|Resenha| Adultério - Paulo Coelho @sextante

sexta-feira, abril 11, 2014


Minha tristeza se tornou rotina, ninguém percebe mais. Não consigo mais dormir direito. Sinto-me egoísta. Continuo tentando impressionar as pessoas como se ainda fosse criança. Choro sozinha e sem motivo no banho. Só fiz amor com vontade mesmo uma vez em muitos meses – e você sabe bem de que dia estou falando.
Já considerei que tudo isso seja um rito de passagem, consequência de eu ter passado dos 30 anos, mas essa explicação não basta. Sinto que estou desperdiçando minha vida, que um dia vou olhar para trás e me arrepender de tudo o que fiz. Menos de ter me casado com você e tido nossos lindos filhos.
– Mas isso não é o mais importante?
Para muitas pessoas, sim. Mas para mim não é o suficiente.


O primeiro livro que li na minha vida do autor foi Onze Minutos. Recordo-me que já naquela época, isso faz mais ou menos uns oito anos, Paulo Coelho já era “perseguido” pela imprensa e “mal interpretado” por uma leva de leitores. Lembro-me também que isso me causara certo desconforto já que minha primeira experiência com sua leitura fora demasiadamente marcante. Apesar de gostar tanto da sua escrita passei anos sem conhecer outras leituras do autor e na verdade, nem sei bem explicar o motivo. O fato é que assim que soube que a editora Sextante iria lançar o livro Adultério fiquei bastante empolgada com a notícia. Paulo Coelho tem o dom da escrita. Isso é fato. Ainda que muitos discordem. Eu, particularmente gosto da maneira como ele constrói suas narrativas e principalmente, aprecio a maneira como o autor aborda certos assuntos. 

Em Adultério, por exemplo, o autor narra à história de Linda, uma mulher de 30 anos, casada, jornalista e mãe de dois filhos. Linda possui tudo que alguém almeja. Um bom casamento, um bom trabalho e uma vida financeira bem resolvida. Linda é casada com herdeiro de riqueza incalculável que a permitiria viver muito bem sem que precisasse trabalhar, mas Linda gosta de sua profissão e não se imagina fazendo outra coisa. O único problema de Linda é que ela se sente vazia. Tem tudo, mas não é feliz.

Linda começa a se sentir desconfortável com a vida que leva. A apatia começa a tomar conta de seus dias. E o que Linda mais teme é que ela esteja sofrendo com algum distúrbio. O simples fato de ser diagnosticada com depressão já lhe consome. Linda começa a fazer uma autoavaliação e percebe que apesar de não se sentir feliz com a vida que leva, ela tem medo da mudança. É muito mais fácil permanecer na atual situação do que fazer algo para mudar.

Narrado em primeira pessoa Adultério narra a história de uma mulher de 31 anos que se sente entediada apesar de não ter nenhum motivo aparente para isso. Linda mantém um casamento sólido há dez anos, mora em Genebra – Suíça, o país mais seguro do mundo. O que mais alguém desejaria? 

Linda está vivendo uma crise interna e se vê ainda mais dividida ao encontrar com um ex-namorado da época do ensino médio, Jacob König, casado e atualmente exercendo a carreira política tentando a reeleição. Como jornalista Linda tem a função de entrevistá-lo já que as eleições se aproximam e tal reencontro será decisivo para sua vida, ainda que inicialmente nem ela consiga compreender isso.

Uma das coisas que mais me agradam nos livros do Paulo é o cuidado com que ele descreve seus personagens. Ele destrincha não só o perfil de seus personagens como faz com que possamos nos identificar com eles. O drama vivido por Linda não atinge somente mulheres casadas há muito tempo. Adultério é um livro que apesar de ter uma mulher como protagonista serve para todos aqueles que se sentem como a personagem. O autor utiliza-se de um determinado assunto em particular - o adultério – para desencadear outras discussões. 


Paulo Coelho tem um jeito peculiar para abordar tais questionamentos. É perceptível a sua preocupação com a essência humana. É possível compreender Linda porque quem nunca se sentiu “vazia” como ela em determinado momento da vida? Desejamos as melhores roupas, os melhores calçados, as casas mais imponentes, o carro do ano e quando conquistamos tudo perde seu valor. Porque na verdade, as coisas matérias são perenes, tudo é passageiro nessa vida. E por meio dessa discussão que se desenvolve sua narrativa.
"Tudo aquilo que buscamos com muito entusiasmo assim que atingimos  a idade adulta  - amor, trabalho, fé - acaba se transformando em um fardo pesado demais.
Só existe uma maneira de escapar disso: pelo Amor. Amar é transformar a escravidão em liberdade."

Paulo Coelho nos convida a fazer uma viagem interna. Adultério é um livro de fácil entendimento e aceitação justamente por sua leitura fluída e por sua abordagem verossímil. Li o livro em pouco mais de duas horas e quando cheguei ao fim senti aquele gostinho amargo da despedida. Paulo Coelho conseguiu apresentar uma narrativa leve abordando assuntos sérios sem recorrer ao imediatismo. Adultério não é um livro de autoajuda. Adultério é sim, um livro sobre pessoas que se perdem todos os dias nessa selva cosmopolita. É um livro sobre relacionamentos humanos, sobre como o indivíduo se perde em meio a certos valores esdrúxulos. 
"Não somos aquilo que desejamos ser. Somos o que a sociedade exige. Somos o que nossos pais escolheram. Não queremos decepcionar ninguém, temos uma necessidade imensa de ser amados. Por isso sufocamos o melhor de nós. Aos poucos, o que era luz de nossos olhos se transforma no monstro de nossos pesadelos. São as coisas não realizadas, as possibilidades não vividas."

A história de vida de Linda é real e por isso conseguimos nos identificar com a personagem. Sentimos a mesma agonia, o mesmo vazio. Somos egoístas quando o assunto é a nossa felicidade, mas o que realmente nos incomoda é o julgamento das pessoas. Estamos sempre querendo agradar o outro. E nessa busca incessante pela felicidade que acabamos deixando de lado coisas muito mais importantes. 
"Quando se ama, é preciso estar preparado para tudo. Porque o amor é como um caleidoscópio, do tipo que usávamos para brincar quando crianças. Está em constante movimento e nunca se repete. Quem não entende isso está condenado a sofrer por algo que só existe para nos fazer felizes."

Eu diria que Adultério é um livro providencial. Através do tema principal o leitor poderá refletir sobre vários assuntos que o afetam diretamente e estão interligados. O autor discorre sobre a busca pela fé, mas essencialmente a busca pelo amor. 
Foi uma experiência sem igual. Ao longo da narrativa marquei diversos trechos que pretendo colocá-los em prática porque não há como ler os livros do autor sem que sejamos modificados de alguma maneira. Paulo Coelho tem dessas coisas. 
O livro foi escrito pelo autor após ele ter participado anonimamente de fóruns na internet que discutiam sobre traição. Adultério chega às livrarias no dia 12 de abril. 





FICHA TÉCNICA
Título: Adultério
Autor: Paulo Coelho
Editora: Sextante
ISBN: 9788543100456
Número de Páginas: 240

Você também pode gostar

4 comentários

  1. Olá Zilda,

    Apesar do sucesso que o autora faz não gosto dele e também não gosto do estilo desse livro....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Zilda, fiquei muito feliz em ler sua resenha e se você leu esses dois livros e gostou, te aconselho a ler outros livros do autor, meus favoritos são Brida, O Demônio e a Sr Prim e Verônica Decide morrer..
    Linda Resenha, estou lendo o livro e adorando até agora..

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoro Paulo Coelho, ansiosa pra ler o novo livro! :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Zi,
    Eu publiquei a resenha desse livro hoje e o que posso dizer é que Paulo Coelho fala sobre a realidade mesmo, porém ele esculhambou com meu conceito de casamento e rotina..shausha...até coloquei isso na resenha..kkk...mas na verdade é que eu acredito que erros podem ser perdoados, já a traição não, pois ela é uma escolha. Eu gostei da leitura, mas não amei, aprendi algo, mas não creio que tudo possa acontecer como aconteceu na história de linda.

    Bjus Elis!

    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto