|Resenha| Tentação - Trilogia Luxúria (Livro 03) Eve Berlin @QuintaEssencia1

quinta-feira, maio 09, 2013


O que acontece quando nos permitimos passar do limite e caímos na tentação? Mischa Kennon não é o tipo de mulher que se deixa dominar, não até conhecer Connor Galloway, um irlandês de olhos verdes, com um ar de autoridade difícil de resistir.
Enquanto cumpre com suas obrigações como dama de honra de sua melhor amiga, Mischa se envolve em um relacionamento casual com Connor. Ela está fascinada pela excitação de uma possível dominação, e anseia por mais disputas com ele antes de se render. Só encontra diversão no Clube BDSM Dominação e Prazer, até que Mischa percebe que Connor pode dominar seu coração. Se ceder ao desejo, será demais para ela, ou é a oportunidade de viver um amor que nunca pensou ser possível?


Em Tentação, a americana Eve Berlin encerra com “louvor” uma das melhores séries de romances eróticos dos últimos tempos. 
Luxúria já havia me fascinado de tal forma que não imaginei que Eve Berlin pudesse me surpreender, já que No Limiar do Desejo ficou dentro da média. A história de Dante e Kara não fora uma das melhores. 

Seria praticamente impossível não citar e comparar Tentação com os volumes anteriores da série. Assim como em Luxúria e No Limiar do Desejo, Eve Berlin construiu um cenário onde o desejo e a sensualidade dominam a narrativa. Porém, no caso de Tentação a autora conseguiu estabelecer uma harmonia entre os personagens. É importante frisar que as histórias são independentes, pois cada volume aborda o relacionamento de um casal diferente. 

O casal em foco dessa vez é Mischa Kennon e Connor Galloway. Mischa e Connor são amigos em comum do casal Dylan e Alec (protagonistas do primeiro volume Luxúria). Mischa está a caminho de Seattle para o casamento de sua amiga Dylan e durante um jantar ela conhece Connor. 

Connor é amigo de longa data de Alec e também frequenta o clube de BDSM Pleasure Dome, ou seja, Connor é um típico dominador. Mischa é tatuadora e mantém um estúdio chamado Thirteen Roses na cidade de São Francisco e, Connor trabalha fazendo projetos de games para grandes empresas. 

Assim como nos volumes anteriores a aproximação do casal ocorre rapidamente. A autora não é de enrolar. Mischa e Connor sentem-se atraídos assim que se conhecem e a partir daí começam a se relacionar. Porém, a autora sabe como ninguém criar personagens diferentes e muito envolventes. A premissa da história é semelhante a outras. Mischa e Connor não conseguem controlar o desejo que sentem um pelo outro, porém ambos carregam traumas que dificultam o relacionamento. 

A grande diferença é que em Tentação os personagens alcançaram a maturidade. Apesar do aparente desequilíbrio emocional, tanto Mischa quanto Connor são personagens bem construídos. Nada de firulas e questionamentos vazios. Em Tentação, Eve Berlin desconstrói a máxima que todo romance erótico segue a mesma fórmula, que na verdade tudo se resume ao sexo, apesar de cometer tal deslize em No Limiar do Desejo. 

Mischa e Connor protagonizam diálogos fundamentais para o bom desenvolvimento da narrativa. O casamento de Dylan e Alec e a inserção do casal Dante e Kara( protagonistas de No Limiar do Desejo) colaboram para que a história tenha uma identidade. A participação de Dante e Kara é muito pequena, mas fortalecem o laço de amizade estabelecido desde o início da série. 

Outro ponto positivo e essencial para o sucesso da narrativa foi a abordagem sobre o papel do dominador na relação do casal. Em No Limiar do Desejo, a autora utilizou uma linguagem muito didática para inserir o leitor no universo do sadomasoquismo. Em Tentação, essa relação é construída naturalmente, já que Mischa e Connor compartilham dessa experiência. 

Dentre todos os personagens criados pela autora, Mischa é a melhor representada pelo sexo feminino. Bem resolvida financeiramente e sexualmente, Mischa não têm pudores. Não tem vergonha de absoltamente nada e se entrega ao desejo sem pestanejar. E como não destacar a desenvoltura do nosso protagonista? Connor é sedutor, lindo e selvagem, MUITO selvagem. Com isso ele conquista merecidamente o primeiro lugar como melhor macho-alfa da trilogia. 

A escrita de Eve Berlin é deliciosa. A autora envolve o leitor facilmente com sua narrativa fluída. Eve abusa da sensualidade, descrevendo com detalhes as cenas de sexo, sadomasoquismo e submissão sem fazer uso da vulgaridade. E vai além, construindo um perfil psicológico de cada um dos personagens com desenvoltura. 

Tentação é um livro extremamente erótico e doce ao mesmo tempo. Neste último livro a autora conseguiu estabelecer um equilíbrio entre o erotismo e o romantismo. Mischa e Connor é o casal mais perfeito da trilogia. O final do livro é previsível, porém fascinante. Recomendo a leitura de todos os volumes e elejo Tentação como o melhor livro da trilogia. 

Confira as resenhas dos volumes anteriores:


FICHA TÉCNICA
Título: Tentação - Trilogia Luxúria - Livro 03
Autor: Eve Berlin
Editora: Quinta Essência
Nº de páginas: 304
Ano de edição: 2013
1ª edição

Você também pode gostar

11 comentários

  1. ahhh legal saber que a autora fez as pazes com os leitores da trilogia,como disse na resenha de No Limiar do Desejo,ainda não li nenhum dos livros dessa série e tinha até meio que desanimado,mas acho que vale a pena conferir...

    Adorei a resenha!!!


    bjss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Pra mim em que haver essa mediação entre erotismo e romantismo. Acho legal essas personagens toda determinada, cheia de si e nada insegura. Mas eu acho que gosto apenas pq sou assim, não sou insegura, mas também não sou cheia de mim mesma. Zilda, pq toda vez que eu venho aqui eu relaciono os seus textos com a minha vida? Geeente, não vou mais vim no Cachola, a Zilda me deixa muito a vontade.

    Fuui
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha! Devo começar a leitura dele hoje ou amanhã. Confesso que seu MUITO SELVAGEM me assusta um pouco... Mas vamos lá, vou encarar o último livro dessa trilogia. Eu gostei mais ou menos de Luxúria, amei de paixão No Limiar do Desejo e vamos ver o que vou achar desse derradeiro livro. Tenho problemas com homens muito selvagens... O mínimo de sentimento precisa estar presente. Acho que por isso que gostei tanto de Dante e mais ainda de Gideon Cross em Crossfire. O se envolver rápido, apenas pelo desejo eu aceito. O que eu não costumo encarar muito bem é felizes para sempre em tempo recorde, acho que a relação precisa ser trabalhada... Mesmo que em pouco tempo. Algo tem de dar sustentabilidade ao casal. Adorei a resenha. vamos ver quais serão minhas impressões!

    ResponderExcluir
  4. Muito legal os livros ...

    Tem TAG para você no meu blog :

    http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/2013/05/meme-literario.html

    Espero que gostem!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não li nenhum dos livros dessa série. Tenho problemas com livros e teor erótico depois de 50 tons.
    Mas pelo visto você gostou, e bastante! A forma com a qual você falou dele realmente é de deixar qualquer uma babando.
    Quem sabe...

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Amigaaa..
    Sei que tu ama esta série, mas acredita que ainda não li nem o primeiro.Mas ainda vou ler... uma hora rola..haha
    Não sabia que eram histórias com personagens diferentes..interessante. Adorei a resenha flor...

    Beijaoo...

    TeLa

    ResponderExcluir
  7. Vou ser bem sincera. Gostei demais da sua resenha, de todos os pontos positivos que você citou, mas ainda não estou no clima para este tipo de romance.
    Quase que você me convenceu, rsrs, mas vou esperar um pouquinho mais.
    Quem sabe depois de ler outras muitas resenhas deste estilo, pq eu sei que você adoooooora!!!

    Bjkas

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha foi ótima, de verdade, o problema é que esse não é meu tipo de leitura, definitivamente, pelo que li da sua resenha achei bem parecido com o famoso cinquenta tons de cinza, estou certa?

    Estou seguindo seu blog, segue de volta? E se gostar, comenta lá também! :)

    http://sea-of-books.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Quero ler essa trilogia - e que fique só na trilogia mesmo, que a autora não invente mais livros como a Sylvia Day irá fazer com Cross Fire.

    Bom, ainda não li nenhum dos livros, depois de 50 tons preferi ficar só nos New Adults mesmo, mas agora estou lendo um erótico muuuito bom e acho que depois devo começar Luxúria, acho...

    Gostei da resenha, pelo visto você gostou muito do primeiro, se decepcionou no segundo e encerrou o terceiro como o esperado em vista de como começou.

    Como disse antes, devo ler em breve, vamos ver o que eu acho da história!

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary
    @literaturediary

    ResponderExcluir
  10. Eu odeie a capa, muito escura e feia!
    Ótima resenha, e eu quero ler os livros dessa autora!
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Onde consigo o download dessa trilogia??
    Obrigadinhaa

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto