|Resenha| Fator Nerd - Contatos Imediatos do 1º Amor - Andy Robb @galerarecord

terça-feira, outubro 22, 2013




Audaciosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve. Principalmente se o terreno inexplorado for a linda gótica transferida para a escola de Archie. Aos 14 anos, tudo o que esse nerd assumido quer é transcender.
Leia-se abandonar as sextas-feiras perdidas em Noites de Jogo com os amigos Ravi, Beggs e Matt e se entregar aos prazeres mais mundanos com Sarah. Mas há alguns orcs o separando de seu Um Anel. E, pelo visto, nenhum inseto radioativo está disponível para transformá-lo num super-herói. Arch pode contar apenas com seu MI e seu ME. O problema é que seu Monólogo Interior é seu maior crítico, enquanto seu Monólogo Exterior apenas bombeia sangue para seu rosto e bloqueia todos os sistemas diante de uma ameaça Klingon. Quando o problema é o Darth de plantão, Jason Humphries... não há Yoda que resista. E o cara parece ter decidido que Sarah será a Jane de seu Thor, a Lorelei de seu Namor ou, quem sabe, a Mary Jane de seu Aranha. Então, Archie resolve trazer para a vida real suas habilidades como Mestre de RPG. E transformar a própria realidade. Com ajuda de muitos livros e um ego reformulado! Tudo bem... Talvez seu novo Eu Psíquico tenha um estranho sotaque americano e queira comungar com o Universo, seu padrasto seja um Imbecil de marca maior, seus únicos amigos se recusem a acompanhá-lo nessa jornada de autoconhecimento e suas noites sejam atacadas por um estranho e recorrente Sonho. Mas ele vai conseguir! Afinal, nas palavras mais bela das elfas, "até mesmo a menor das criaturas pode mudar o curso do destino".


Divertido. Inteligente. Brilhante. São estes os primeiros adjetivos que definem a obra de Andy Robb ou seriam os três adjetivos adequados para definir o talento indiscutível do autor? Difícil saber. Pois só mesmo sendo um cara extremamente inteligente e brilhante para escrever um livro tão perfeito como Fator Nerd _ Contatos Imediatos do 1º Amor.

Foi amor à primeira vista. O interesse pelo livro surgiu primeiramente pela capa. Ai, gente! A capa do livro é ou não é fofa? A sinopse também instigava, dizia algo mais sem revelar muito. Logo, eu não poderia deixar de ler este livro. Fico feliz que minha intuição não tenha me pregado uma peça. À primeira vista, Fator Nerd pode lhe parecer apenas mais um livro infanto-juvenil. Mas não se engane com a aparência infantil que a capa deixa transparecer. Apesar do livro falar diretamente sobre o universo dos nerds e geeks, qualquer leitor, independentemente do grupo social que pertença ou se encaixe poderá se identificar ao longo da narrativa. O cerne escolhido para ser explorado não traz nada de muito diferente do que certamente, muitos de vocês já tenham lido por aí. Fator Nerd abordará alguns temas que provavelmente qualquer leitor já vivenciou ao longo de sua adolescência, seja você um nerd ou geek.

Essa coisa de se intitular nerd ou geek é muito complicada e controversa. Costumo dizer que todo mundo que gosta muito de uma determinada coisa e se identifica muito com ela é um nerd de carteirinha. Têm nerd pra todos os gostos: os que gostam de séries, filmes, jogos, e obviamente, os que gostam de livros. Não seríamos todos nerds? 

Eu lhes apresento Archie _ o nerd mais medroso e encantador de todos os tempos!


"Em outro mundo, sou um Mago Nível 5, capaz de invocar um exército de mortos-vivos para fazer o que mando. Neste aqui, sou um nerd com tanta chance de enfrentar esses imbecis quanto um peido de enfrentar um furacão."

E se você ainda tem algum tipo de preconceito em relação ao modo como essas pessoas se comportam, após conhecer Archie sua visão certamente será modificada.
Em Fator Nerd somos apresentados a Archie, um menino de 14 anos, muito tímido e que têm como seu passatempo favorito jogar RPG às sextas-feiras com os amigos Matt, Ravi e Beggsy. 

O templo de Archie e seus amigos é o Casebre, uma loja onde eles encontram todos os utensílios que precisam para dar vida as suas batalhas épicas e fictícias e, é justamente neste lugar que Archie têm o seu primeiro contato imediato com o amor. Archie perde totalmente o sentido ao conhecer Sarah, a garota gótica mais linda que já vira. 

É de se esperar que Archie seja um menino meio desajustado, desajeitado e que não sabe muito bem lidar com a situação, visto que, sendo ele um nerd, jamais teve a oportunidade de se aproximar de uma linda garota.

Archie têm uma vida comum a qualquer adolescente de sua idade. Passa pelos conflitos e incertezas que todo adolescente vive. Porém Archie não consegue lidar muito bem com a separação de seus pais e a nova família que ambos construíram. Sua mãe agora vive ao lado de Tony, um cara gordo, meio espaçoso e que faz de tudo para se aproximar, ainda que de maneira desastrosa. Archie não têm muito contato com o pai a não ser pelo bate-papo no Facebook. Além de se sentir excluído pelos pais, ele ainda tem de enfrentar o brutamontes Humphries, um típico jovem agressivo e revoltado que persegue ostensivamente todos os nerds da escola. Mais uma vez o bullying é um dos temas centrais a ser discutido, mas o que diferencia a abordagem de Andy Robb é sua genialidade em construir um duelo entre o subinconsciente do personagem principal.

Archie vive um conflito interno com seu MI (Monólogo Interior _ o que ele pensa e gostaria de dizer, mas não consegue) e seu ME (Monólogo Exterior _ aquilo que ele diz, mesmo não querendo dizer apenas para agradar o outro) e seu EP (Eu Psíquico _ o que ele realmente deveria fazer ou pensar, ou seja, mostrar-se para os outros, mas que em hipótese alguma ele seria capaz). Achou tudo muito complexo? Não se assuste! O diálogo construído por Andy é simplesmente fascinante. Certamente lhe renderá boas risadas. O jeito inocente e atrapalhado de Archie faz com que o leitor desconstrua aquela visão estereotipada que todo nerd possui. Archie é um menino extremamente inteligente, porém nada arrogante e pretensioso. E, é justamente por esse motivo que a narrativa de Andy Robb é tão fantástica. É óbvio que houve momentos que me irritei muito com seu comportamento infantil no que diz respeito ao seu padastro Tony. O cara era gente boa, mas Archie só queria chamar e repetir que Tony era um imbecil. Mas, ainda sim, em momento algum pensei em abandonar a leitura por causa dos ataques de pelanca de Archie.

A amizade de Archie e seus amigos é um dos pontos favoráveis da narrativa. Mas o duelo entre o seu MI, ME e EP é, sem sombras de dúvidas, o ponto mais GENIAL da narrativa. Sarah, a menina que surge para desestruturar a vida de Archie também tem sua relevância, mas confesso que ela não conquistou o meu coração. Eu esperava muito mais da personagem. E como não poderia deixar de destacar que Andy Robb superou todas as minhas expectativas com aquele desfecho MAIS QUE PERFEITO. 

Fator Nerd não é um livro fofinho no que diz respeito à linguagem utilizada. Por mais que seja um livro que fala sobre e para os adolescentes, qualquer leitor, independente da faixa etária poderá se identificar. 

Os fãs da série O Senhor dos Anéis poderão se deleitar com tantas referências e citações sobre a obra ao longo da narrativa. E quem curte ou se acha um Peter Parker também terá sua vez. Andy faz diversas comparações com um dos mocinhos e heróis mais conhecidos de todos os tempos. E obviamente que batalhas épicas como Guerra nas Estrelas e Jornadas nas Estrelas também não poderiam ficar de fora. Então não se assuste se de repente você estiver falando como Darth Vader.

Entre tantas citações e referências emblemáticas que constituem o universo nerd, Fator Nerd é um dos melhores livros que já li ao longo deste ano. É um livro que deve ser lido por todos. Archie é um personagem simplesmente encantador. O livro foi marcado do início ao fim com quotes excelentes, um melhor do que o outro, mas irei compartilhar um em especial que me fez arrepiar.


"Bibliotecas são lugares maravilhosos. Algumas pessoas relatam uma enorme sensação de paz e bem-estar quando entram em igrejas: algo a ver com o silêncio, o espaço e provavelmente uma sensação de união com os outros iniciados. É isso que as bibliotecas são para os nerds _ santuários onde podemos espreitar a salvo, sabendo que os únicos outros habitantes são companheiros adoradores. O silêncio engana, no entanto, pois se escutar com calma, pode ouvir os espíritos nerds cantando todos juntos seus anseios de ser Outra Coisa_ ser como os heróis dos livros, conquistar os corações de heroínas coquetes, ferir poderosos inimigos. Ser qualquer coisa além de um Nerd. Mas em vez de serem lugares tristes ou abandonados, bibliotecas são os templos onde os nerds podem conquistar esses objetivos, suas almas planando em arrebatamentos de glórias impressas."

O livro fala a todos que já passaram por esta fase e para aqueles que passam ou ainda irão passar, até porque os questionamentos e conflitos vivenciados pelo personagem são atemporais. Vale ressaltar a delicadeza com que o autor abordou certos temas, como a separação dos pais e como o adolescente se sente diante deste problema. O conflito interno existente entre pais e filhos, a falta de diálogo, a chegada da puberdade, a descoberta do primeiro amor, a autoafirmação e todos os outros temas levantados ao longo da narrativa. Andy Robb soube falar deste universo sem recorrer ao diálogo infantilizado por tantos outros autores que já se propuseram a falar a respeito. 

Preciso dizer que estou completamente apaixonada pelo autor? Que estou pensando seriamente em pedi-lo em casamento? Hahaha #aloucaqueseapaixonapeloautor

É isso aí, pessoal! Espero que todos deem uma oportunidade ao livro, pois realmente valerá a pena. Acredito que têm muita gente que vai pensar duas vezes antes de sair por aí falando mal de algum nerd.





FICHA TÉCNICA
Fator Nerd - Contatos Imediatos do 1º Amor 
Autor: Andy Robb
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 304


Você também pode gostar

17 comentários

  1. Esse livro parece ser bem legal

    Bjus
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. E eu que pensei que seria um livro completamente diferente!!! Juro que achei que era mais infantil, muito bobo. Me enganei enormemente!!
    Amei sua resenha!!
    Nem sei o que dizer. Tô em choque, rs.

    Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Essa capa é uma graça!
    Se tiver uma oportunidade o lerei.

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Ainda não conhecia o livro, mas pela sua resenha ele parece ser muito bom.
    Apesar de ter dito sobre qualquer faixa etária vai gostar do livro, estou meio enjoada dos YA no momento. Mas quem sabe não dou uma chance para esse depois. Haja

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amigaa
    Eu adoro o universo nerd de ser...hahah
    Esse livro deve ser muito legal, devo esperar um bom conteúdo com muita diversão? Sim, acho que sim, adorei a resenha..

    Beijoss

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Amei sua Resenha!!! E o livro parece ser muito legal!!!

    http://no-mundo-dos-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Zi
    Ficou linda a sua resenha, gostei demais e fiquei querendo ler logo esse livro, parece ser bem divertido e gostei de saber que você ficou apaixonada pela autor :D
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  8. Eu quero muito esse livro, adoro o universo nerd

    ResponderExcluir
  9. Eu realmente amei a capa desse livro, que ficou bem infantil e ficou mais bonita ainda por que ficou parecendo que foi desenhadas, e muito bem por sinal. Mais pela resenha eu curti bastante o livro, com certeza vou lê-lo, pois ele é do tipo que eu gosto, parece ser do tipo que prende do inicio ao fim. Ah e ele parece ser um livro muito fofo, estou louca para ganhar e lê-lo ainda mais por saber que a garota pelo qual o nerd vai ter uma queda é uma gótica. A Galera Record sempre arrasando com os livros divos que lança. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha e a apresentação do livro, uma história interessante onde mostra que os nerds tb sabem amar.
    bjs e boa sorte
    Joane Sagmeister

    ResponderExcluir
  11. Louca pra ler, realmente os livros da Galera Record são sempre bem elaborados.. do tipo que prende a gente na história e não dá mais vontade de largar o livro.. :D

    ResponderExcluir
  12. Wow! O que um comentário bonito e humilhante! Estou tão feliz que você tenha gostado - e esperamos que você aproveite o segundo, que vai estar com você no próximo ano. Obrigado mais uma vez. Andy

    ResponderExcluir
  13. Eu realmente amei a capa desse livro, que ficou bem infantil e ficou mais bonita ainda por que ficou parecendo que foi desenhadas, e muito bem por sinal. Mais pela resenha eu curti bastante o livro, com certeza vou lê-lo, estou louca para saber como desenrola a história da garota gótica e um nerd. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  14. Realmente, essa capa me passa a impressão de ser bem infanto-juvenil, mas pelo que você disse, ele tem uma pegada bem mais interessante. É legal quando lemos um livro em que o autor consegue trabalhar assuntos bem atuais, reais, e complicados, mas com uma leveza e sensibilidade sem tamanhos. Por isso, quero muito ter a oportunidade de ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  15. Oi flor
    Esse livro parece que é GENIAL! O autor criou um enredo altamente original, divertido e que parece deixar o leitor preso até a última página.
    Adoro histórias que envolvem personagens mais nerds e "distintos do que a sociedade pede. Já sei que vou amaaar a leitura!
    Que resenha perfeita.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Esse livro parece ser muito bom! A história parece ser bem diferente, e acho que isso deixa tudo bem mas interessante!
    E a capa é mesmo uma fofura :3

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto