Traduzindo o Hino Nacional Brasileiro

quarta-feira, junho 09, 2010

Ontem, na aula de Linguística Aplicada, apresentei um trabalho sobre como tornar textos "difíceis" em textos "fáceis". Um dos escolhidos foi o Hino Nacional Brasileiro. Resolvi, registrar na Cachola! 


 Letra do Hino Nacional Brasileiro 

 I OUVIRAM DO IPIRANGA AS MARGENS PLÁCIDAS DE UM POVO HERÓICO O BRADO RETUMBANTE, E O SOL DA LIBERDADE, EM RAIOS FÚLGIDOS,, BRILHOU NO CÉU DA PÁTRIA NESSE INSTANTE. SE O PENHOR DESSA IGUALDADE CONSEGUIMOS CONQUISTAR COM BRAÇO FORTE, EM TEU SEIO, Ó LIBERDADE, DESAFIA O NOSSO PEITO A PRÓPRIA MORTE! Ó PÁTRIA AMADA, IDOLATRADA, SALVE! SALVE! BRASIL, UM SONHO INTENSO, UM RAIO VÍVIDO DE AMOR E DE ESPERANÇA À TERRA DESCE, SE EM TEU FORMOSO CÉU, RISONHO E LÍMPIDO, A IMAGEM DO CRUZEIRO RESPLANDECE. GIGANTE PELA PRÓPRIA NATUREZA, ÉS BELO, ÉS FORTE, IMPÁVIDO COLOSSO, E O TEU FUTURO ESPELHA ESSA GRANDEZA. TERRA ADORADA, ENTRE OUTRAS MIL, ÉS TU,BRASIL, Ó PÁTRIA AMADA! DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL, PÁTRIA AMADA, BRASIL! II DEITADO ETERNAMENTE EM BERÇO ESPLÊNDIDO, AO SOM DO MAR E À LUZ DO CÉU PROFUNDO, FULGURAS, Ó BRASIL, FLORÃO DA AMÉRICA, ILUMINADO AO SOL DO NOVO MUNDO! DO QUE A TERRA MAIS GARRIDA, TEUS RISONHOS, LINDOS CAMPOS TÊM MAIS FLORES; "NOSSOS BOSQUES TEM MAIS VIDA," "NOSSA VIDA" NO TEU SEIO "MAIS AMORES". Ó PÁTRIA AMADA, IDOLATRADA, SALVE! SALVE!. BRASIL, DE AMOR ETERNO SEJA SÍMBOLO O LÁBARO QUE OSTENTAS ESTRELADO, E DIGA O VERDE-LOURO DESSA FLÂMULA -PAZ NO FUTURO E GLÓRIA NO PASSADO. MAS, SE ERGUES DA JUSTIÇA A CLAVA FORTE, VERÁS QUE UM FILHO TEU NÃO FOGE À LUTA, NEM TEME, QUEM TE ADORA, A PRÓPRIA MORTE. TERRA ADORADA, ENTRE OUTRAS MIL, ÉS TU, BRASIL, Ó PÁTRIA AMADA! DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL, PÁTRIA AMADA, BRASIL! 

Vocabulário (Glossário) Plácidas: calmas, tranqüilas Ipiranga: Rio onde às margens D.PedroI proclamou a Independência do Brasil em 7 de setembro de 1822 Brado: Grito Retumbante: som que se espalha com barulho Fúlgido: que brilha, cintilante Penhor: garantia Idolatrada: Cultuada, amada Vívido: intenso Formoso: lindo, belo Límpido: puro, que não está poluído Cruzeiro: Constelação (estrelas) do Cruzeiro do Sul Resplandece: que brilha, iluminidada Impávido: corajoso Colosso: grande Espelha: reflete Gentil: Generoso, acolhedor Fulguras: Brilhas, desponta com importância Florão: flor de ouro Garrida: Florida, enfeitada com flores Idolatrada: Cultivada, amada acima de tudo Lábaro: bandeira Ostentas: Mostras com orgulho Flâmula: Bandeira Clava: arma primitiva de guerra, tacape 

Transformação em texto "fácil". Hino Nacional Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante. E o sol da liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da pátria nesse instante. 
Tradução: As margens tranqüilas do rio Ipiranga ouviram, ao longe, o grito de um povo heróico. E, naquele instante, o sol da liberdade, com raios que faiscavam muito, brilhou no céu do Brasil Se o penhor desta igualdade Conseguimos conquistar com braço forte. Em teu seio, ó liberdade, Desafia o nosso peito a própria morte! Ó pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve! 
Tradução: A garantia da igualdade foi conquistada com nossas próprias mãos. Por você, que nos deu liberdade, nos desafiamos a própria morte. Ó país amado, idolatrado, salve, salve! Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce, Se em teu formoso céu, risonho e límpido A imagem do cruzeiro resplandece. 
Tradução: Brasil, quando a imagem do Cruzeiro do Sul brilha no céu limpo e alegre, um sonho intenso, um raio de amor e de esperança desce até a Terra Gigante pela própria natureza, És belo, és forte, impávido colosso, E o teu futuro espelha essa grandeza. Terra adorada, Entre outras mil, És tu Brasil Ó pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil! 
Tradução: A própria natureza fez você grande, você é belo, forte, um gigante sem medo. E no seu futuro você continuará a ser grande, ó terra que amamos. Entre tantos outros é você, Brasil, o país que amamos. Você á a bondosa mãe dos que nascem aqui, amada terra natal, Brasil! II Deitado eternamente em berço esplêndido Ao som do mar, e à luz do céu profundo. Fulguras, ó Brasil, florão da América, Iluminado ao sol do Novo Mundo! 
Tradução: Deitado para sempre em um berço grandioso, banhado pelo som do mar e pela luz do céu, você se destaca, ó Brasil, preciosidade da América, banhado pelo sol que ilumina os novos continentes Do que a terra mais garrida, Teus risonhos, lindos campos têm mais flores Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida no teu seio mais amores. Ó pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve! 
Tradução: Seus alegres e lindos campos têm mais flores até do que a terra mais produtiva. Assim como nossas florestas, que são mais belas e vivas, nossa vida, quando estamos aqui, é mais feliz. Ó país amado, idolatrado, salve, salve! Brasil, de amor eterno seja símbolo O lábaro que ostentas estrelado E diga o verde-louro dessa flâmula "Paz no futuro e glória no passado." Mas, se ergues da justiça a clava forte, Verás que um filho teu não foge à luta, Nem teme, quem te adora, a própria morte. Terra adorada, Entre outras mil, És tu Brasil Ó pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil! 
Tradução: Brasil, que para sempre sua bandeira, cheia de estrelas, seja símbolo de amor eterno. E que o verde-amarelo da bandeira diga "Paz no futuro e glória no passado." Mas se um dia você erguer sua arma da justiça em uma guerra, verá que um filho seu não foge da luta. E verá também que quem o adora não tem medo nem da própria morte. Entre tantos outros é você, Brasil, o país que amamos. Você á a bondosa mãe dos que nascem aqui, amada terra natal, Brasil!

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto