Manias de leitor

segunda-feira, fevereiro 03, 2014


Olá, pessoal! 
Segundona na área, tempo de traçar as metas da semana, organizar aquela listinha básica de leitura. E que tal compartilhar comigo qual é o seu ritual, mania, esquisitice de leitura? Não vai me dizer que você não tem um ritualzinho sequer que lhe acompanha desde a infância.


O assunto pode parecer manjado, mas o que eu gosto mesmo é de prosear com meus leitores a respeito de seus hábitos e gostos. E não há assunto que dê tanto pano pra manga quanto esse, não é mesmo? Por isso, é hora de compartilhar com a gente todas suas esquisitices.



A quem dedique uma hora específica do dia para começar aquela leitura, ou aqueles que não começam uma única página sem a companhia inseparável dos queridos marcadores e post-its. Confesso que eu tenho o costumo de carregá-los sempre que possível. E vocês?


Além dos itens básicos como marcadores, post-its e canetas marca texto (tremo só de pensar em pessoas que utilizam tal recurso). Perdoe, Senhor! Eles não sabem o que fazem!, existem outros rituais tão importantes para aquele momento mágico e extremamente pessoal a qual nos dedicamos com tanto afinco. 

Eu, particularmente ADORO ler ouvindo música. Na maior parte do tempo estou lendo em casa e, com isso vem o hábito de ler sempre escutando uma música. E a música não significa apenas um ritual em si, ela tem que ter um significado. Entre a escolha da música e a do próprio livro existe toda uma seleção criteriosa. Como tenho o costumo de ler muitos romances esta tarefa não é tão difícil assim. Normalmente escolho uma música que tenha uma sintonia com a história.

Foto:No Mundo dos Livros
Aliás, essa coisa de ser multitarefa faz bem meu estilo. Dificilmente consigo ler um livro sem interagir com outras tecnologias. Quando estou lendo posso facilmente estar conectada respondendo a emails, ou respondendo a mensagens no WhatsApp, ou quem sabe assistindo a mais um episódio do iCarly (adoooro!). Enfim, tudo é possível e casa perfeitamente. A não ser quando a leitura não flui. Aí não tem jeito. Tem que rolar um silêncio profundo para que eu possa expressar toda minha indignação em voz alta. Nota: aqui vale xingar o autor. 

Outro companheiro inseparável é aquele cafezinho quente ou chocolate não é mesmo? Tem coisa mais gostosa do que ler um livro segurando aquela caneca de café quentinho? Atenção para o detalhe da CANECA. Porque todo leitor que se preze tem a sua favorita. Ou não? Pode ser aquela xícara bem velhinha do conjunto que sua mãe ganhou no casamento. Nova, velha, estilosa, vintage. Não importa. Cada um tem a sua e não dispensa sua companhia. 


E o lugar perfeito? Existe? Eu não sou muito exigente. Para alguns leitores esse é um fator muito importante. Pode ser num banco de uma praça, no trem, metrô, na praça de alimentação de um shopping, na fila de espera do banco, enfim, não importa. Todo lugar é bem vindo. E olha que não é fácil se desconectar daquela barulheira ensurdecedora que ocorre dentro de um vagão de trem. Pelo menos por aqui é tenso! "Bananada é 10!!! Picolé Moleca!!! Picolé Moleca!!! Ele vai dar uma martelada na barata dela! Tem tudo.


Ler durante a noite ou de dia? Na madrugada talvez? Qual seria o seu horário ideal? Eu costumo ler mais na parte da tarde, pois neste horário que eu consigo pequenos intervalos entre outros afazeres. Vou contar uma coisa bem estranha pra vocês. Tenho a “mania” de escolher certos horários para determinados gêneros. Por exemplo, gosto muito de ler livros eróticos durante a madrugada. Ave!! Nada de pensar sacanagem hein, gente! Poxa, super normal! Hora do silêncio, logo o horário permite que a imaginação flua melhor e consequentemente o entendimento da leitura aconteça. 

Outro ponto a destacar é selecionar livros de acordo com meu estado de espírito. Quando estou triste, pra baixo precisando daquele conforto, este é o momento certo de ler livros espíritas, os quais eu aprecio demais. Confortam, enaltecem e acalentam a alma. 

Quando estou desacreditada no amor a melhor coisa do mundo é ler aquele chicklit básico, bem clichê, cheio de reviravoltas e confusões que nos fazem acreditar que tudo aquilo é... lorota, conversa fiada. Que por mais que você tente, almeje aquilo nunca vai acontecer com você. Mas ainda sim, ao final da leitura você consegue se sentir melhor. Carina Rissi que o diga. Oh, mulherzinha ruim! Vai escrever bem assim pra iludir a mulherada. 

Isso não vale pra Nicholas Sparks,viu? Nada de morte, doença, pelo amor de Deus. Estamos falando de coisas alegres. Deixemos o de lado pelo menos por enquanto. Retornaremos ao assunto quando este for: Nicholas Sparks. Previsibilidade, este é seu outro sobrenome.


Mas, se existe um lugar perfeito para leitura, esse lugar chama-se livraria. Lugar que encanta e seduz qualquer leitor. Quem concorda levanta a mão! É como se fosse um momento hipnótico. Você para de frente a prateleira e escolhe aquele livro lindo que tanto deseja e escolhe aquela poltrona, aquele cantinho escondido para sentar-se e deleitar-se das páginas mais preciosas que já viu. Não tem preço. O problema é quando falta a grana pra levá-lo para casa. Aí não tem jeito: ou você o devora ali mesmo na maior cara dura, como um viciado que você é ou se despede dele jurando retornar para resgatá-lo o quanto antes. 

Se alguém disser que já me viu por aí, nos corredores de uma Saraiva qualquer devorando as páginas de um livro e disfarçando à francesa prometendo retornar para comprar o livro eu desminto. Juro de pé junto que é calúnia. Pura difamação. Imagina uma coisa dessas?! 




Ah...fala sério! Depois de um texto cheio de interjeições e confissões absurdamente escandalosas você vai me dizer que não tem nenhum ritualzinho? Conta pra mim qual sua esquisitice? 

Conversar com o livro? Encarnar o personagem? Ler a última página antes de começar a leitura do livro? 
Não se acanhe. Todo leitor que se preze tem as suas.

Vai, conta aí!

Você também pode gostar

12 comentários

  1. Eu costumo intercalar leituras. Ou seja, se leio um suspense, terror, ou um livro que mexa muito comigo, na sequencia eu leio um infantil, ou um romance mais bobinho mesmo.
    Sempre tenho uma fila organizada de mais ou menos 8 livros que são os que quero ler mais rápido, tipo ontem, rs.
    Gosto de variar de marcadores, quase sempre são de outros blogs.
    Leio o tempo todo, gosto de ler no meu quarto, deitada, mas nem sempre isso é possível. Então acabo lendo no ônibus, metrô, trem e onde estiver.
    Uso post-it e nunca marca texto.

    Acho que só...

    Adorei!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca costumo ler vários livros do mesmo gênero um atrás do outro e não consigo ler com músico..prefiro o silencio ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ai que matéria legal... Bem, eu não sei se isso é um ritual... Mas eu sempre começo um livro durante a noite, no aconchego do meu quarto, depois de tomar um banho delicioso... E tenho de ter meus marca textos, post-it´s por perto para pegar a quotes preferidas ou fazer uma anotação... E o marcador não pode faltar... Se o livro tiver um marcador dele, que a editora tenha marcado eu uso... Senão uso algum dos meus marcadores de coleção que eu trouxe das minhas viagens. E antes de iniciar a leitura propriamente dita eu leio tudo que estiver na capa, contra-capa e orelhas do livro. Se tiver prefácio, dedicatória leio tb... Ai sim começo a leitura...

    ResponderExcluir
  4. Oi Miga,
    Ah que post legal hein, adorei a ideia..bom logo assim de cara não tenho nenhum esquisitice não...bom tenho um que é ir na livraria olho e namoro o livro..mas depois acabo comprando pela internet hehehe
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  5. Oi, Zilda! Bem?
    Nossa, eu sou cheio de manias... rsrssr bom vou contar apenas algumas pra não ficar muito estranho. rsrs eu antes lia com música, minha casa não para quieta, tem uma oficina de maquinas ao lado, e minha rua é extremamente movimentada. kkk ai já dificulta, mas já acostumei. parei de ler com música já tem um tempo. meu segredo, é que as vezes quando estou sem dormir me da vontade de pegar um livro na estante, que eu não esteja lendo, e folheio lendo trechos e isso me anima.
    tenho outas manias também... hehehe
    ótimo post. parabéns Zilda! :)

    Beijos -
    Rian - segredosdeumcaraquele.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie :)

    Eu só leio com os post-its do lado e sempre procuro ler a tarde, que é um momento que tenho mais tempo e concentração. Além disso, não posso ler sem a companhia do meu bloco de anotações. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah, eu adooooro...
    Eu pego o livro, procuro um cantinho calmo e confortável, pode ser minha cama ou a rede, analiso a capa, cheiro, folheio, leio a resenha, leio sobre o escritor, e só então começo a leitura, anotando em um caderninho tudo o que eu acho interessante.
    Geralmente, leio a noite ou na madrugada.

    Beijos!

    .

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da postagem!!
    Vamos lá, ritual pré-leitura não tenho... Porém, durante a leitura fico tão "possuída" que passo a repetir os gestos do personagem em questão. Se, o narrador diz: "Fulano pestanejou" eu pestanejo. "Beltrano deu um sorriso de lado" eu sorrio de lado. "Ciclano franziu o cenho" eu franzo!!
    O único lugar que eu leio meus livros é na condução de ida e volta do trabalho... Imagina a cara dos passageiros quando deparam-se com as caretas que eu faço instintivamente durante a leitura!
    Sim, usar marcadores, procuro usar dos próprios livros e muuuuuito post-it.
    Amei o post!
    bjos
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga!
    Adorei o post. Não tenho muitos rituais, mas não consigo ouvir música e ler...
    Leio em qualquer lugar, mas prefiro minha cama..

    Beijos*

    ResponderExcluir
  10. Oi Zilda, haa leio muito no quarto e gosto de silêncio e música? Não, sem chances... gosto de um chocolate quente também...
    Ando sempre com um post it e adoro fazer minhas marcações, as vezes eu paro só para pegar o celular e colocar a página no skoob e fazer uma observação..
    Adorei o post!!



    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/2014/02/resenha-despertada.html

    ResponderExcluir
  11. Oi Zilda!
    Eu me considero uma mulher de fases durante a leitura, pois nunca leio em seguida o mesmo gênero. Sempre estou a mudar e escolher outros títulos. E não tem coisa mais gostosa que fazer isso e conhecer outros autores e histórias \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  12. Acabo de descobrir seu blog. Eu intercalo leituras. Gosto de ler escutando música instrumental ou clássica. Se eu colocar música cantada, cismo de cantar junto e esqueço a leitura. Detesto quando me interrompem, seja com mensagem ou ligação no celular, seja uma pessoa vindo falar comigo; isso quebra completamente a magia da leitura. Só uso post-its e marca-texto em livros acadêmicos que preciso (sou obrigada pela profissão) a ler e estudar. Gosto de ler no final da tarde, mas a minha casa não é o melhor ambiente para quem gosta de ler/estudar, então acabo lendo quando e onde posso. Porém eu realmente prefiro ler no final da tarde enquanto estou sentada no quintal.

    Bjo ^_^

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto