Fragmento de Sexta: #FATO

sexta-feira, abril 27, 2012















“Influenciar uma pessoa é dar-lhe a nossa própria alma.
O indivíduo deixa de pensar com os seus próprios pensamentos ou de arder com as suas próprias paixões.
As suas virtudes não lhe são naturais. Os seus pecados, se é que existe tal coisa, são tomados de empréstimo.
Torna-se o eco de uma música alheia, o ator de um papel que não foi escrito para ele.
O objetivo da vida é o desenvolvimento próprio, a total percepção da própria natureza, é para isso que cada um de nós vem ao mundo.
Hoje em dia as pessoas têm medo de si próprias. Esqueceram o maior de todos os deveres, o dever para consigo mesmos.
É verdade que são caridosas. Alimentam os esfomeados e vestem os pobres.
Mas as suas próprias almas morrem de fome e estão nuas.
A coragem desapareceu da nossa raça e se calhar nunca a tivemos realmente.
O temor à sociedade, que é a base da moral; o temor de Deus, que é o segredo da religião... são os dois princípios que nos regem.’’


Você também pode gostar

4 comentários

  1. Nossa que lindo, amei cada palavra dita :'D

    Beijos :*
    Natalia. http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lindo post! Adoro post assim, amei esse

    ResponderExcluir
  3. Belas palavras.
    =)
    Abçs

    ResponderExcluir
  4. LIndo post. Emocionante e verdadeiro. Temos que ter como princípios  a fé, o amor a Deus. E é esse amor que une os homens.

    Beijos
    Irene

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto