Entrevista com Edson Santos, autor do livro "O Mendigo"

quinta-feira, agosto 09, 2012

O autor entrevistado pela Cachola Literária é Edson Santos, autor do livro "O Mendigo" publicado pela editora Baraúna. A entrevista reflete toda a simpatia e carisma que Edson dedica aos seus leitores. Confiram essa conversa descontraída e conheçam mais sobre seu trabalho.


















Olá, Edson!
Primeiramente quero lhe agradecer pela gentileza de conceder essa entrevista à Cachola Literária. Quero parabenizá-lo pela obra e dizer que foi um prazer resenhar um livro tão especial e magnífico quanto “O Mendigo”.


Sobre o autor:

Edson Santos é natural de Recife-PE. 
É maestro, compositor, arranjador e professor de música.
Poeta, escritor e desenhista.
O Mendigo é o seu primeiro livro publicado, até o final deste ano deverá ser lançado o segundo: O Mendigo-O Valor de Um Exemplo e nos próximos 3 anos mais 3 livros.


Cachola Literária: Gostaria que você nos dissesse como você iniciou sua carreira de escritor?

Edson Santos: Quando ainda estava no ensino fundamental uma professora propôs uma redação com tema livre.  Eu escrevi uma “historinha” intitulada: O 5º andar. Isso chamou a atenção da professora que muito me incentivou naquele momento e, desde então, aquilo não saiu da minha cabeça, mas foi no período em que eu dava aulas de música para uma senhora que era diretora de teatro que peguei algumas técnicas para compor as personagens, então escrevi a peça teatral Deus Pai, Mãe Natureza (citada no livro). Isso foi entre 1999 e 2001 e a diretora é Anita Rossi. A partir desse momento percebi como é gratificante escrever e entrei de corpo e alma nesse caminho.

Cachola Literária: Na dedicatória do livro você menciona  dois mendigos.  A  história do personagem  Herbert é verídica ou você utilizou-se de depoimentos dos mendigos, apenas para dar vida ao personagem principal do livro?

Edson Santos: O Herbert (da historia) é fictício. Os dois mendigos citados no livro tornaram-se amigos nosso. Tanto eu aprendi com eles como meus amigos aprenderam também, gostávamos de conversar e fazer perguntas.  Na parte material ajudávamos um pouco, mas o que recebíamos era de um valor muito maior.

Cachola Literária: Como foi o processo de criação do livro? Quanto tempo durou todo o processo?

Edson Santos:Entre escrever as primeiras palavras e a frase final da historia, foram quatro meses. A ideia central foi a reflexão sobre o que acredito ser importante conversar: Família, educação moral, preconceito, atitude. Enfim! O nosso cotidiano.

Cachola Literária: Você realmente acredita na relação de aprendizado do ser humano através da dor? Todos nós  somos capazes de amar o outro além das aparências? Você acredita numa sociedade mais justa e solidária?

Edson Santos: Infelizmente algumas vezes só aprendemos a dar valor depois da perda e isso também dói, mas eu ainda prefiro aprender através do amor (rsrs). Todos nós somos capazes de amar incondicionalmente sim. O problema não é o amor, mas os valores que muitas vezes são distorcidos.  Se olharmos apenas para as mazelas da sociedade não veremos futuro algum, mas se olharmos para a evolução (ainda que seja bem pequena) restará, ao menos, a esperança.

Cachola Literária: Qual foi seu aprendizado durante a criação e o que mais lhe chamou a atenção?

Edson Santos: Eu fiquei o tempo todo com uma frase muito difundida na Grécia antiga. É mais ou menos assim: “A arte deve ser usada para edificar o ser humano”

Cachola Literária: Você se baseou em alguém do seu círculo de amizade para compor o grupo de amigos que faz parte do livro, pois cada personagem  possui descrições e personalidades muito bem definidas.

Edson Santos: Não é difícil descrever um grupo de amigos, pois quase sempre é assim: Tem um brincalhão, um tímido, um inteligente... E um chato. (rsrs)

Cachola Literária: Você pretende dar continuidade a história de Herbert. Como será esse processo? A história já está sendo desenvolvida? Conte-nos um pouco mais a respeito.

Edson Santos: Sim. E vai ser: O Mendigo  - O Valor de Um Exemplo. É a historia de Herbert 20 anos depois de sua partida. Ele reencontra o grupo, que agora já são todos adultos, e começa uma nova jornada. Pretendo lançar ainda este ano. O livro terá algumas surpresas agradáveis e... Desagradáveis também (só lendo pra saber) rsrs

Cachola Literária: Sabemos que o autor nacional encontra muitas barreiras até a divulgação do seu livro. Você recebeu muitas respostas negativas? Como surgiu a possibilidade de publicar o livro pela editora Baraúna?

Edson Santos: Muitas, mas as barreiras não terminam quando o livro é publicado. Eu coloquei, de forma lúdica, nas redes sociais um comentário a respeito disso. O comentário foi o seguinte: Eu pensei que escrever um livro fosse muito difícil. Depois eu percebi que difícil mesmo era publicá-lo, mais tarde vi que a parte mais difícil é a divulgação, agora estou vendo que para vender livro aqui no Brasil... Buuuááá. Mas eu sou teimoso e vou continuar escrevendo assim mesmo. Rsrs 

Cachola Literária: Uma pergunta, uma breve resposta.

Edson Santos: 
  • Amor: Minha esposa e a arte.
  • Sucesso: Saber viver.
  • Dinheiro: Já ouvi falar dele rsrs
  • Amizade: Um dos maiores tesouros da humanidade.
  • Família: A base de uma sociedade
  • Deus, fé ou espiritualidade: Deus, fé e espiritualidade.
  • Uma frase marcante: Não dê aos outros aquilo que você não quer receber. 

Cachola Literária: Qual é a mensagem que você gostaria de passar aos leitores da Cachola Literária.

Edson Santos: Sonhos e amor são forças das quais não deveremos abrir mão. Se você os tem, lute por eles.

Muito obrigada, Edson! Pela atenção e carinho dedicado a todos seus leitores. Desejo-lhe muito sucesso com “O Mendigo” e aguardo ansiosamente por outras obras que você venha a publicar. Parabéns pelo talento!



Gostaram? 

Leiam a resenha aqui no blog e deixe sua opinião a respeito do livro.

Adquira o livro "O Mendigo" pelo Site da editora Baraúna  ou direto com o autor pelo e mail: maestredson@hotmail.com











Sabemos que você participará da Bienal do Livro de São Paulo, por isso, a Cachola Literária convida a todos os leitores a comparecer no estande da editora Baraúna no dia 12 de agosto.
Desejo muito sucesso para o evento!


Até mais.
Obrigada pela visita!

Você também pode gostar

4 comentários

  1. Oi flor,
    Tudo bem?
    Ah já conhecia esse livro do autor, li algumas resenhas e fiquei com aquela vontade de ler, mas infelizmente não tive a oportunidade.
    Gostei da entrevista e concordo com autor quando ele diz que certas vezes aprendemos com a dor, mas que é melhor aprendemos com amor *-*
    Beijos de sua miga que te adora muito.



    Mari -
    Stories And Advice

    ResponderExcluir
  2. Para mim foi uma honra essa entrevista, Zilda.
    É uma oportunidade singular de mostrar ou divulgar a obra, mas também de expor o autor a observação dos leitores.
    Fico deveras feliz com essa parceria e sinceramente honrado com a sua amizade.
    Obrigado por tudo.

    Beijos!!
    Edson Santos
    www.edsonsantosescritor.webnode.com.br

    ResponderExcluir
  3. que entrevista bacana, é muito bom saber sobre a construção de um livro e a vida de autor antes e depois da publicação.,
    parabens ao autor e que ele adquira mto sucesso daqui pra frente.
    otima entrevista,


    um beijo para Zilda
    Rian Bicalho - http://euelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Flor,


    Amei a entrevista do Edson, fiquei aqui imaginando tudo que essa obra vai representar e representa para todos os leitores que a lerem e os que já leram, espero um dia ter a oportunidade de conhecer essa história. Parabéns pelas belas perguntas e ao Edson por respostas a altura. Desejo sucesso aos dois....beijoaks elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto