Gente que teima

sábado, abril 30, 2011

“Acenda um fósforo em mim, não queima Perfure com uma faca, não jorra Cuspa na minha cara, não escorre Quase nada me traz conseqüência . Não há aderência em gente que teima.” (In cartas extraviadas e outros poemas)

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto