|Resenha| Como eu era antes de você - Jojo Moyes @Intrinseca

quinta-feira, maio 07, 2015


Estou sem palavras. Não sei por onde começar e de que maneira expressar todo o meu encantamento por Jojo Moyes, uma das escritoras mais incríveis que já conheci. Há muito tempo eu já ouvia muita gente falando do trabalho incrível que a autora fizera em Como eu era antes de você. Confesso que tive curiosidade para ler o livro, mas inicialmente eu não me rendi aos seus encantos. A verdade é que fiquei meio receosa em relação ao livro por imaginar algo completamente diferente do que ele realmente significa. Imaginei diversas coisas que o tornavam apenas um livro de romance comum a tantos outros existentes no mercado.


Vi muita gente dizendo que chorou horrores durante a leitura e foi nesse exato momento que eu decidi me entregar ao livro. Sem exageros, mas não havia caixa de lenços suficientes que desce conta de tantas lágrimas. O livro é realmente lindo e triste. Muito triste. A história de Will e Lou é decididamente a melhor história de amor dos últimos tempos. Moyes expôs toda sua sensibilidade na construção de cada detalhe nesta narrativa. O perfil psicológico dos personagens, os conflitos e dilemas enfrentados por ambos são palpáveis tornando a narrativa mais verossímil. 

Will sempre fora um cara muito ativo. Gostava de praticar esportes radicais, rico, conquistador, um cara de muita sorte. Até o dia em que é atropelado por uma moto. Acostumado a correria do dia-a-dia Will de repente se vê tetraplégico. Toda sua autonomia e liberdade são colocadas em segundo plano, pois a partir desse momento Will se transforma num homem amargo e insensível. Revoltado, a única coisa que Will deseja é dar fim àquele tormento. 

A visão da autora é ampla e não se limita apenas aos conflitos internos de Will, a autora vai além dissecando todo tipo de dificuldade enfrentada por um cadeirante. O preconceito seja ele, explícito ou velado, ele é existe e causa um estrago enorme. 

Jojo Moyes aborda um tema bastante polêmico e faz com que o leitor reflita sobre a complexidade que o envolve. É tocante como a autora expõe a dificuldade que Will encontra em coisas muito simples, como: se locomover entre as pessoas, e principalmente, a falta de preparo dos estabelecimentos comerciais para receber pessoas com limitações. Assim conseguimos compreender o sentimento de perda e impotência que Will sente todos os dias. 
Mas o livro não se sustenta em lamúrias e prova que existe muita gente que passa pela mesma situação de Will e, ainda sim consegue levar uma vida normal. É nesse momento que a autora levanta a questão que a tetraplegia pode ser encarada como um obstáculo para uma nova etapa e, Louisa surge para dar um novo rumo à vida de Will. 

Louisa é uma jovem sem muitas perspectivas que trabalhava como atendente num café da cidade. Morando com os pais, a irmã e o sobrinho, Louisa já se acomodou a sua vidinha. O noivo Patrick se dedica muito mais aos seus treinos e corridas do que com a própria noiva. A mãe de Louisa tem de cuidar do pai que tivera um derrame e do neto Thomas, enquanto Treena trabalhava. 

A normalidade e o estado de inércia de Louisa deixam de existir a partir do momento em que ela se propõe a cuidar de Will mesmo que nunca tenha trabalhado como acompanhante. A missão de Louisa é tornar o sofrimento de Will um pouco mais brando mostrando-o que ele pode conviver com suas limitações sem deixar que a tristeza o consuma. 

"Não consegui ver sua boca, mas seus olhos se apertaram um pouco divertidos. Eu queria que continuassem assim. Queria que ele fosse feliz, que seu rosto perdesse aquele ar assustado e alerta. Comecei a tagarelar. Contei piadas. Cantarolei baixinho. Fiz de tudo para estender o momento antes que ele voltasse a ser sombrio."

Will e Louisa descobriram que possuem muito mais em comum do que eles imaginam. Ambos têm um papel muito importante na vida do outro. É tocante a maneira como Will desperta o interesse pela vida em Louisa. Diferentemente de Will, Louisa nunca acreditou em seu potencial, sempre se colocando à sombra de outra pessoa. Ambos já perderam a esperança em suas vidas e cada um contribuirá para que o outro consiga enxergar novos horizontes. 


Como eu era antes de você é o tipo de livro que te faz chorar copiosamente sem que você perceba tamanho o envolvimento com a narrativa. Todas as emoções são duplicadas, cada progresso de Will é comemorado. Cada gesto, cada suspiro, é tudo muito intenso. Eu já li muitas histórias de superação que envolve personagens problemáticos, arredios, mas até hoje nenhum deles me tocou tanto como Will. Suas qualidade se sobressaem em relação aos defeitos, que são muitos, diga-se de passagem. 

"O pior de se trabalhar como cuidadora não é o que as pessoas pensam. Não é carregar e limpar a pessoa, os remédios e os lenços de limpeza e o distante, mas de algum modo sempre perceptível, cheiro de desinfetante. Não é o fato de quase todo mundo achar que você faz isso porque não tem inteligência suficiente para fazer qualquer outra coisa. O pior é o fato de que, quando se passa o dia inteiro num estado de real proximidade com outra pessoa, não há como escapar do estado de humor dela. E nem do seu próprio."

Louisa é o sopro de esperança que faltava na vida de Will. Ela se mostra uma pessoa corajosa, destemida, deixando para trás toda sua covardia. É difícil descrever o quanto esse livro mudou a minha vida. Jojo Moyes fez com que eu me sentisse do tamanho de um grão de areia; pequena e impotente diante a história de superação de seus personagens. Fico pensando em quanto tempo desperdicei em adiar essa leitura. Mas fico imensamente grata por cada segundo que me dediquei à ela. Já li diversos romances, mas nada tão forte, impactante e intenso como este. 

Chorei muito. Passei dias pensando no livro e ainda não me sinto confortável em falar sobre ele sem que uma dor atinja meu coração. Dá aquele aperto no peito, a sensação de que algo fora deixado para trás. Como eu era antes de você certamente será lembrado como o segundo livro mais importante da minha vida (ao lado de A menina que roubava livros). 


Estou completamente encantada com o talento de Jojo Moyes e decidida a ler tudo o que ela publicar daqui por diante. Aliás, se existe um livro tão lindo como este o nome dele é A garota que você deixou para trás, que terminei de ler ainda pouco. Não quero entrar em detalhes, mas posso dizer que essa mulher ainda vai me causar uma desidratação. 

Recomendo Como eu era antes de você como um dos melhores livros que já li. A partir de agora passo há contar os dias para ver essa linda história representada no cinema. E que chegue logo 2016. 


Me acompanhe também nas redes sociais: Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob ♥  Google+


Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Título: Como eu era antes de você
Autor: Jojo Moyes
ISBN: 9788580573299
Editora: Intrínseca
Páginas: 320

Você também pode gostar

7 comentários

  1. esse livro pqp!
    foi um que mais me chocou! eu chorei, mais eu chorei, mais eu chorei! aquele choro de escorrer coriza do nariz e tudo, de soluçar mesmo!
    Jojo criou o enredo de forma a mexer com as minhas emoções de tal forma que eu rezei por um milagre o livro todo! eu queria o final feliz, eu precisava dele pra continuar acreditando que Lou e Will seriam felizes, só que eu não consegui enxergar que a felicidade também é uma escolha e que o que é bom para uns não é para outros
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ziiiiiiiiiiiil, tudo bem? Que saudades de você <3
    Confesso que um dos motivos que me fazem querer ler este livro são os mesmos que você: lindo e emocionante/faz chorar. Pode até parecer depressivo, mas livros assim são sempre os que deixam uma mensagem para a nossa vida e se torna marcante. Sinceramente ainda não li nenhuma resenha negativa dessa obra. Por falar nisto... Você tem o dom da escrita, rsrs. Sempre escrevendo resenhas incríveis.
    Um grande abraço do seu amigo que está com saudades.
    www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Como eu chorei horrores lendo esse livro!
    Falo que não gosto de finais desse tipo, que me deixam com o coração pesado. Mas a escrita da autora foi tão boa que fui obrigada a colocar esse livro como favorito!
    Certamente irei ler os outros livros da autora, mas toda vez que eu penso em ler, fico com receio de que ficarei depressiva rs

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Já ouvi muitos comentários positivos sobre o livro, e essa tua resenha só me deixou ainda mais animada!!!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Miga
    Quando eu li este livro, acho que foi logo que ele foi publicado, eu não sabia do que se tratava a historia, escolhi lê-lo simplesmente pq ja havia lido outro livro da autora e tinha gostado bastante. Achei a historia linda, envolvente e emocionante. Não lembro se chorei, mas foi um livro que me marcou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oii Zilda,

    Quanto tempo que não venho aqui. Saudades!!
    Tenho muita curiosidade de ler este livro desde o seu lançamento, curti muito sua resenha, está completa e sempre me toca de alguma maneira, digo em suas resenhas no modo geral.
    Bom, eu vou comprar o livro e quando ler te falo o que achei hehe

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  7. Eu já estou muito curiosa porque esse livro explodiu, todo mundo leu e até agora não vi ninguém falando mal, sem contar que vai ter filme, né? Preciso ler antes ^^

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto