, Zeca Baleiro, Wanderléa, Ana Botafogo, Zé Keti, Badi Assad, Elba Ramalho, Elisa Lucinda e tantos outros. Segundo o diretor, a montagem aborda sentimentos humanos tão complexos, delicados e universais nesse mundo de formas sem conteúdo. “Daniel tem uma força em cena, sem medo de se lançar. É um sonho poder oferecer ao público um espetáculo tão singelo e emocionante ao mesmo tempo”, afirma o diretor. O cenário, também criado por Xarlô, é uma instalação inteiramente vermelha, que remete os atores e o público a um espaço emocional interno e pulsante. O piano foi customizado como um grande coração alegórico, de onde partem artérias que ligam palco e platéia. O objetivo é que o espectador se sinta totalmente envolvido no ambiente. “A minha intenção o é que o público se desconecte da turbulência urbana e penetre num silêncio que pulsa como um rito de passagem”, descreve Xarlô. 

Serviço: 
Estréia: 26 de Fevereiro de 2010 
Temporada: De 26 de fevereiro a 18 de abril de 2010 (sextas, sábados e domingos). OBS: Não haverá espetáculo apenas no dia 2/4 (Sexta-feira Santa). 
Local: Teatro do Centro Cultural Justiça Federal 
Telefone para Informações: (21) 3261-2550 
End: Av. Rio Branco, 241 – Centro (Cinelândia), RJ 
Horário: 19 horas (No dia 26/02, excepcionalmente, o espetáculo terá início às 20 horas) Duração: 70 minutos 
Preços dos Ingressos: 25,00 (inteira) e 12,50 (meia-entrada). Pagamento em dinheiro ou cheque. Membros do Clube do Assinante de O Globo têm 20% de desconto. Usuários do Metrô Rio têm 50% de desconto, mediante apresentação do cartão pré-pago. 
Horário de funcionamento da bilheteria: De terça a domingo, das 12h às 19h 
Capacidade da sala: 142 lugares 
Classificação etária: 14 anos Acesso para portadores de necessidades especiais em cadeira de rodas. 

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto