|Resenha| Louca para Casar - Madeleine Wickham (Sophie Kinsella) @editorarecord

quinta-feira, maio 02, 2013


Milly está a quatro dias de um casamento digno de contos de fada com Simon, um jovem rico por quem é perdidamente apaixonada. É a cerimônia mais aguardada do ano pela alta sociedade, mas um detalhe pode pôr tudo a perder.
Dez anos antes, Milly se casou com um amigo americano gay para que ele vivesse na Inglaterra com o parceiro, mas logo ambos perderam o contato e nunca se divorciaram. Tudo permaneceria em segredo se não fosse a chegada de Alexander, o fotógrafo, que por acaso também presenciou a primeira união. Agora ela terá que correr contra o tempo para encontrar o “marido” e obter o divórcio antes que todos descubram que a noiva, na verdade, já é casada.


Madeleine Wickham, mais conhecida por seus fãs como Sophie Kinsella, nos apresenta em “Louca para Casar” uma história ousada, diferente e peculiar. 

Narrado em terceira pessoa, Louca para Casar conta a história de Milly que, aos dezoito anos casara com seu amigo Allan. Sem pensar nas consequências dos seus atos, Milly decide casar com o amigo para que ele regularizasse sua permanência em Londres como imigrante ilegal. No atual momento Milly não queria nada com a vida. Sempre disposta a aproveitar cada segundo sem projetar nada para seu futuro. 

O casamento não passava de uma farsa já que Allan era gay e mantinha um relacionamento com o jovem estudante Rupert. O que Milly não contava é que após 10 anos, ela quisesse casar novamente e que, por causa de uma atitude equivocada, ela pudesse colocar em risco seu futuro relacionamento com seu noivo Simon. 

Milly é uma jovem totalmente lesada e sem identidade. Ela mantém uma imagem falsa para todos que a cercam inclusive para Simon. Capaz de se anular, Milly omite seus gostos, ideias e a sua verdadeira personalidade com o intuito de manter uma aparência sofisticada. 

Filho do milionário Harry Pinacle, Simon é um jovem que nutre muitos ressentimentos em relação ao pai, que por sua vez não faz nenhum esforço para que as coisas se modifiquem. Diante de tantos conflitos e um segredo que põe em risco não somente o casamento dos personagens principais, Louca para Casar apresenta uma narrativa que expõem dramas particulares que atingem a todos. 

Inicialmente Milly é uma personagem que não agrada. Sempre muito passiva e alheia a tudo ao seu redor, Milly é simplesmente irritante. Normalmente é muito comum encontrarmos personagens engraçadas ou desastradas em livros do gênero. Mas, não é o caso de Milly, porém tal construção não fora equivocadamente criada pela autora. Intencionalmente, ela faz com que o leitor sinta raiva de Milly para adiante desejar que nada tivesse acontecido com a protagonista. Inteligente e perspicaz, Sophie Kinsella constrói uma narrativa simplesmente brilhante. 

Os personagens secundários possuem tanta relevância quanto os personagens primários. A narrativa engloba muitos personagens e a trama bem amarrada permite que o leitor se identifique com pelo menos um deles. A premissa do livro foca diretamente o relacionamento entre os casais. Através do casamento, a autora expõe os prós e contras de um relacionamento. O que leva um casal a se unir? O que os mantêm unidos? Seria o amor, o único elemento necessário dentro de uma relação? 

É difícil categorizar o livro apenas como chicklit já que a autora construiu uma narrativa bem diferenciada dos demais livros que integram o gênero. Louca para Casar é uma mistura intensa de romance e drama com pequenas doses de humor. A começar pela caracterização da personagem principal que foge totalmente aos estereótipos. 

Foi uma grata surpresa ler um livro que diz muito além da capa e da sinopse, já que esperava mais uma história engraçada de uma noiva que faria de tudo para casar. Apesar do título do livro transmitir certa ansiedade da noiva em relação ao casamento, não é exatamente esse o foco da narrativa. É importante frisar esse detalhe para que não haja um prejulgamento. 

A narrativa de Sophie é gostosa e fluída. É o tipo de leitura que prende a atenção do leitor desde a primeira página. Seus personagens são cativantes e a maneira como a narrativa é construída faz com que nos identifiquemos imediatamente. 

Louca para Casar é o tipo de livro que incita todos os sentimentos. Durante a leitura o leitor é capaz de sentir amor e ódio, compaixão e raiva, alegria e tristeza, tudo ao mesmo tempo e com a mesma intensidade. A história é cheia de reviravoltas e revelações que surpreendem a todo o momento. 

A leitura é muito prazerosa. É possível terminá-la em poucas horas. O livro possui uma diagramação simples e o tamanho de fonte agradável. A capa do livro é bonita por sua simplicidade e elegância. A composição das cores deu um ar sofisticado ao trabalho. 

Se eu recomendo a leitura? É claro! Louca para Casar é indicado a todos que priorizam a verdade em seus relacionamentos e que, acreditam no amor independente das formalidades sociais impostas pela sociedade.




FICHA TÉCNICA
Título: Louca para Casar
Autor: Madeleine Wickham (Sophie Kinsella)
Tradutor: Alice França
ISBN: 9788501094032
Editora: Record
Páginas: 348
Ano: 2013




Você também pode gostar

18 comentários

  1. Já li todos os livros da Kinsella, menos esse... E acho que todos os outros são em primeira pessoa, então fiquei curiosa pra saber qual a perspectiva da autora ao dar a narrativa uma visão mais panorâmica.... Quero ler!!!

    ResponderExcluir
  2. Quero ler esse livro da Sophie e acho muito charmoso esse pseudônimo que ela usou! Muito lindinho!
    A capa é linda e parece bem engraçado, legal e fácil de ler. Amei! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha! Acho que leria sim... Principalmente pelo fato de ser em terceira pessoa. A capa é muito bonita!

    ResponderExcluir
  4. Eu estou louca para ler um livro da Sophie Kinsella, pois apesar de ainda não ter lido nenhum chick-lit, tenho certeza que irei adorar o gênero e a Sophie é a autora que mais me indicam quando falo de chick-lits. Mas percebo que esse livro dela é meio diferente dos seus chick-lits habituais, não? Mas pelo que pude perceber, ela "sair do gênero dela" digamos assim, valeu a pena porque você parece ter gostado bastante da leitura =D Agora estou curiosa para ler esse livro, sendo que desde que vi a capa e soube que era da Sophie já fiquei bem empolgada com o lançamento =D

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  5. Ai que bom! O último livro que eu li da Sophie Kinsella nesse pseudonimo, cujo nome eu não lembro, hehe, eu não gostei :/ fico super feliz e mais animada para ler esse! Gosto muito de narrativas em terceira pessoa e quero ler o quanto antes!
    parabéns pela resenha!
    beijos!
    superbookaholic.com

    ResponderExcluir
  6. Eu amooo a Sophie Kinsella,e estou louca para ler esse livro... linda resenha,cativante!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adorei sua resenha, e estou louca para ler este livro. Eu já li alguns livros da Sophie Kinsella e para mim, ela é uma das melhoras autoras neste gênero. Já está na lista dos desejados. E espero conferir em breve.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Zildinha sua linda!! Essa resenha tá um escândalo.
    Estou morrendo de vontade de ler este livro!!!

    Um chick-lit que tem mais que os outros. Eu gosto desse estilo de literatura e acho que todos tem algo bom pra passar.

    Adorei!!

    Bjkas

    ResponderExcluir
  9. Oi Zilda!
    Nunca li nada da autora, mas fiquei bem interessada já que é focado em relacionamentos. Às vezes me pergunto quem escolhe o título dos livros, que nem sempre combinam com o conteúdo e pode levar o leitor a decepcionar-se devido a uma expectativa errada. Que bom que nesse caso, a surpresa foi positiva. Ótima resenha.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  10. Achei bem interessante. Isso dela ter fugido um pouco do gênero e se aprofundado um pouco mais e também o fato da mocinha ser tão problemática me chamou atenção.=)

    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir
  11. Eu nunca li nenhum livro da Sophie, mas se um dia aparecer a oportunidade eu lerei com toda a certeza. Não gosto de personagens omissos demais isso é extremamente irritante.

    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  12. Oi Zilda!
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas sempre vejo ótimos comentários sobre eles.
    Esse eu ainda não conhecia, mas parece ser bom. Porém não faz muito meu estilo. Acho que não leria.

    BjO
    http://www.the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Simplesmente acho lindo e apaixonante livros que possuem essa leveza e profundidade (ambíguo mesmo) de mexer com nós, de nos deixar sentindo esse misto de emoções! Louca para casar parece ser um sucesso, e eu não posso deixar de comprovar e me debruçar nessa leitura. Adorei a resenha, deixou transparecer tudo e ao mesmo tempo apenas o essencial.
    Acho que você tem razão, sou doida mesmo, adoro ser dicotômica. kkkkkkkk
    Adoro você, Zilda.

    Bezo <3
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Zilda, eu estou Louca para ler Louca Para Casar rsrs, adorei sua resenha...já li alguns livros da Sophie e simplesmente amo, adoro livros que nos fazem ter diversos sentimentos, e pela sua resenha posso sentir que é exatamente isso que esse livro me trará...parabéns pela resenha.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Mesmo com as pitadas de drama, parece ser um livro bem fofo. Gostei! :D

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Uau... Amei a resenha e estou com expectativas para ler o livro.

    OBS.: Ele já esta na minha lista de desejos no SKOOB.

    Até a próxima.

    ResponderExcluir
  18. Sophie é perfeita demaais! Mais um pra minha listinha :D

    2bookgirls.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto