|Resenha| O Enigma da Borboleta - Kate Ellison @EditoraLeya

quarta-feira, abril 17, 2013


Um suspense eletrizante onde qualquer movimento em falso pode ser fatal. Penélope Marin, ou simplesmente Lo, é uma adolescente um tanto incomum – ela sofre de transtorno obsessivo compulsivo, que ficou mais intenso depois da morte de seu irmão Oren. Além disso, Lo adora colecionar bibelôs, mesmo que tenha que roubá-los (Ela também tem traços de cleptomania). Num desses “resgates” – como ela mesma diz – Lo encontra uma bela borboleta, que pode ter colocado sua vida em perigo. Essa figura está ligada a um assassinato e Lo pode ser a única testemunha desse crime.


Romance + Drama + Suspense = Um Livro perfeito. Apresento-lhes O Enigma da Borboleta, de Kate Ellison publicado pela editora Leya.

Em seu primeiro romance Kate Ellison disse a que veio. O Enigma da Borboleta é um livro E-S-P-E-T-A-C-U-L-A-R. Não me levem a mal se já começo a resenha jogando confetes e inflando o ego do autor. Mas é praticamente impossível não se render ao talento da autora. 

O Enigma da Borboleta narra à história da jovem Penélope. Lo está cursando o último ano do ensino médio e enfrenta problemas escolares comuns nessa idade (bullying, problemas com garotos) entre as modificações hormonais que mexem com a cabeça de qualquer garota. Lo sofre com uma doença denominada Transtorno Obsessivo-Compulsivo. TOC é um distúrbio psiquiátrico e sua principal característica é a presença de crises recorrentes de obsessões e compulsões. 

Para conter sua ansiedade Lo costuma “furtar” pequenos objetos. Nada que lhe seja realmente necessário. A autora aborda o tema cuidadosamente e faz com o leitor possa compreender as causas que motivaram a personagem adquirir tal transtorno. 

 "O negócio é o seguinte: eu não escolho pegar as coisas. Eu tenho que fazer isso.Sempre tive que fazer certas coisas, desde o dia em que fiz sete anos e comecei a insistir que queria continuar com seis. Eu não sabia o motivo, mas, de alguma forma, sete me fazia sentir como se o mundo estivesse inclinando demais para um lado".(pág.19)

Lo acredita que, se não agir assim, algo terrível possa lhe acontecer. Alguns números representam sinais para Lo. 3 e 9 lhe transmitem segurança, já o 2 significa perigo à vista. Para externar toda sua ansiedade Lo repete inúmeras vezes a frase “ tap tap tap, banana” como se fosse um “mantra da sorte”. 


Em geral, seus rituais se desenvolvem de diferentes maneiras. Desde colecionar coisas até a organização sistemática de objetos. A contagem e a relação de segurança que os números lhe causam são uma das características do transtorno que mais se destacam. 

Como se não bastasse os problemas familiares, Lo ainda se mete numa grande enrascada. Numa das investidas para conseguir mais um objeto para sua “coleção” ela presencia o momento em que uma garota é assassinada. Sapphire é uma jovem dançarina da boate Tens, localizada em NeverLand. 

A morte de Sapphire torna-se mais um dilema na vida de Lo. Obcecada pela morte da jovem, Lo irá se envolver com situações bem mais perigosas do que os pequenos furtos que pratica.
"De todas,é a parte do "para sempre" que mais me assusta. A eternidade da morte. Sinto-me oscilando entre dois mundos _ carne e ar, osso e pó." (pág.263)

Narrado em 1ª pessoa o livro convida o leitor a conhecer os mistérios que envolvem os transtornos de Lo e o assassinato de Sapphire. Com uma narrativa angustiante O Enigma da Borboleta se destaca por misturar elementos característicos de um romance policial com a subjetividade presente nas narrativas dramáticas. Todos os conflitos estão intrinsecamente relacionados colaborando com o bom desenvolvimento da história. 

Apesar da idade, não é impossível imaginar que uma garota enfrente tantos problemas e que se envolva a tal ponto com a morte de uma pessoa completamente desconhecida. É perceptível o envolvimento da autora em compor uma história tão delicada, com personagens marcantes e bem construídos. Livros do gênero normalmente não me atraem por caírem na mesma armadilha. Personagens clichês que vivem aventuras mirabolantes e enfrentam todo e qualquer tipo de perigo sempre me cansam. Felizmente, isso não ocorre na narrativa construída por Kate e por isso, eu o recomendo. 

Apesar de a história estar relacionada diretamente ao assassinato de Sapphire e aos transtornos de Lo, a autora construiu personagens tão incríveis que também ganham destaque. A começar pelo “mocinho” da história. Obviamente que um romance entre jovens da mesma idade não poderia faltar. Só que nesse caso ele foge totalmente aos padrões. Flynt não tem os característicos olhos azuis, cabelos lisos e roupas transadas. Nosso mocinho usa dreadlocks, um boné com orelhas de urso, não estuda, usa roupas remendadas e faz obras de arte com lixo. Que tal? 

O Enigma da Borboleta entra para a categoria dos melhores livros do ano. Sem recorrer aos estereótipos, Kate Ellison criou uma história fascinante que envolve o leitor imediatamente. A narrativa segue um ritmo cadenciado e hipnotiza o leitor. O final do livro é perfeito. Fico imaginando uma adaptação do livro para as telonas. Daria um roteiro e tanto! 

Para finalizar com "chave de ouro", o livro ainda conta com excelente diagramação e trabalho gráfico realizado pela editora Leya. As folhas são amarelas e o tamanho da fonte utilizada é agradável. Na divisão dos capítulos encontramos ilustrações belíssimas de uma borboleta. A capa do livro é linda e têm tudo a ver com o mistério relacionado entre a borboleta de Sapphire e os números que acompanham a trajetória de Lo.  


É isso aí,pessoal! Espero que tenham curtido. Cinco estrelas? Ah não! Ele merece muito mais! Leitura MEGA recomendada! 






FICHA TÉCNICA

Título: O Enigma da Borboleta
Autora: Kate Ellison
Editora: Editora Leya 

Número de páginas: 312

Você também pode gostar

14 comentários

  1. Ahhhhhhhhhh grau mil de vontade de ler, já anotei na minha lista que só aumenta, minha nossa. ;)
    Beijo, beijo
    She

    ResponderExcluir
  2. Fiquei muito interessada pelo livro, realmente... A personagem principal é bem peculiar.

    Miki,
    www.sociedadedoscobertores.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. A diagramação do livro está linda né? Adorei a premissa e quero ler, eu gosto demais de romance com suspense, se forem bem orquestrados, resulta sempre em um bom livro!!!

    ResponderExcluir
  4. Nossa esse livro me deixa tensa hahaha'
    A temática me deixa bem empolgada e com certeza ele promete *-*
    Adorei os detalhes com todas as lindas borboletas.
    E pelo livro ser em 1° pessoa deve ser melhor ainda, pois nos colocamos no lugar dos personagens hahaha'

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa que resenha, que capa... Adorei!! Gosto de livros assim! Adorei os pontos que vc ressaltou na resenha! Vai pra lista!

    ResponderExcluir
  6. Oi Zilda!
    Eu não sabia do que se tratava esse livro.
    Adorei a resenha e acho que vou colocá-lo na listinha de desejados. Haha
    Parece ser bom! Principalmente pelo que destacou na resenha.

    BjO
    http://www.the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Meninaaa, que livro é esse. Amei. Romance policial, drama, suspense? Isso dá liga hein...Amo livros que me inserem dentro da trama, não consigo para de ler. Com certeza me cativou e vou colocar na listinha...Parabéns pela maravilhosa resenha..


    Beijãoo

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tinha ouvido falar neste livro, mas depois de ler sua resenha super empolgante, já o coloquei em minha lista. Vlw pela ótima dica. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi
    Nossa, como eu quero ler esse livro *-*
    Adorei a sua resenha e esse livro já está na minha lista de desejados desde quando foi lançando.
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  10. Pela capa do livro lembrei do filme Efeit Borboleta. Rsrsrsrs.
    A história me conquistou, preciso ler, e, se tiver sorteio aqui pode me chamar que eu quero!
    Amei a sua resenha e fiquei empolgado com a história. Beijo

    ResponderExcluir
  11. Já imaginava que o livro era bom, amei essa capa e o nome dele também dá assas a imaginação.
    Com certeza pretendo lê-lo.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  12. Oi Zilda! Como está???
    Confesso que adorei a resenha e o livro já me ganhou quando vi ele num evento da Leya!
    E não se preocupe em jogar confete e inflar o ego do autor quando o livro é bom hahaha se é bom, merece aplausos de pé. Sou desses que fazem o mesmo!
    Adorei a resenha e confesso que já to procurando o preço dele pra comprar! haha

    Beijos

    ~Lucas

    Descobrindolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Incrível!! Eu já estava de olho neste livro. Só tinha visto a sinopse, e estava louca pra saber mais do livro. Pronto agora já sei. Preciso deste livro.

    E quando o autor arrebenta minha filha, tem mais é que jogar confete sim, puxar o saco até arrebentar. Tá muito justo!!

    Amei a resenha, a história é incrível. Mas agora preciso saber sobre Lo e seus transtornos, e claro sobre o assassinato, e tudo mais...

    Bjkassssssss

    ResponderExcluir
  14. Olá Zilda,

    Não conhecia esse livro e sua resenha me deixou bem curioso....parabéns....abçs.

    Saudades dos seus comentários no blog.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto