|Resenha| A Visita da Verdade - Amadeu Ribeiro @vidaconsciencia

sexta-feira, setembro 20, 2013


Valéria nasceu em uma família humilde no interior de Minas Gerias. Foi cercada por amor, compreensão e carinho de pais e irmãos, simples e generosos, mas isso nunca foi o suficiente. Sempre deixou muito claro que a pobreza e a humildade da família a enojavam e que o seu futuro seria diferente.Queria ser rica e deixar aquela cidadezinha para conquistar todos os bens materiais que tanto desejava. Em uma quermesse, conhece e seduz Felipe, um rapaz de família rica de Belo Horizonte. Em pouco tempo se casam e vão morar na capital. Ela deixa tudo para trás, jurando esquecer e enterrar todo o seu passado. Valéria e Felipe têm quatro filhos - Ícaro, Michel, Kennedy e Sidnei -, criados em meio ao luxo, mas que nunca se interessam pelos objetivos vazios da mãe, que sente prazer em humilhar os mais pobres, principalmente os empregados da mansão. Controladora, Valéria quer decidir cada detalhe da vida de seus filhos, incluindo seus relacionamentos amorosos, julgando as pessoas por seu nível social. 


Depois de um período letárgico de leitura e uma ressaca literária das brabas estou de volta. Nada me interessava e conseguia prender minha atenção e por esse motivo decidi ler A visita da Verdade, de Amadeu Ribeiro. Nada como um romance espírita para nos encher de sabedoria e fazer com que voltemos a nos sentir melhor seja por qual for o motivo. Independente do gênero do livro, os romances espíritas têm a capacidade de nos tocar a alma imediatamente, e tal escolha não poderia ter sido mais adequada.

Há tempos conheci o trabalho de Amadeu Ribeiro através do seu primeiro livro O amor nunca diz adeus (resenha aqui), e assim que soube da existência do segundo livro fiquei bem curiosa para conhecê-lo. Algumas pessoas costumam dizer que existe uma diferença ou legitimidade entre livros ditados por espíritos e por aqueles que escritores são apenas intuídos a escrevê-los. Não costumo me prender a esses detalhes até porque o que realmente interessa é a mensagem transmitida. 

Em A Visita da Verdade encontramos diversas características em comum presente nos livros espíritas, como: personagens perversos que agem de forma leviana, problemas que são gerados em vidas passadas e obsessões. Na literatura espírita o foco principal é fazer o leitor entender o motivo pelos quais determinadas coisas acontecem e o real motivo que está por detrás delas. Não há a demarcação do opressor e do oprimido como uma simples figuração entre quem é do mal ou quem é do bem. É preciso abster-se do preconceito literário para assimilar e aceitar a construção do enredo para que a mensagem do autor consiga atingir o seu alvo.

A Visita da Verdade contará a história de Valéria. Desde criança, Valéria fora uma pessoa muito esnobe e arrogante. Ela não se conformava em ser pobre, apesar de sua família nunca ter passado nenhum tipo de dificuldade. Seu pai Alfredo e sua mãe Serena tinham outros dois filhos além de Valéria. Márcio, o mais velho e Nestor, o filho do meio aceitavam com resignação a vida que levavam na pequena cidadezinha do interior de Belo Horizonte. Ao completar dezoito anos Valéria se tornara uma pessoa amarga e ambiciosa.

Numa festa da cidade ela conhece Felipe Falcão, um jovem muito rico que residia na capital e que estava de passagem pela cidadezinha onde Valeria morava com seus pais e irmãos. Apesar da diferença de idade, Felipe com 33 anos,Valéria vê em Felipe a oportunidade de mudar de vida e se tornar rica como sempre sonhara. O amor nunca foi uma das prioridades de Valéria que só desejava ser rica e abandonar aquela vida humilde que levava com os pais. Felipe retorna à capital e somente após três meses ele volta a reencontrar com Valéria que o aguarda ansiosamente com a certeza que sua felicidade depende do dinheiro que Felipe possui. Obviamente, Valéria descobrirá que os valores morais e o amor da família estão acima de qualquer bem material e que a cobiça pode ser bem traiçoeira.

Como eu dizia anteriormente, os romances espíritas se assemelham muito no que diz respeito ao conteúdo apresentado. Em todos eles, os personagens sofrem exacerbadamente e pensamos que tal sofrimento não vai ter fim. A inveja, a maledicência, o ódio, a perversidade, o ciúme, ou seja, todos esses elementos são muitos marcantes e definem seus personagens. Temas como homossexualidade, preconceito e alcoolismo são debatidos e esclarecidos à luz do espiritismo. Podemos compreender com mais facilidade o motivo de tantas mazelas existenciais. Mas o que de fato define a qualidade de um romance espírita é a maneira como o autor consegue envolver o leitor com a narrativa e, Amadeu Ribeiro sabe muito bem como alcançar esse objetivo. Sua linguagem é simples, objetiva e coerente. Porém, a estrutura da narrativa e seu desenvolvimento deixaram a desejar em relação aos demais romances.

A história é muito boa, os personagens nos cativam, mas o desencadeamento da história em si e seu desenlace fora precipitado. Acredito que o autor poderia ter explorado mais o acontecimento de determinadas situações conflitantes que exigiam mais dos personagens. Em muitos momentos, os desdobramentos acontecem rápido demais, como em um flash. Outro ponto que vale ser ressaltado é a presença do narrador- onisciente que interfere em determinadas situações que não lhe competem. O narrador interfere ao longo da narrativa com a intenção de participar o leitor de algumas considerações importantes, porém essa intromissão fora totalmente equivocada em alguns trechos.

Sendo assim, o livro pode ter uma linda história, personagens cativantes, um desfecho surpreendente, porém se não houver uma narrativa bem estruturada e não obedecer a regras primordiais para seu bom desenvolvimento, o trabalho do autor pode ser prejudicado. Por esse motivo simplório, porém fundamental, A Visita da Verdade não receberá as devidas cinco estrelas. No mais, o livro é impecável. A editora Vida e Consciência sempre tem muito cuidado em suas publicações com uma belíssima diagramação e qualidade incontestável.

De qualquer maneira, vale a leitura. Vale cada ensinamento, pois os romances espíritas tem essa capacidade de envolver e emocionar o leitor com suas mensagens.




FICHA TÉCNICA


Autor: Amadeu Ribeiro
ISBN: 9788577222360
Ano: 2013
Páginas: 304

Você também pode gostar

6 comentários

  1. Oi Zi
    Não conhecia essa obra e gostei de saber um pouco sobre ela e seu enredo. A capa também é bem interessante e chamou a minha atenção ;)
    Parabéns pela resenha e que bom que sua ressaca literária melhorou ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta

    Essa

    ResponderExcluir
  2. Oi, Zilda.
    Como você disse, é preciso se desprender do preconceito. Mas sabe, eu as vezes tento e não consigo pensar em ler livro espirita.
    Sua resenha está ótima e o livro parece ser realmente bom, para quem curte o gênero. Me explicaram que as mensagens são essas mesmos, tentar entender o que se passa nas vidas passadas e que tudo em um motivo. Minha prima me indicou um que fala sobre homossexualidade e diz que é interessante. Eu ainda lerei uma obra do genero, não agora.
    Beijos e ótima resenha, como sempre.
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Boa noite!! Fiquei muito interessado em ler este livro e olha que não costumo ler livros que não sejam de uma temática mais fantasiosa. Pela sua resenha deu pra ver o quanto a personagem é parecidissa com pessoas do nosso cotidiano. Não é preciso ir muito longe para ver pessoas tratanto mal o próximo devido a preconcentos.

    Abrs!
    www.portalvitamina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um enorme gratidão pelo gênero, que me fez entender coisas que eu não conseguia achar/encontrar as respostas. Mas não sigo nada do tipo, apenas encontro apoio e algumas vezes concordo com determinada coisa.
    Sua resenha me deixou curiosa em alguns ponto, mas depois te pergunto sobre isso. rsrs

    Beijos ;*
    Clicando Livros

    ResponderExcluir
  5. Achei um verdadeiro absurdo avaliar com 2 estrelas uma obra-prima como essa. Infelizmente, existem blogueiros que se consideram grandes entendedores da crítica especializada.

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Nunca li uma obra espiríta, mas não faz meu estilo sabe. Seria sair totalmente da minha zona de conforto, mas quem sabe um dia.
    bjos


    P.S: a respeito do comentário acima, acho que blogueiros que fazem uma resenha listando os pontos negativos, como a Zilda, merecem total meu respeito, pela sinceridade que utiliza para com os leitores do blog.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto