Resenha: Morra por Mim - Amy Plum @FarolLiterario

domingo, agosto 11, 2013


Depois que seus pais morrem em um acidente de carro, Kate e sua irmã, Georgia, vão morar com os avós em Paris. Enquanto Georgia encontra na balada a cura para sua tristeza, Kate é mais introspectiva e se recusa a sair e se divertir, até resolver ir para um café com seus livros para tomar um pouco de sol.
Ela conhece Vincent, um belo e misterioso garoto parisiense. Ao se relacionar com o menino e descobrir sua história, Kate tem que escolher entre deixar sua paixão de lado e seguir a vida em segurança, e assumir seus sentimentos e toda a complicação que seria namorar alguém imortal e com inimigos, e mudar para sempre sua vida.


Desde o anúncio de seu lançamento que Morra por Mim tem causado alvoroço entre os leitores. Muito elogiado e bem cotado lá fora, o livro tinha a promessa de conquistar os leitores tupiniquins e felizmente tudo deu certo. Amy Plum seguiu fielmente a receita de como construir uma narrativa YA “redondinha”, ou seja, com todas suas características predominantes. Digo: mocinha apaixonada, mocinho herói-romântico-salvador da humanidade, luta entre o bem e o mal, entre outros elementos que estão presentes neste tipo de narrativa. Não que tudo isso não deva existir, mas caso o autor erre na mão tudo pode vir ladeira abaixo e, posso dizer que Amy Plum foi bastante cautelosa neste sentido.

O livro é narrado por Kate, uma jovem de dezesseis anos que acabara de perder seus pais num acidente de carro. Após o acidente Kate deixa a cidade de Nova York onde vivera toda sua vida ao lado de seus pais e sua irmã mais velha Georgia.
Kate e Georgia passam a viver com seus avôs Papy e Mamie em Paris. Kate e Georgia são completamente diferentes. Enquanto Georgia tenta superar a perda dos pais na companhia de amigos, frequentando barzinhos e baladas, Kate vive reclusa na companhia de seus livros.

Kate curte frequentar cafés charmosos situados em locais discretos de Paris em busca de sossego. O passeio a museus também é um dos seus programas favoritos e, não tem cidade mais convidativa para tais programas que Paris. É num desses passeios que Kate conhece Vicent. “Moreno, alto, bonito e sensual..carinhoso, bom nível social.” Porém, Vicent está longe de ser a solução de seus problemas. Trocadilhos a parte, Amy Plum fisga o coração dos leitores assim que a narrativa deslancha, porém Isso leva um certo tempo.

O começo do livro segue um ritmo um pouco lento delineando a personalidade de Kate. Como todo romance bem clichê nossa mocinha é frágil e indecisa. Fico me perguntando o porquê de tudo isso. Essa coisa de construir personagens frágeis para que ao longo da narrativa ele possa amadurecer e coisa e tal é bem cansativo. Kate, por exemplo, se mostra uma menina muito bobona. Ao contrário de sua irmã Georgia que se mostra impetuosa, decidida e extrovertida. Em certos momentos desejei que o livro focasse Georgia e não o contrário. Talvez certo repúdio seja compreensível já que a intenção do autor seja justamente esta: irritar o leitor, fazer com que fique indignado e que tenha vontade de entrar nas páginas do livro. E foi assim que nasceu o meu amor platônico com Morra por Mim.

Um dos pontos fortes do livro são as descrições da belíssima cidade de Paris. É como se pudéssemos visualizar cada detalhe narrado. Toda a beleza estética e arquitetônica de Paris não foi poupada por Amy Plum. Cafés, museus, o rio Sena, as ruas e seus monumentos saltam aos nossos olhos. 

Outro ponto que me impressionou foi o estudo meticuloso sobre fatos históricos inseridos na narrativa para construir o núcleo dos “Revenants”. Quem curte livros que incluem a Primeira e a Segunda Guerra Mundial especificamente ficará impressionado com o estudo feito pela a autora para desenvolver a narrativa. 

A química entre os personagens principais também foi acertada. Vicent é um verdadeiro “gentleman”. É o típico personagem que arranca suspiros da mulherada. Doce, sensível, cavalheiro, inteligente, etc. Fora os atributos físicos que colaboram e muito para que ele seja aceito logo de cara pelas leitoras. Já Kate, é sonsa mesmo. Começa de um jeitinho acanhado, sempre muito tímida para depois se mostrar uma mulher muito forte. Apesar de a história focar o romance entre o casal Kate e Vicent, outros personagens ganham espaço. Liderados por Jean- Baptiste, os revenants Jule, os irmãos gêmeos Charles e Charlotte, Gaspard e Ambrose preenchem a história com toda sua bravura e lealdade. O conceito de revenants foi bem elaborado e construído cuidadosamente pela autora que, se preocupou em descrever e pontuar suas características e personalidade. 

Podemos dizer que, Morra por Mim é um livro bem introdutório que satisfaz e corresponde as nossas expectativas. Tudo é bem explicado e esmiuçado. A escrita de Amy torna a leitura bem gostosa, tornando assim a narrativa leve e fluída.

A diagramação e o trabalho gráfico são marca registrada da Farol Literário. O cuidado com a revisão é sempre um dos pontos favoráveis. Fora o trabalho feito na capa do livro que, acertadamente a editora permaneceu com a arte original.Com uma belíssima capa, a ilustração casa perfeitamente com o enredo.

Com o decorrer da leitura os personagens vão conquistando nossa simpatia. Logo, estamos afoitos para desvendar os mistérios que cercam o passado de Vicent. De fato, Amy Plum soube conduzir uma narrativa cheia de clichês com muita sabedoria. Cada detalhe foi muito bem explorado. Nada está lá por acaso, absolutamente nada fica sem ser explicado. Esse foi o meu primeiro contato com seres revenants e o que posso dizer é que estou completamente apaixonada. 

Para quem já está enjoado de histórias sobrenaturais com vampiros, anjos e lobisomens, Morra por Mim é uma boa pedida para conhecer outros seres envolventes e misteriosos. Vale a pena conferir! Você vai se surpreender!

Morra por Mim é o primeiro livro da trilogia "Revenants". Os demais livros são:
2- Until I die | 2.5. Die for her (conto lançado em e-book) | 3. If I should die




FICHA TÉCNICA
Título: Morra por mim
Autora: Amy Plum
Editora: Farol Literário
Páginas: 424

Você também pode gostar

16 comentários

  1. Oi Miga,
    Nossa que capa linda essa hein, já me conquistou.
    Sua resenha menina me deixou com aquela pulga atrás da orelha de tanto que fiquei curiosa por esse leitura, também não consigo entende porque sempre as mocinhas são frágeis no inicio pra depois amadurece.
    Sua resenha ficou maravilhosa, deixando eu muito curiosa de verdade pela leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, nunca tinha ouvido falar desse livro, vou procurar mais sobre!


    Beijinhos,
    Lia ♥
    Limão & Alecrim

    ResponderExcluir
  3. Eu me apaixonei pela capa e agora já estou desesperada para conhecer a trama,parece que os personagens realmente te conquistaram... Tenho certeza que vou amar!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha! Esse livro já tinha chamado a minha atenção pela capa, nem tanto pela sinopse. Mas com tantos livros aqui para ler resolvi não investir. Mas depois de ler a resenha e ter visto esses elogios ao mocinho com certeza terei de ler. Enfim, YA quando bem escrito prende mesmo a gente. Agora a mocinha parece mais do mesmo, sonsa e depois surpreende. Adorooooo, vai pra lista já.

    ResponderExcluir
  5. Ziiilda, tô BA-BAN-DO na tua resenha!
    Eu acho essa capa linda por que me remete a mistério e sabe que atualmente ando sentindo falta de ler livros com um certo suspense? Daqueles bem surpreendentes? Enfim, voltando. Eu tenho que te dizer que amo conferir tuas resenhas, você coloca cada ponto interessante do livro e o explica, e tua análise realmente passa uma ideia bem clara do que exatamente podemos esperar do enredo.
    Tá de parabéns!

    Beijoca ;*
    @pirulitolimao

    ResponderExcluir
  6. Eu estava namorando essa trilogia antes mesmo de ela chegar ao Brasil.
    Agora com essa resenha no mínimo espetacular, pode ter certeza que lerei.
    Gostei dessa mistura de temas, adoro isso!!
    Amei tudo!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Zi
    Gostei de saber que essa história vai ter seres envolventes e misteriosos, diferentes dos tradicionais. Fiquei bem curiosa para saber quais serão :)
    Quero ler esse livro
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  8. Afinal, a capa é vermelha ou cinza? Na sua foto do instagram parecia cinza, mas aqui na resenha é vermelha. To cafusa, haueae.

    Esse negócio de seres diferentes, eu fiquei contente com Garota Tempestade, sabia? Tbm achei que cairia no clichê e no fim não caiu e eu fiquei felizona. Bom saber que esse tbm é nesse estilo. :)

    Beeeijo! :)

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga!

    Te confesso que ando cansada de sobrenatural, dei uma parada. Mas este livro tem uma temática interessante e diferente, quem sabe eu leia.

    Adorei sua resenha!!
    Passa lá no blog.
    Saudades amiga!!

    Beijinhos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá minha garota...
    Sempre arrasando nas resenhas. A-do-rei. É a primeira que leio sobre o livro e tão convincente e embasada que só me faz desejar urgentemente ler este livro. E olha que capa linda. Adoro uma história envolvente e com um toque de mistério. Vou ler amiga.. valeu a dica!!

    Beijinhos

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Só de início não tem como não elogiar a capa que é linda!
    Fiquei interessado em ler essa história e conhecer mais da Kate e Georgia. E fiquei curioso quando falaste mais ou menos que a autora fez um estudo para construir toda história.
    Ótima resenha!
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Mais uma trilogia para entrar na minha lista que não tem fim...
    Ah, só para não deixar passar, amei esta capa.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Oi Zilda,
    Eu tb não entendo isso, e já estou ficando enjoada dessas mocinhas frágeis e indefesas viu?!
    Pena que o começo é um pouco lento, quero conhecer Vicent..
    Adorei saber que as descrições são tão bem feitas que podemos visualizar cada detalhe..
    Amei ler sua resenha, desejo muito este livro, só estou vendo elogios ao livro ^^

    beijos |Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/2013/08/resenha-easy.html

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha, porque eu sou uma das que não aguenta mais histórias sobrenaturais rs
    Prefiro algo mais realista e acredito que Amy Plum vai se encaixar muito no meu gosto literário.
    Apesar da Kate parecer sonsa na sua opinião, acho que a reclusão dela faz com que me identifique.
    Beijos

    www.meumeiodevaneio.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Anotando aqui para leitura \o/
    Adorei! Já estou curiosa, e a capa me conquistou ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Olá Zilda,

    Sua resenha está ótimo e o livro parece interessante, mas não me despertou interesse e também não gostei da capa.....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto