Aprender pelas experiências

segunda-feira, agosto 29, 2011



A vida é um mistério contínuo que insiste em esconder seus segredos mais obscuros.
Somos muitas vezes levados de uma praia à outra pela correnteza de nossa insensatez e pelas peripécias de nossa existência e quase nunca sabemos ao certo onde vamos ancorar nossos barcos ou se vamos encontrar um porto seguro para nossas almas.

Em uma estrada longa e contínua, certamente não sabemos onde ela termina, assim também não sabamos quando nossa aventura mortal acabará.

Muitas vezes caminhar por essa vida é como encontrar um túnel escuro, onde só existe uma entrada e apenas uma só saída, contudo, atrasamos nossos passos e tropeçamos em nossos próprios pés como se fôssemos cegos.

Às vezes nos deparamos com uma bifurcação bem no meio de nossa jornada terrena e o caminho que vamos tomar depende apenas aonde nós queremos chegar.

Há ocasiões em que amigos são essenciais e outras em que eles são mais do que pedras de tropeço. Precisamos diferenciar os bons dos maus amigos e levar em conta que os maus são como erva daninha que cresce nos jardins de nossa vida. Não podemos apenar arrancá-los de uma só vez, para que não machuque-nos, mas podemos cultivar melhor nossas belas flores para que as ervas não tenham espaço no nosso jardim, fortalecendo nossas flores e alimentando nossas plantas para que elas sufoquem a praga que tentará nascer entre elas.... Assim são nossas amizades, se fortalecermos aquilo que é bom, o mal será inibido e não tomará espaço em nossas vidas, e certamente não resistirão.

Muitas vezes quando caímos ao longo da estrada de nossa vida e não damos conta que cair faz parte do aprendizado, porém permanecer no chão é sentenciar-se à morte e entregar-se como derrotado. Errar faz parte da natureza humana, permanecer no erro é sucumbir-se ao mal e entregar-se ao seu próprio fim.

Não devemos ter compaixão de nós mesmos, antes, precisamos levantar do chão, limpar nossos sapatos e continuar olhando para frente, nunca se esquecendo que se encontrarmos alguém precisando de ajuda, ao longo de nosso caminho, precisamos parar e amparar.

Viver é um desafio e nós travamos uma batalha dentro de nós a cada dia de existência e é no âmago de nosso ser que descobrimos que tipo de pessoa somos, quando escolhemos ser o melhor que podemos ser.


Texto tirado do livro "Reflexões de uma vida" da autora Valentine Cirano

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto