Protesto contra "The Casual Vacancy" de J.K. Rowling

terça-feira, outubro 02, 2012


Líderes da religião monoteísta indiana sikh querem banir "The Casual Vacancy", primeiro livro adulto de J.K. Rowling autora de "Harry Potter" da Índia. A informação é do jornal britânico "The Telegraph".




No livro, Rowling descreve uma garota sikh como sendo "bigoduda, mas peituda". Personagens do livro caçoam de Sukhvinder, filha de um cirurgião, com muitos pelos faciais e se referem a ela como "a grande hermafrodita" e "homem-mulher peludo".

De acordo com a religião sikh, ninguém --incluindo as mulheres-- pode raspar ou cortar seus pelos. "Ainda que a autora tenha escolhido descrever as características físicas da mulher sikh, não era necessário utilizar linguagem provocativa, questionando seu gênero. Isso é condenável", afirmou o líder de um comitê que representa a sede da autoridade sikh na Índia.

Líderes religiosos afirmaram ao jornal que vão investigar as reclamações a respeito da linguagem utilizada por Rowling e vão pedir para que o livro seja banido do país se acharem que ele insulta a religião sikh.

Um porta-voz da editora Hachette, que publicou o livro, disse que os comentários negativos são feitos por um personagem que provoca Sukhvinder. "Está claro no livro que os pensamentos, ações e comentários negativos feitos pelo personagem Fats, que provoca Sukhvinder, são apenas dele. A descrição de Sukhvinder feita pelo narrador é bem diferente", afirmou.

"The Casual Vacancy", lançado em setembro no Reino Unido e nos Estados Unidos, chega ao Brasil em dezembro pela editora Nova Fronteira. O livro ainda não tem nome em português.


Você também pode gostar

11 comentários

  1. Mesmo que fosse um comentário da narradora e não do personagem, não acho que a passagem ofende qualquer religião, é apenas a característica da garota. Mas, fanatismo não é fácil.

    http://queridos-sapiens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. AFF, é cada uma viu? Como para eles TUDO ofende sua religião, é melhor que nada estrangeiro seja publicado ou apreciado no país deles. :s Junto com o fanatismo vem a idiotice. Fanatismo não é fácil [2] ¬¬ EU acho uma coisa tão boba pra provocar o banimento e tudo mais. Enfim. Beijão Zi ;*

    Ewerton Lenildo - @Papeldeumlivro - papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ai que coisa mais chata isso. è um comentario que seria feito no dia a dia, não tem porque não aparecer no livro. Mas é compreensivo que queiram banir o livro do pais, afinal as garotas podem se sentir mal por isso, vao querer tirar o bigode e talz, e é contra a religiao deles. 

    ResponderExcluir
  4. Que absurdo!
    Quer dizer que banir esse livro vai fazer com que comentários desse tipo sejam banidos? Nãooo, claro que não. A questão é que a Rowling  teve coragem de mostrar isso no livro, dizer que há preconceito, não quer dizer que devamos ter, mas pode ter sido um tipo de denuncia, quem sabe?
    Quase tudo no mundo ofende alguém então pelo amor de Deus se não sabem viver com isso, vivam em uma bolha e pronto.



    Camila Márcia


    @camila_marcia


    http://delivroemlivro.blogspot.com/


    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/


    ResponderExcluir
  5. Oie Zilda, tudo joia? saudades
    Então coitada da J. K. Rowling, vive recebendo processos e mais processos.
    mas criticar etnias e religioes é muito feio. POREM pode ser que ela queria mostrar o preconceito. e se for pra banir que seja banido do país deles.

    beijos 
    Rian Bicalho
    http://euelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Isso é um pouco de exagero para falar a verdade, isso é porque Rowling é famosa, e muitas pessoas vivem tentando buscar falhas em seus trabalhos que são praticamente perfeitos. Não acredito que isso tenha sido proposital, mas é complicado julgar essas coias de cultura...

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
  7. Eita!
    Achei preconceituoso sim... É desrespeitoso falar dessa forma referindo-se a religião alheia, principalmente se tratando de umas bastante tradicionais.
    Beijos Zilda.

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Nem foi lançado direito e já está dando o que falar... 
    Banir o livro porque um dos personagens usou termos ofensivos, que medida desnecessária... Será que esse povo leu mesmo o livro e percebeu que ali quem ofende é um personagem, não o narrador? E que a opinião não é de quem narra - no caso, a J.K e sim de um personagem preconceituoso, imbecil que ofende a pessoa por desconhecer os costumes étnicos e religiosos daquela pessoa, engraçado que isso é o que geralmente acontece diariamente aqui e em outras partes do globo, agora que foi impresso em papel esse discurso... querem processar, banir... Legal seria se fosse possível banir quem diz essas coisas  ;)Beigos!

    ResponderExcluir
  9. gente q tenso
    só pq o livro tem termos ofensivos banir é algo totalmente desnecessario --1 vou te falar viu

    ResponderExcluir
  10. J.K. Rowling está sempre causando polemica... Penso que é exagero banir o livro, mas se o pessoal de lá acha que é ofensivo, eu respeito a opinião deles. 
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá!!

    Nada mais justo! Se houvesse uma ofensa à sociedade americana, esse livro já teria sido pulverizado... 

    Beijos,Samantha MonteiroWord In My Baghttp://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto