Livros criados a partir dos games começam a ganhar força no Brasil

domingo, dezembro 30, 2012


Segmento há muito tempo consolidado no Exterior, os livros criados a partir do universo dos games começam a ganhar força no Brasil.



Somente em 2012, pelo menos nove títulos derivados de franquias famosas dos jogos eletrônicos chegaram às prateleiras, lançados por gigantes do mercado editorial. E as apostas devem continuar em 2013.

Uma das primeiras a tentar a sorte nesse nicho foi a Record, que no final de 2011 lançou Assassin's Creed - Renascença. Baseada no segundo jogo da popular série de games, a adaptação do roteiro original feita pelo escritor Oliver Bowden foi tão bem recebida pelo público que a editora comprou os direitos de outros três livros da saga - todos publicados este ano.

Livros tie-in (derivados de outros produtos) já existem há algum tempo, mas acho que faltava algo tão bem amarrado e, ao mesmo tempo, tão popular quanto Assassin's Creed. O resultado é que contabilizamos cerca de 450 mil exemplares vendidos dos três primeiros volumes, e o quarto acabou de ser lançado - diz Ana Lima, editora-executiva da Galera Record, o selo jovem do grupo editorial.

Animada com o sucesso de Assassin's Creed, a Record aproveitou para lançar romances derivados de Battlefield 3, Diablo 3 e World of Warcraft - os dois últimos, no mercado há pouco mais de um mês, já venderam 40 mil exemplares. Os bons números atraíram outras editoras, como a Planeta, que publicou no final de novembro Halo: Cryptum - A Saga dos Forerunners.

Sabemos que não existe uma cultura forte de livros baseados em games no Brasil, mas sabemos também que o público, principalmente jovem, adora os games e é fiel. Por isso resolvemos investir - explica Soraia Reis, diretora editorial da Planeta, avaliando que o livro, apesar do pouco tempo em exposição, está sendo bem aceito pelo mercado.

Além da Record e da Planeta, mais outras duas editoras de porte decidiram entrar no jogo este ano: a Benvirá publicou Uncharted - O Quarto Labirinto, enquanto a portuguesa Leya lançou, em novembro, a adaptação do fenômeno God of War. Tradutora deste último, a jornalista especializada em cultura pop Flávia Gasi acredita que, no próximo ano, os videogames devem se proliferar nas prateleiras das livrarias:

De adaptações de roteiros a textos mais jornalísticos e narrativas originais, veremos ainda mais obras baseadas em games em 2013.


Não precisa ser jogador

Personagens e cenários descritos nas adaptações de games soam familiares para os iniciados. Mas isso não invalida a experiência de leitura de quem nunca jogou o game em questão.

O que importa é uma boa história. Talvez jogos com panos de fundo mais alternativos sejam mais difíceis de serem reconhecíveis pelos leitores em geral, mas isso acontece com qualquer tipo de literatura - opina Flávia Gasi, tradutora do livro baseado no game God of War.

Para Ana Lima, editora-executiva da Galera Record, o objetivo é sempre alcançar o máximo possível de leitores:
Muitos fãs da coleção nos escrevem dizendo que Assassin's Creed - Renascença foi o primeiro romance que leram e agora estão interessados em outros livros de fantasia, aventura ou romance histórico. Alguns leitores já ouviram falar dos jogos, mas não são jogadores.

Fonte: Por Gustavo Brigatti Zero Hora

Você também pode gostar

8 comentários

  1. Oi flor,
    Gosto bastante dessa ideia de personagens de games virarem livros, em muitos dos casos o fãs acabam comprando e lendo o livro, vejo isso direto no trabalho.
    Beijos

     

    Mari -

    Stories And Advice

    ResponderExcluir
  2. Sou viciada em games e tipo não li nenhum livro. Na minha opinião, mais nem todos os livro devem ser bon, tipo Assasssin's Creed's deve ter ficado bom, pq tem uma história toda sangrenta e da para a gente imaginar e tudo mais, só que tipo God of War, para né?! Não ele como livro e tenho quase certeza que ficara cansativo. Eu sei pq já dei uma lida e não curti.
    Sem falar que isso faz com que apareça posers hahahaha...Mas é uma boa pedida :)
    beijos
    Bruna

    ResponderExcluir
  3. Eu já estou comprando meus exemplares dos livros! Mesmo sem jogar alguns jogos, eu quero ler ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga!
    Ultimamente parece ser uma invasão de livros criados a partir dos jogos de video game. Ainda não li nenhum, mas confesso que alguns chamaram a minha atenção. 

    Feliz ano novo!!!  *--*BjOhttp://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. \o quero ler todos e comprar todos e jogar todos.. é isso ae sou favor e apoio.... agora tem que ver se os livros são bons!
    Feliz 2013!

    ResponderExcluir
  6. Mas que coisa mais interessante! O mercado é vasto e tem espaço para todos e eu acho isso fascinante! É bom demais! ;)

    Minha linda, vim te desejar um feliz Ano Novoooooo! Uhuuuuuuuuuuuu! (rsrs)
    Beijo, beijo
    She

    ResponderExcluir
  7. Olá morro de vontade de ler o Assassin's Creed mas não sou tão chegada assim em livros de game hehe

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Legal e louca para ler uns títulos citados na postagem. 

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto