Resenha: A Sociedade Cinderela- Kay Cassidy @galerarecord

quarta-feira, maio 15, 2013


Aos 16 dezesseis anos, Jess Parker se acostumou a ser invisível. Depois de mudar de escola várias vezes por conta do trabalho do pai, ela se conformou com o status de eterna garota nova.
Mas agora Jess tem a chance de uma vida: um convite para participar da Sociedade Cinderela, um clube secreto das garotas mais populares da escola, onde makeovers fazem parte do pacote. Mas há mais a ser uma Cindy que apenas reinventar o visual. E Jess está prestes a descobrir.


“Solicita-se sua presença no Moinho. Hoje, às 19 horas. Use o broche. A discrição é OBRIGATÓRIA”

Calma! Muito calma nessa hora! Não se precipite em aceitar qualquer convite que vá parar em suas mãos. Você pode se arrepender e entrar numa tremenda enrascada. Depois, não vá dizer que eu não avisei!

É devagar, é devagar, é devagar, é devagar, devagarinho...” é no ritmo de Martinho da Vila que iniciamos a saga de Jess em A Sociedade Cinderela. Com uma nova roupagem o livro promete ousar, reinventar o tradicional conto da Cinderela,mas não passa da largada. Frustrante, cansativo e terrivelmente enfadonho A Sociedade Cinderela é um livro que engana direitinho o leitor. Se prestarmos atenção a sinopse, com certeza, ela nos influenciará e com isso, o interesse pela leitura será momentâneo. A capa também é outro ponto atrativo. E só. Infelizmente, o leitor terá de passar pela leitura para avaliá-la mais detalhadamente. 

O que sei é que fiquei muito furiosa durante a leitura e vou tentar conter meus impulsos. E nem sei o motivo de tanto alvoroço em torno do livro, já que por aqui esse livro era tão aguardado. Nada justifica, porém vamos tentar entender.

A narrativa mirabolante criada por Kay Cassidy vai contar a história de Jess, uma adolescente de 16 anos que já passou por nove cidade diferentes e por isso, não consegue se entrosar com ninguém pelas escolas que onde frequentou. Sendo assim, Jess carrega o status de Garota Nova. O que Jess mais desejava era ser aceita pelas garotas da escola, mas a Malvada Lexy está em seu caminho para ridicularizá-la a qualquer momento. O que Jess não contava é que sua vida estava prestes a mudar, graças a um convite enviado pela Sociedade Cinderela. 

A Sociedade era um grupo secreto constituído pelas garotas mais populares da escola. E com grandes promessas de transformação também haverá o ônus dessa aceitação. Jess nunca imaginaria que deixar de ser “invisível” aos olhos dos outros exigesse tamanha responsabilidade. 

Sabe aquela máxima: “Parece, mas não é”. É exatamente isso que caracteriza A Sociedade Cinderela. Aqui as irmãs malvadas do tradicional conto foram reformuladas e agora são apenas as Malvadas, as populares são intituladas Cindys. E não poderia faltar o príncipe que aqui são denominados por “Encantados” e os garotos maus são os temidos “Vilões”, e quem não se enquadra em nenhuma dessas posições são os “Joviais”, jovens que sofrem com as Malvadas e que as Cindys tentam salvar. 

Feito as devidas apresentações o que posso salientar é: além da pouca criatividade na composição dos personagens a autora viaja completamente. Quando digo viajar é pirar mesmo. Kay inventa uma história sem pé nem cabeça. A ideia de formar uma sociedade onde as garotas de bom coração lutam pela igualdade de serem respeitadas (dentro e fora da escola) é até relevante. Mas, a maneira como a autora conduz a história é que é fantasiosa demais. Fez-me lembrar aqueles filmes juvenis onde adolescentes disputam a atenção dos meninos, onde loiras siliconizadas tomam conta do território, entre outros esteriótipos típicos desse tipo de narrativa. 

O livro promete ser ousado e divertido, mas só fica na promessa. Não vejo significado algum em seu propósito. Nem como entretenimento A Sociedade Cinderela cumpre o seu papel. A ideia de transformar o mundo aliás, a escola, num espaço onde os populares e os “não-aceitos” possam viver em harmonia é extremante equivocado, já que para ser aceito você não precisa ser igual ao outro. E é nesse ponto crucial que a autora peca e muito. Em sua biografia Kay Cassidy diz ter sido ex-líder de torcida e ex-integrante de uma república de garotas e talvez, tenha sido esse um dos motivos para que ela criasse uma história tão superficial. Utilizando-se de sua experiência, a autora recriou o ambiente escolar com todas suas características. 

A personagem Jess é uma garota muito passiva. Chata ao cubo. Sempre aceitando todas as humilhações que a Malvada Lexy impõe, enquanto Lexy e suas subordinadas representam o que há de mais superficial. A Sociedade Cinderela é como se fosse um manifesto feminino juvenil para o século XXI com uma proposta vaga, superficial e despropositada. Uma simples ida ao shopping center renderia mais frutos e pouparia meu tempo, já que para dar vida a tal sociedade a autora faz inúmeras referências a marcas de roupas, maquiagem, cremes e blá blá blá.

A autora só consegue atrair a atenção só no último capítulo. (um breve momento de palmas!!!) e só. O livro termina. Deixa para o segundo volume da série a grande mudança, ou quem sabe um desenrolar mais interessante ( é preciso crer!). Enfim, acho que sua aposentaria poderia ser adiada. Kay Cassidy teria sido uma excelente líder de torcida por mais alguns anos. 

Os capítulos são medianos e talvez por esse motivo tenham sido tão cansativos. Li o livro em poucos mais de um dia e, só não li em poucas horas porque também não sou de ferro (precisava respirar e repetir inúmeras vezes: Força! Força! Vai que você consegue!) 

O livro é narrado em 1ª pessoa e vamos acompanhando a jornada de Jess rumo à descoberta de ser aceita e o preço a ser pago por isso. Ryan, irmão da Malvada Lexy rouba a cena nos últimos capítulos tornando a narrativa um pouco menos tediosa, mas infelizmente ele não consegue salvá-la. No fim, Kay causa aquele frenesi só pra justificar a existência do próximo livro. 

Em relação ao projeto gráfico não tenho o que reclamar. A capa do livro é fofa. Simples, porém estilosa. A revisão fizera um bom trabalho. A fonte utilizada é bem grande em relação aos demais livros da editora, dessa forma facilitam sua leitura. No mais, A Sociedade Cinderela fica apenas na promessa de ser um livro interessante. 
Com uma proposta diferenciada, mas com um enredo fantasioso e mal elaborado Kay Cassidy poderia ter me poupado dessa experiência traumática. 

*A Sociedade Cinderela é o primeiro livro da série The Cinderella Society.
* Livro cedido em parceria com a editora Galera Record.




FICHA TÉCNICA
Titulo: A Sociedade Cinderela
Titulo original: The Cinderella Society - Livro 01
Autora: Kay Cassidy 
Páginas: 306
Editora: Galera Record 
Lançamento: Maio 2013
Onde comprar


Você também pode gostar

23 comentários

  1. Não é a primeira resenha deste jeito que li. Todas foram negativas. Me interessei pela capa quando a editora mostrou no face, mas quando li a sinopse, achei melhor não arriscar.
    Adoro sua sinceridade!!

    Bjaks

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga!
    Antes de ler qualquer resenha sobre o livro eu havia me encantado pela capa e título, depois que li a primeira resenha vi que o livro nao era bem o que eu esperava.
    Hoje sua resenha so vem me confirmar que eu não devo ler, já que não é bem o que eu espero.
    Eu adoro esta capa.
    Beijos*

    ResponderExcluir
  3. Eu estou lendo este livro e tô com o mesmos sentimento de: "Pq tanto alvoroço em torno do livro??"
    Como romântica incurável, confesso que mesmo com poucas aparições ao longo do livro, é Ryan e o possível romance é o que me anima a continuar a leitura. Talvez eu esteja fora da faixa etária ideal para leitores deste livro. haahha

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Zilda,

    Não conhecia esse livro, mas não me despertou interesse e também não gostei da capa....parabéns pela resenha...abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha, super sincera, hahaha
    Não gostei muito da capa, mas achei que iria gostar da história por me identificar com a personagem - sobre sempre mudar de escola e tal, rs. Não sei se leria, mas de qualquer forma, fiqueir curiosa! rs
    Beijinhos.

    http://missthay.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ola, Zilda,
    A pior coisa é quando parece que o livro nos engana.. hehe
    E é ainda pior falarmos em resenha sobre isso, pois a frustação é grande..
    Detesto livro cansativo e quando isso acontece muito eu abandono o livro..
    Sinto que se pegar este livro eu vou abandonar, então nem quero ler..
    Adorei sua resenha sincera..


    Trechos de Quarta, se der pássa lá..
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Quero ler!!!
    Sua resenha me deixou curiosa!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Odeio quando esses autores fazem isso, deixam a melhor parte pro final e simplesmente o livro acaba. Ei, você está ficando palhacinha nas suas resenhas, huuum, está aprendendo com quem? hahahaha (droga, prometi que seria séria aqui).
    E pela sua resenha eu vi vantagem do livro ser narrado em primeira pessoa, e também dos capítulos serem medianos (apesar de eu gostar mais daqueles de 15 páginas no máximo e 10 no mínimo, mesmo que o livro tenha 1000 páginas).
    Beijão.

    ResponderExcluir
  9. Oiee :)

    Que pena que você não gostou,estou louco para ler esse livro e odeio livros mal elaborados !!

    euvivolendo.blogspot.com.br (comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  10. Hey
    Acho a capa desse livro sem graça haha
    Mas ele me chamou a atenção pelo título.
    Não imaginava que poderia decepcionar assim...

    Mas capaz de eu acabar lendo, porque sou curiosa haha

    tenha uma ótima quarta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  11. Puxa, a capa é tão bacaninha... Mas pela resenha percebo que não iria curtir... E não é a primeira com críticas negativas... Acho que não lerei não... Mas antes de ler resenhas já tive vontade.

    ResponderExcluir
  12. Eu estava bem curiosa sobre o livro antes, adorei a capa RSR
    bJS
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que desabafo ein! Quando eu li a sinopse eu fiquei super empolgada com a história e corri os olhos pra ler logo sua resenha e saber mais alguma coisinha da história, foi aí que eu me desanimei com a história, que pena, a proposta é mesmo bem interessante. :(

    visita lá, e se gostar, comenta também:
    http://sea-of-books.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Zilda, eu amo suas resenhas, são muito sinceras, isso é um ponto positivo demais pra seu blog! Dá gosto de lê-las!
    Infelizmente o livro não é tão bom e apreciei sua sinceridade na resenha rs
    No começo eu até pensei: Huum, posso comprar esse livro pra ler.
    Mas já mudei de opinião, claro!
    Quem sabe o livro Cinder não seja melhor que esse!
    Beijos
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oiii precisava ler sua resenha, em certos momentos do livros pensei igual a vc, mas depois fui curtindo o livro, a história da Sociedade achei legal na parte em que Jess começa a descobrir mais sobre ela...mas achei que faltou ação no livro, não consigo imaginar como você conseguiu ler em pouco mais de um dia, eu levei uma semana para ler rsrs. Ótima resenha Zilda.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Apaixonante! Sua resenha está diva e estou aqui vendo se posso comprar o livro. Acho que não! kkk :( Meu pai vai me encher o saco....
    Enfim, adorei a sua resenha e o livro me atraiu muito!
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Oi,

    esse livro não tinha chamado muito a minha atenção e, depois da sua resenha, tenho certeza de que não vou lê-lo! Não gosto de histórias com esses clichês e esteriótipos americanos e tenho certeza de que não gostaria desse livro! Parabéns pela resenha, amo quando alguém da sua opinião sincera sobre uma obra!

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi,

    confesso que esse livro tinha atraído muito a minha atenção, em especial pela capa maravilhosa né? Mas agora posso dizer que estou completamente e puramente decepcionada e sem nenhuma vontade para ler essa história. Me pareceu muito igual a muitas que temos por ai, enfim, sem vontades!
    Beijos
    http://2bookgirls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Zilda! Este livro será uma das minhas próximas leituras e confesso que fiquei desanimada, esperava bem mais, tomara que pelo menos dê para divertir um pouco, sem exigir muito da leitura. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Vixi, traumatizou Zilda??
    Então vou passar longe......
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  21. Olá, Zilda!!

    Eu faço parte dos que gostaram da capa, assim como você achei simples e bonita. E, com você bem disse, ela me fez pensar que esse livro poderia ser interessante, na verdade eu adoro coisas relacionadas à contos de fada rs. Mas compreendo seu desapontamento, a superficialidade da história faz com que a magia se perca. Eu já suspeitava que oi enredo não fosse algo arrebatador, mas confesso que esperava, com você também disse, que o livro pelo menos entretece -.- ... sabe, ao estilo filme da "sessão da tarde" gostoso de assistir (mesmo que não seja o filme mais fascinante do mundo).

    Como sempre, valeu muito a pena ler a sua resenha. Gosto muito da sua forma de resenhar e emitir a sua opinião, muito coerente e consistente :)

    Até mais!!
    Bjs!
    @Leitora1

    ResponderExcluir
  22. Só de ler a sinopse achava esse livro muito superficial, depois de ler a resenha tenho certeza. Não me interessava antes e muito menos agora. Você vai ter forças para continuar a leitura dos próximos volumes? rs

    Há um pequeno errinho no trecho "jovens que sofrem com as Malvadas e que as Cindys tentar salvar." Acho que você quis dizer "tentam".
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  23. Oie Zilda,
    Acho que toda blogueira deveria bater ponto aqui no seu blog, pois assim não seríamos surpreendidas e nem enganadas por uma bela capa ou sinopse...ahushau....eu confesso que estava bem afim de ler esse livro, mas depois de ler sua resenha, notei que será outro livro que irei passar longe. Realmente as vezes há uma grande divulgação de um livro que quando lido perde todo o encanto e nos decepciona. Amooo ler suas resenhas, mesmo que as vezes eu discorde de alguns títulos, a uso como referência para futuras compras...\o/....beijokas elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto