|Resenha| Will & Will: Um Nome, Um Destino - John Green e David Levithan - @galerarecord

quinta-feira, junho 27, 2013


Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.



A verdade pura e simples.
Raramente é pura e nunca simples de fato.
O que um garoto pode fazer
Quando mentira e verdade são ambas pecado?


O que podemos esperar quando dois gênios resolvem se juntar para escrever um livro?
( ) uma história genial, ( ) uma narrativa repleta de paradoxos, ( )um livro perfeito (x) todas as alternativas anteriores. Pelo menos é o que esperam os fãs de Jonh Green e David Levithan. Mas atenção! Deixemos de lado qualquer referência ou semelhança com seus livros anteriores, principalmente quando nos referimos ao badalado e queridinho A Culpa é das estrelas, de John Green. Will & Will irá nos conquistar por suas tiradas cômicas, pela leveza contida em seus personagens e, claro por diálogos inteligentes e sua escrita irrefutavelmente brilhante.

Desde a divulgação de seu lançamento, Will & Will vem causando certo alvoroço. E não é pra menos. A união desses dois gênios resultou num livro com uma proposta ousada e singular. Em Will & Will – Um Nome, Um Destino vamos conhecer dois personagens adolescentes gays que possuem o mesmo nome: Will Grayson.

Os dois se conhecem num lugar improvável onde ambos jamais normalmente frequentariam. A não ser pelo fato de que ambos estão à procura do mesmo objetivo. Diante da situação constrangedora o destino dos dois sofrerá uma grande reviravolta e, ambos descobrirão que as semelhanças entre eles vão muito além do nome.

O livro é narrado pelo ponto de vista de cada Will. O primeiro é hétero e melhor amigo de Tiny Cooper, o cara mais gay que Will já conhecera. Apesar da relação de afeto existente entre ambos, Will não consegue aceitar o “jeito alegre e espalhafatoso” do melhor amigo.
O outro é gay. Will é um garoto muito tímido e que sofre muito com o fato de não aceitar sua sexualidade. Will encontra nas redes sociais e nos bate papos na internet a saída para expor seus sentimentos e, encontra em Isaac, seu namorado virtual a segurança que tanto almeja.

Inicialmente o leitor poderá sentir-se perdido com relação a narrativa dos protagonistas já que a semelhança entre eles é evidente. Mas a maneira como cada autor narra e descreve seu personagem é diferenciada. Os capítulos narrados por David são graficamente representados por letras minúsculas em todos os parágrafos, já os capítulos narrados por John seguem o padrão linguístico. Fora o detalhe que serve para demarcar quem é o narrador, as semelhanças entre os autores são evidentes. Tanto John quanto David se utilizam do sarcasmo para descrever as particularidades e as situações que envolvem seus personagens.

Mas apesar do livro focar na história dos dois Will Grayson eu me arriscaria a dizer que o livro poderia facilmente ser direcionado a Tiny Cooper. Fora que, ele é o personagem mais interessante de toda a narrativa. Tiny é um elo importante na vida dos dois Will e, por esse motivo o personagem que era para figurar como um simples personagem secundário ganha proporção e se destaca como o personagem âncora da narrativa.

Os problemas que circundam a vida dos dois permitem que o leitor possa se colocar no lugar de qualquer um deles. E um dos pontos mais favoráveis da narrativa é que os autores fugiram dos clichês recorrentes na narrativa que se propõem a discutir sobre o assunto. Will & Will vai além das aparências e descreve com leveza um universo real sem recorrer aos estereótipos.

Will & Will traz á tona um diálogo sobre autoconhecimento, perda e superação com generosas doses de irreverência. É perceptível que nenhum dos autores tivera a intenção de defender uma causa ou determinada bandeira. O livro de John Green e David Levithan não se propõe a reflexões profundas sobre homossexualidade. A grande sacada é falar sobre como cada um se vê diante de situações corriqueiras.
"quando as coisas se quebram, não é o ato de quebrar em si que impede que elas se refaçam, é porque um pedacinho se perde _ as duas bordas que restam não se encaixam, mesmo que queiram, a forma inteira mudou."
Em tempos de assuntos polêmicos como a tal “cura gay” a leitura de Will & Will nos faz entender que devemos sempre prevalecer o respeito e que, o amor é o sentimento mais libertador e puro que pode existir independentemente da sexualidade de cada um.
"NÃO. Não, não, não. Eu não quero foder com você. Eu só te amo. Quando foi que  quem você quer foder se tornou o mais importante? Desde quando a pessoa que você quer foder é a única pessoa que você ama? [...} Quero dizer, meu Deus, quem se importa com a porra do sexo?! As pessoas agem como se essa fosse a coisa mais importante que os seres humanos fazem, mas vamos combinar. Como pode a porra das nossas vidas evoluídas girar em torno de algo que as lesmas podem fazer? Quero dizer, tudo gira em torno de quem você quer foder e se você fode com essa pessoa? Essas perguntas são importantes, eu acho. Mas não tão importantes assim. Sabe o que é importante? Por quem você morreria? Por quem acorda às 5h45 sem nem saber pra que ele precisa de você? De que bêbado você limparia o nariz?!
Em relação ao projeto gráfico não tenho do que reclamar. Há quem não goste da ilustração da capa, mas particularmente, eu gostei muito da combinação das cores. A capa prateada causa um efeito bem legal com a fonte colorida. O título do livro também é muito mais apropriado do que o título original. A linguagem utilizada também contribui para o bom desenvolvimento da narrativa. A leitura flui naturalmente conduzindo o leitor até o final sem que ele perceba. Com uma linguagem fluída Will & Will é uma narrativa deliciosa e muito engraçada. O final do livro é simplesmente memorável. Inteligente. Emocionante.

Recomendo a leitura a todos, porém ressalto que o leitor deve se ater a transição da narrativa. Will & Will é o tipo de livro para ser lido com atenção para que o leitor possa captar as mensagens ainda que pareçam evidentes. Esqueça os rótulos e simplesmente divirta-se com a história.





FICHA TÉCNICA
Título: Will & Will: Um Nome, Um Destino
Título Original: Will Grayson, Will Grayson
Autor(a): John Green e David Levithan
Tradução: Raquel Zampil
Editora: Galera


ISBN: 9788501093882
Páginas: 352
Ano: 2013

Você também pode gostar

39 comentários

  1. Zilda tô com meu exemplar em mãos e assim que terminar de ler A Vez da Minha Vida vou desbravar as páginas de Will & Will, pois desde que soube do lançamento estava louca para ler.
    Pelo que vejo na sua resenha você amou e trata-se de uma história que dificilmente pode ser esquecida, então fico na torcida para que eu goste tanto quanto você!

    xoxo
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga!

    Uauu, adorei sua resenha!
    Sabe que esta é a primeira resenha que leio deste livro e eu amei o assunto, não sabia que era esta temática.
    Quando eu vi o lançamento do livro eu fiquei intrigada com esta capa e adoro o John Green, mas não sabia o assunto da história.
    Pela sua resenha o livro parece ser muito bom, acabei de adicionar na minha lista no skoob.

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  3. Zildaaaaaa, meu livro chegou ontem e eu vim aqui louca pra ver o que você achou!

    Ai amiga, ele é perfeito. Quanto a capa, eu gostei muito, até mais que a americana, que por sinal achei muito vermelha, colorida demais, tipo meio gay, kkkkk. Brincadeira, a capa da galera ficou incrível!!

    Mas você nem falou muito do que acontece, sem nenhum spoiler, OMG só fiquei mais curiosa agora!!

    Tá, vou ler logo, depois falamos!!

    Bjkassssss

    ResponderExcluir
  4. Oi Zilda!

    Adorei sua resenha, está super completa e passa bem a essência do livro. Estou lendo o livro agora e estou bem feliz com a história. De início o Will do David me irritava um pouco, mas depois a gente tem mais compaixão com ele. É difícil lidar com essas coisas em uma sociedade que julga (aliás, aquela amiga dele é uma bitch hein?).

    Assim que terminar de ler o livro vou publicar a resenha e venho aqui te contar, tá :D

    Beijão!

    Raquel Moritz
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie :)

    Nossa sua resenha ficou ótima parabéns, realmente a combinação ou o jogo de cores da capa é um charme a parte, eu amo livros que nos remetem várias coisas meio escondidas na narrativa, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  6. Oi Zilda
    Que bacana esse livro! É a primeira resenha que leio dele e achei a trama bem legal! Fiquei curiosa e com certeza vou ler ;)
    Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  7. Interessante e diferente... Foi o que a resenha me transmitiu... Gostei! Parece ter um enredo legal... Como vc falou só prestar atenção para não se perder na leitura... Vai pra lista!

    ResponderExcluir
  8. Esse John Green sempre surpreendendo, achei bem legal sua resenha e quando tiver uma oportunidade quero conhecer mais essa obra desse escritor, o qual admiro bastante....bjs Neide Maria Silva

    ResponderExcluir
  9. Um livro bem diferente do que estou acostumada. Acho que nunca li um em que tivesse gay como protagonista.O que é chato,porque seria muito interressante.
    beijoo

    http://melanciapink.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Amei a sua resenha amiga, ando mega ansiosa para iniciar a leitura deste livro! *-*
    Ele é de um gênero literário bem diferente, mais tenho certeza que não peca por isso!
    A relação de Will & Will é mais que AMOR (ao que pude verificar!)!
    A Galera caprichou!! <3

    Beijos! :*
    Adriana Souza
    http://umbestsellerchamardemeu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. OI ZILDA, PELA SUA RESENHA JÁ DEU PARA NOTAR QUE VC ADOROU, ESPERO GOSTAR TAMBÉM E CLARO VOU ME ATER AOS DETALHES QUE VC FALOU..
    ADOREI SUA RESENHA ^^

    TEM RESENHA NO DAILY
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/2013/06/resenha-bruxos-e-bruxas.html
    BJS

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Zilda,

    Realmente pela sua resenha o livro parece interessante, porque a sinopse não chama muito atenção...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Zilda, desde que recebi este livro, que estou bastante curiosa a respeito de sua história. Confesso, que eu não sabia muito bem o que esperar da narrativa. Lendo sua resenha, já deu para eu me situar, e fiquei com mais vontade ainda de ler.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  14. Nossa, esse ultimo quote ai foi feito por alguem muito revoltado! Haha sou fã de carteirinha de Green e tambem gosto da narrativa do David, entao obvio que esse livro está entre meus desejados! Gostei do que voce falou sobre o Tinny. Gosto quando os personagens secundarios se destacam, dá uma riqueza maior à trama! Parabens pela resenha!

    Beijokas
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. ótima resenha! depois dela me deu ainda mais vontade de l~e-lo"

    http://evanaandrieli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ótima resenha. Amo os livros de John Green e sua resenha me deixou com muita vontade de ler este livro.

    ResponderExcluir
  17. Particularmente gosto muito dessa capa, e me interessei pela estória pelos protagonistas masculinos!
    Eu o coloquei na listinha de compras e o lerei com toda certeza!
    Beijos,Ana.
    Um livro e nada mais-http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu achei muito interessante. Sabe, a ideia do livro e tudo mais. Garanto que se eu ler, vou amá-lo incondicionalmente.
    Ótima resenha, alias.

    Beijos,
    Lai.

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha, e estou muito ansiosa pra ler o livro! John Green nunca decepciona, e aposto que em Will & Will a essência do autor continua a mesma: contando uma história 'simples', de uma maneira grandiosa e passando incriveis mensagens á cada palavra lida.
    Nunca li nenhum livro do David, e agora fiquei curiosa pra ler livros de sua autoria também.

    ResponderExcluir
  20. A capa ficou linda! Adorei a edição brasileira. Adoro esses tons mudando como num arco-iris <3. Quero muito ler, pois irá meu primeiro livro de romance homossexual e estou extremamente muito ansioso para que isso aconteça logo. Deviam ter mais assim... Gostei bastante da historia, ainda mais por ser escrita duplamente e por John Green ai no comando hehe

    ResponderExcluir
  21. Oi Zilda
    Menina, este livro parece ser muito bom e com uma bela mensagem, adoro livros como este que nos fazem ver diversas realidades e pensar na vida.
    Só não curti a capa do livro.

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  22. Estou muito ansioso para ler esse livro, depois de "A Culpa é das Estrelas" eu meio que virei fã do John Green, no momento estou lendo o "Quem é você, Alasca?" e também é otimo. O legal dos livros dele é exatamente isso de sempre trazer algum ensinamento com a história.

    Não gostei muito da capa não, achei muito simples e sem uma identidade forte, mas não vou julgar o livro pela capa né rs

    ResponderExcluir
  23. Esse livro parece ser ótimo, asinda mais pelo fato do John Green ser um dos co-autores. Ansiosa pra ler!

    ResponderExcluir
  24. Ahhh, o tal livro q a editora deu pro Marco Feliciano, ahahaha. Fiquei curiosa ñ só pelo tema como pelo fato de ser duas pessoas escrevendo, nunca li livro assim.

    ResponderExcluir
  25. Tenho lido várias resenhas sobre Will & Will e todas elas foram absolutamente positivas. Devido a excelente fama de John Green entre os meus amigos, já estava bem curiosa para ler suas obras, como A Culpa é das Estrelas e o Teorema de Katherine. Você disse que o livro é bem diferente das obras anteriores de Green, e isso me deixou bastante curiosa. Lendo sua resenha, percebi que o livro é algo bem diferente de tudo o que já li, fugindo dos clichês (coisa que eu adoro em livros) e retratando histórias que são vistas como um tabu pela sociedade e no então não deveria ser assim. Já estou louca para ler este livro à algum tempo já, e sua resenha me deixou ávida para lê-lo. Estou muito ansiosa. Fora que a acho a capa linda também, valorizo bastante a capa de livros. Adorei a resenha (:

    ResponderExcluir
  26. Oi Zilda!
    Ainda não tive a oportunidade de ler algum livro do John Green (Eita, acho que sou uma exceção! kkk).
    Assim como a maioria das pessoas, fiquei curiosa com esse livro. Sua resenha me deixou super 'tentada' a ler. E eu achei a capa muito linda *-* Com certeza já está na minha lista dos desejados!

    Parabéns.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Livros com parcerias famosas são sempre muito badalados e este ainda toca no assunto homossexualismo que estranhamente é tema pouco usado na literatura. Gostei da paixão e do comedimento que teve em sua resenha e acabei me interessando muito por este título.

    ResponderExcluir
  28. Me entecerei pelo livro por causa de uma boa resenha. Estou muito afim de ler, espero ter a chance.

    ResponderExcluir
  29. Bem apesar de você ter explicado bem quem é quem na historia, ainda é meio confuso os Will's pra minha pessoa, mas achei a ideia dos autores bem legal, tendo personagens homossexuais (coisa que ate hoje nao li) e tal. Espero ler esse livro logo porque fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  30. Estou bem curiosa com esse livro é um tema bem polemico ainda mais se tratando de jovens e um tema que nunca tinha visto até hoje.
    Gostei muito dos cotes e quero ler muito em breve, a capa ficou
    muito linda.

    ResponderExcluir
  31. Olá,adorei sua resenha!
    Gostei muito do livro e estou com muita vontade de lê-lo.
    O livro parece ser maravilhoso!
    Adorei seu blog,espero que ele continue ótimo como está.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  32. A resenha esta perfeita !!! Comentou e opinou sobre a história , mas não revelou nenhuma parte que me fizesse perder o interesse de ler !! Pensando bem quem perde o interesse de ler os livros do Green !?!?
    A história deve ser muito interessante , estou ansiosa para ler e conhecer os Will !!!

    ResponderExcluir
  33. Meu Deus, eu preciso desse livro. Eu já tava interessada nele pelo simples fato de ser do John, tendo o histórico que ele tem.
    "Tanto John quanto David se utilizam do sarcasmo para descrever as particularidades e as situações que envolvem seus personagens"
    Presumo que gere mais risadas do que o normal então, né? Se só com um autor você já ri muito, imagina dois! Acho que dá um ar mais interessante na narrativa, uma pessoa já traz muito por si só pra uma história, duas deve ser impressionante, principalmente sobre temas como esse.
    Da resenha, a passagem que mais me chamou atenção pro livro foi essa aqui: "Como pode a porra das nossas vidas evoluídas girar em torno de algo que as lesmas podem fazer?"
    Digno de nota, haha

    ResponderExcluir
  34. Confesso que não gostei muito dessa capa, pode ser que ao vivo, eu mude de ideia. Desde o lançamento de "A Culpa é das Estrelas", que tenho vontade de ler tudo o que o John Green escrever. O legal nesse livro é que a junção dos dois autores deu muito certo. Cada um manteve suas características principais, mas conseguiram fazer um elo entre suas narrativas. O fato é que quero muito lê-lo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  35. Eu já estava louca para ler o livro, e agora estou quase saindo no meio da noite para ir à primeira livraria que eu encontrar apenas para adquirir o livro lol
    E os quotes que você colocou... Meu Deus, eu realmente vou amar esse livro. Disso eu não tenho dúvidas.
    Amei a capa do livro, principalmente por causa de suas cores e sua peculiaridade.
    Adorei a resenha :)

    ResponderExcluir
  36. Ótimo livro, e com uma mensagem boa, preciso muito desse livro.

    ResponderExcluir
  37. Fiquei logo interessada no livro por tratar de um tema até então inusitado pra mim: homossexualidade. Acho que, pelo que li a respeito, em resenhas gostosas como a sua, os autores preservaram a suavidade na abordagem e conseguiram criar uma história envolvente.
    Gosto de narrativas intercaladas com a voz das próprias personagens. E um dos Will em minúsculas dá um charme à história, acho criativo e inovador.
    Quero ler!

    ResponderExcluir
  38. Olá,parabéns pela resenha,eu queria ler esse livro.! gostei muito da capa,mass"não julgue um livro pela capa",então só lendo pra saber!

    ResponderExcluir
  39. Eu nunca li um livro do John Green (acho que sou uma das únicas pessoas que ainda não leram nada dele kk).Acho que como a maioria das pessoas, fiquei curiosa com esse livro. Quero muito ler para ver se eu vou gostar ou não. E eu achei essa capa muito linda.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto