Dualismo

sábado, abril 30, 2011

"Quem é essa, agora, que dentro de mim me assuta e me atrai? Sorrateira, ela sou eu ou é alguma sombra que me segue como um bicho rastejando nos calcanhares de minha alma? Lá está, lá está, e sabe tudo, faz tudo: eu sou apenas ferramenta, garganta pela quel ela chama, chama, chama. A quem deseja, a quem busca, a quem quer?"

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto