|Resenha| O Amor Nunca Diz Adeus - Amadeu Ribeiro @vidaconsciencia

sábado, fevereiro 02, 2013


Vindos de diferentes realidades na cidade de São Paulo, dois jovens ultrapassam as disparidades sociais, ciúmes e truques invejosos para conseguir viver o amor pleno e verdadeiro. De família humilde, uma jovem vive com a mãe e a irmã mais nova. Desempregada e com problemas financeiros, sua vida muda de rumo quando começa a trabalhar numa importante empresa de tecnologia. Ganhando a confiança do diretor e dono da maior parte das ações da firma, ela conhece toda a sua família durante uma reunião. Ao vê-la pela primeira vez, um de seus filhos apaixona-se instantaneamente pela jovem e rompe seu noivado para ficar com ela. Sua ex- noiva, uma jovem rica, ambiciosa e mimada, criará várias situações para separar o casal.


O título pode parecer cafona e um pouco previsível, mas O Amor Nunca Diz Adeus é um livro que merece atenção. A primeira coisa a se destacar é o excelente trabalho gráfico da editora Vida e Consciência. O livro conta com uma diagramação impecável. Ao iniciar o livro já nos deparamos com imagens dos personagens Natália e Yuri na conhecida e tumultuada Av.Paulista situada na cidade de São Paulo.

Utilizando a Avenida Paulista como pano de fundo Amadeu Ribeiro constrói uma narrativa envolvente que explora um dos problemas que atinge as grandes metrópoles: o desemprego. Natália é uma jovem de 19 anos, muito bonita e inteligente. Natália está desempregada e passa parte do seu tempo distribuindo currículos pela cidade. 

Sentindo-se desanimada por não conseguir uma colocação no mercado de trabalho devido á pouca experiência que possui, Natália vive deprimida pelos cantos. De origem humilde, a jovem já não sabe o que fazer. Sua mãe Bete é doceira e faz doces por encomendas. Bete trabalha duro para manter a casa e cuidar de sua filha mais nova Violeta que é deficiente visual.

Natália já está prestes a entrar em depressão quando surge uma grande oportunidade. Ela é chamada para uma entrevista numa empresa de tecnologia localizada na Avenida Paulista. Sem entender como seu currículo chegara até aquela empresa, Natália confirma sua presença a secretária Marilu.

Apesar do nervosismo de Natália, Silas Onofre, presidente da empresa simpatiza-se imediatamente com ela. Silas contrata Natália como auxiliar de sua secretária Marilu. Natália nem imaginava que em tão pouco tempo sua vida poderia sofrer tantas mudanças. Numa das reuniões de acionistas, Natália conhece Yuri, o filho do meio de Silas e, imediatamente ambos sentem uma energia muito forte. Só que Yuri está noivo da diabólica Soraia. A partir daí, a vida de Natália e Yuri nunca mais será a mesma. Yuri está completamente apaixonado por Natália e decide terminar o seu noivado. Soraia não aceita o término e passa a perseguir Natália de todas as maneiras.

A partir daí, a narrativa começa a se desenvolver. O autor começa a narrar o perfil de cada um dos personagens, que são muitos por sinal. Essa é uma das características de um romance espírita. Todos os personagens têm uma ligação espiritual e todos seus atos correspondem com algo relacionado à suas vidas passadas. Natália é aquele tipo de mocinha que sofre o livro inteiro. Em certos momentos, isso é bem cansativo. Porém, tudo é justificável, já que as causas dos sofrimentos estão sempre relacionadas às vidas passadas. Os espíritos obsessores estão sempre a postos para interferem de alguma maneira na vida de qualquer um que tenha afinidade.

Os dramas familiares também fazem parte da narrativa e exploram uma carga emocional intensa. A família de Yuri vive um colapso. Sua mãe Brenda, seu pai Silas, seu irmão mais velho Tiago e sua irmã mais nova Melissa protagonizam  cenas fortes de desequilíbrio emocional muito grande. Cada um é responsável pela felicidade do outro de alguma maneira, porém o individualismo é quem rege a vida de cada membro da família.

O ódio, a inveja, o rancor, a maledicência, o egoísmo são temas recorrentes durante toda a narrativa. E a fé no amor divino é o ponto primordial para suportar as vicissitudes da vida. A premissa do livro debate sobre a crença no amor divino, verdadeiro. A leitura é um pouco densa, por vezes maçante devido a tanto sofrimento, mas o que realmente importa é a linda mensagem transmitida por Amadeu Ribeiro.

Os romances ditados por espíritos são os que mais me agradam. No caso de O Amor Nunca diz Adeus quem assina é o próprio autor dizendo que isso realmente não importa. E isso é verdade! Pois é perceptível o cuidado em passar de maneira cristalizada os preceitos da doutrina espírita sem a imposição desses valores. Ler um romance espírita nos permite que possamos enxergar coisas que muitas vezes nos questionamos e não sabemos o motivo. Só não curti o fato de o autor estender certos acontecimentos que permitiram que a leitura pudesse fluir mais naturalmente.

Recomendo a leitura a todos que curtam histórias que contribuem de alguma maneira na reforma intima de cada um. São histórias que acontecem todos os dias com cada um de nós e que nos transmite mensagens de amor e fé. Independentemente da religião de cada um ler e praticar o amor sempre enobrece a alma.

FICHA TÉCNICA
Título: O Amor Nunca Diz Adeus
Autor: Amadeu Ribeiro
ISBN: 9788577222155
Ano: 2012
Páginas: 400
Edição: 1
Comprar
Adicione no Skoob

Você também pode gostar

23 comentários

  1. parece ser um livro bem legal :)
    gostei da resenha

    ResponderExcluir
  2. Só pelo nome do livro eu já espera uma história assim rsrs
    Mais gostei muito, a capa tbm é muito linda. Vc podia ter mostrado como o livro é por dentro. Tô curiosa agora pra vê rsrs.
    Bjos....

    ResponderExcluir
  3. Oi, Zilda!
    Tudo bem?
    Já vi esse livro no estande da editora nas estações de metrô.
    Nunca li nenhum romance espírita que não fosse ditado por um espírito, até agora li apenas livros da Zíbia. 
    Gostei bastante da indicação e dos pontos levantados por você com relação a ritmo, sempre que leio algum romance espírita sinto que a leitura, para mim, é maçante porque o sofrimento (na maioria das vezes) torna minha vontade de ler menor, fico mais cansada facilmente... Mas sempre tiro lições valiosas, é sempre um aprendizado :)

    Beigos,
    http://mauraparvatis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo boom?
    Muita gente já leu esse livro, mas não me chamou a atenção.Adorei a resenha, flor.

    clicandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, adorei ler sua resenha, tenho muito curiosidade sobre esse livro.
     

    Beijos

    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ziiiilda *abraça forte* eu amo romances espíritas. Eles trazem um ensinamento, uma outra visão, que é capaz de nos mudar, fazer evoluir. Tua resenha tá linda, emocionante e me deixou mais doida ainda para ler esse livro *-* Parabéns.
    Beijoca ;*

    @pirulitolimao 

    ResponderExcluir
  7. Gostei da sua resenha. Obrigado. um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Muito legal sua resenha,fiquei com uma vontade enorme de ler,apesar de ter um pouco da doutrina espírita,muito interessante mesmo a mote da história.

    Vou colocar na minha lista!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Zilda, quando vi o livro pensei que não iria gostar tanto, principalmente por causa do título e do gênero que eu não curto muito, mas até que achei o livro interessante ainda mais que tem uma diagramação bem legal e um assunto diferente para montar toda história. Sua resenha ficou muito boa!!

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  10. Eu não li muitos livros espiritas na minha vida, mas todos os que li me encantaram... São livros que fazem pensar sobre nossa vida e isso é algo que todos precisam! Nunca li um livro espírita que não é narrado por um espírito. Isso é legal. :)

    ResponderExcluir
  11. Olá, Zilda!
    Estou louca para ler esse livro. Além de possuir uma estória muito bonita, sou xará da personagem (risos). Já vi muitos comentários positivos sobre a obra de Amadeu e não vejo a hora de tê-la em mãos. Parabéns pela resenha.

    Abraços.Natalia, Entre Livros e Livros. [http://musicaselivros.blogspot.com.br/]

    ResponderExcluir
  12. Oi Zilda, tudo bom? 
    Já li esse livro e amei, tudo nele foi muito bom pra mim, o Amadeu me surpreendeu. Achei o trabalho impecável, capa linda, diagramação legal. A editora caprichou.
    Fora a história que nos prende bastante.
    Adorei sua resenha.
    Beijocas.
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Zilda!
    Essa parece ser uma linda história, que fala sobre o amor romântico e o amor em família, com algo positivo a nos ensinar. Ótima dica. 
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  14. Olha só... Gosto de livros espíritas... Mas gosto de ler esse tipo de livro tendo consciência que envolve um fundo espiritual. Não como aconteceu com Celestial, que eu esperava uma coisa e era outra! Adorei a sinopse deste livro e lendo sua resenha foi esclarecido sobre o que se trata e que é bom! Me interessei! E adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  15. Essa é a segunda resenha que leio de "O Amor Nunca Diz Adeus", e devo admitir que despertou minha curiosidade. Eu tenho um pé atrás com livros espíritas (na verdade, nunca li nenhum ~.~), mas o enredo do livro me chamou muito a atenção. Quem sabe esse não seja o livro que irá fazer com que eu perca o meu preconceito com esse tipo de história né? *u*
    Adooorei a resenha! muito bem escrita e detalhada *-----*

    Beeeeeeijinhos :*
    www.linguadoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá querida,

    Passando para marcar presença e dizer que nem preciso dizer que achei o livro interessantíssimo, né? Amei a sinopse, a resenha e a capa.
    Até o próximo post!Lu ♥ Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  17. Oi Miga, 
    Bom logo pela sinopse e pelo livro em si já fiquei com vontade de ler, sua resenha só me deixou mais curiosa, gosto de livros com esse tipo de enredo.
    Beijoshttp://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18.  Eu gostei do nome, poxa vida, eu sou cafona!!!
    Enfim, gostei da história do livro, bem romântica, porém, poderia acontecer bem aqui. E isso é muito legal de imaginar!!

    Amei amore!!

    Bjkas

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro, e depois de ler sua resenha que gostei muito, já adicionei ele no Skoob, e espero ter a oportunidade de ler esta história que parece ser bem interessante. 
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oie
    adorei a capa e o título rs não conhecia o livro, mas adoro histórias assim! Vai pra minha listinha no skoob. bjos Jack do Mybooklit

    ResponderExcluir
  21. Eu já li uma infinidade romances espíritas, mas alguns pontos da doutrina que sempre estão presentes nos livros me incomodam imensamente. Apesar de parecer uma estória encantadora, não leria por isso.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
  22. Lii esse livro e adorei. Ele parece meio Clichê mesmo no início...mas mesmo assim não conseguia parar de ler! kkkk È muito marcante e a personagem que mais amei foi a vilã Soraia! kkkk 
    Bom começo de semana.Beijos!Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  23. Oi Amiga!
    Lendo sua resenha eu estava gostando muito da história, mas não cuto livros espíritas, sei lá.
    Adorei esta capa, parece tao romantica.

    Bjinhs*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/2013/02/novidades.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto