|Resenha| O Amor é para os Fortes - Marcelo Cezar @vidaconsciencia

sexta-feira, abril 25, 2014



O Amor é para os Fortes, nos ensina que não existe a relação perfeita, mas sim, a relação possível. 
Edgar é um jovem romântico, apaixonado por sua esposa Denise, que não o ama e está emocionalmente envolvida com Leandro, um bem sucedido executivo carioca, casado com Letícia, que só se relaciona com Denise em busca da intimidade que não existe mais em seu casamento. 
Por meio de uma história envolvente, passada nos tempos atuais, o romance retrata as ilusões afetivas na busca de uma relação perfeita, e mostra que é na relação possível que a alma vive as experiências mais sublimes, decifra os mistérios do coração e entende que o amor é destinado tão somente aos fortes de espírito.


Não é segredo para ninguém o quanto aprecio a literatura espírita. Estou sempre à procura de novos títulos e um dos meus autores favoritos é sem sombra de dúvidas – Marcelo Cezar. Um dos livros espíritas que mais me marcou foi Ela só queria casar, outro livro do autor ditado pelo espírito Marco Aurélio. 

Quem conhece ou pelo menos já ouviu falar do poema “ A quadrilha” de Carlos Drummond de Andrade irá imediatamente identificar a semelhança entre ambos. Assim como no poema de Drummond, os personagens estão conectados pelo amor e pelo seu desencontro. 

Edgar é perdidamente apaixonado por sua esposa Denise. Cego de amor Edgar não consegue enxergar que Denise não o ama de verdade. Denise é arrogante, perversa, trata a todos a seu redor com desprezo e só mantém-se casada com Edgar porque é ela quem manda no casamento, anulando Edgar completamente na relação. Denise é amante de Leandro, diretor executivo de uma das maiores fabricantes de TV de plasma e monitores do país, conhecida mundialmente conhecida como “a Companhia”. 
Denise era gerente de uma grande loja de varejos – a Dommênyca. Os dois se conheceram numa reunião de negócios e a partir daí passaram a se relacionar. Leandro é casado com Letícia com quem tem um filho chamado Ricardo. Embora Letícia fosse uma mulher bonita, o interesse pela mulher fora se perdendo após inúmeras tentativas frustradas de aproximação. O fato é que após a morte de seu pai Émerson, Letícia se tornara uma mulher fria e distante dando brechas para que Leandro se aproximasse ainda mais de Denise. Desde o início Leandro deixara bem claro a sua intenção com Denise. Ele jamais cogitara se separar de Letícia, porém Denise já não se contentava com o tempo que Leandro dedicava a ela. 

A partir deste momento passamos a acompanhar uma história repleta de fortes emoções no qual a raiva, o ódio, a inveja e todos os sentimentos contrários ao amor tentam se fortalecer. Marcelo Cezar expõe com clareza e simplicidade situações reias no qual muitos de nós já vivenciamos. 

Entre tantas exemplificações o livro mostra que apesar do destino trágico dos personagens tudo é justificável. Cada um colhe o que planta e que atitudes impensadas e delitos praticados em outras reencarnações sempre serão cobrados. Não há vítima na história por mais que em determinado momento não consigamos compreender tamanha crueldade. 

Ao longo da narrativa vamos percebendo a diferença existente entre o amor puro e verdadeiro em relação ao apego doentio que muitos sentem um pelo outro. Edgar, por exemplo, vê em Denise a mulher perfeita, ele projeta uma pessoa que não existe. Espera que ela sinta o mesmo que ele. Normalmente recorremos à ilusão a fim de fugir da realidade que tanto nos incomoda. 

''Muitos de nós, perdidos nas ilusões afetivas e sedentos de intimidade, buscamos a relação perfeita. Este romance nos mostra que não existe a relação perfeita, e sim,a relação possível. E é nessa relação possível que a alma vive as experiências mais sublimes, decifra os mistérios do coração e entende que o amor é destinado somente para os fortes.''

É comum identificarmos ensinamentos da doutrina espírita ao longo da narrativa e Marcelo Cezar faz isso muito bem. É possível compreender os conflitos gerados e assimilar o comportamento dos personagens por mais que tudo pareça surreal. 

Em O Amor é para os Fortes o autor esclarece por meio do espírito Marco Aurélio a força que o amor verdadeiro exerce sobre cada um de nós. Somente aqueles que possuem um espírito forte encontrarão o amor verdadeiro. O livro ainda aborda questões sobre a obsessão e os efeitos causados por ela. 

Uma leitura edificante e prazerosa assim como foi com outros livros do gênero. Aliás, novamente a editora Vida e Consciência nos traz o que há de melhor. Boa diagramação, belíssimas ilustrações e excelente revisão. Um trabalho feito com muito amor e dedicação. 



Recomendo a leitura a todos que apreciam o gênero e fica o convite a todos que queiram conhecer a literatura espírita. Marcelo Cezar é um dos autores mais influentes da literatura espírita e mostra mais uma vez porque está na lista dos best-sellers desde 2003. Vale um espaço cativo na sua estante. 


FICHA TÉCNICA

Autor: Marcelo Cezar - ditado pelo espírito Marco Aurélio
Editora: VIDA E CONSCIÊNCIA
Número de Páginas: 400
Skoob

Você também pode gostar

3 comentários

  1. Oi Zilda, o único livro espírita que li foi Violetas na Janela, gostei muito, mais não sou muito chegada neste estilo literário, gostei do tema e acredito que o livro nos mostre muitas lições ou reflexões.. Mais não leria neste momento!!
    Valeu pela dica..

    beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, a literatura espírita não faz muito meu gênero. Para quem gosta parece um bom livro, quem sabe mais para frente, porém no momento não leria "/

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sou Cristão Evangélico e por ter sido criado em outra religião com dogmas e doutrinas diferentes, sempre desacreditei em preceitos diferentes dos meus ( não quero ofender ninguém ) quanto se trata de questões espirituais...

    Mas isso não me impediu de ter uma mente aberta e por ser muito curioso, buscar sempre aprender e entender "mundos" diferentes nos meus, coisa além do meu horizonte racional.

    Nessas indas e vindas estava num ônibus e tinha uma moça lendo um livro, estava de pé perto dela e "inevitavelmente" dei uma "espiadinha" ( rs ) no que ela tava lendo, não me recordo o trecho em si, mas me lembro que li algo que me interessou bastante e como sou esquecido por natureza, discretamente anotei no celular o título do livro que era "O amor é para os fortes". Na época nem imaginava do que se tratava efetivamente este título, muito menos que era um romance espírita.

    Esqueci completamente de tudo isso, quando meses depois tive a oportunidade de ler essa obra, lembrei que tinha gostado de algo quando o vi com a "moça do ônibus" e começei a ler, nossa! Que livro maneiro! Não digo que agora acredito na doutrina espírita, mas realmente o livro me tocou, a história, os personagens, a narrativa e principalmente essa "rede de enlace" entre os personagens e suas ligações, aprendi que nada é por acaso e nisso já acreditava antes no cristianismo.

    Confesso que a história me emocionou, me tocou profundamente, em determinados trechos, me peguei lacrimejando e olha que tem anos que isso não acontece, odiei o jeito arrogante da Denise, gostei do jeito da Letícia e da Marina, o Ricardinho lembra meu filho, a consuelo é batalhadora como minha avó e como marido sei o que Leandro passou, conheci trastes como o inácio e também amigos leais como Patrícia e Adrianoe já fui romantico como o Edgar...enfim cada personagem me fez viver o passado.

    Eu adorava ler quando criança / adolescente, mas na vida adulta me afastei dos livros pela tv / internet, etc era obrigado a ler livros técnicos chatos no trabalho / escola o que me fez ter uma visão ruim dos livros, esqueci completamente da emoção que um livro pode trazer na alma, tanto quando ou maior até do que a cena de um filme que utiliza recusros sensoriais, como música de fundo e a visão, mas "o amor é para os fortes" me deu um novo despertar intectual e ascendeu em mim a paixão de ler, recomento muito a todo mundo, embora eu não tenha o lido com olhos religiosos e sim como um hobby, mas o que importa é o resultado: adorei...




    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto