|Resenha| Beleza Perdida, de Amy Harmon @Verus_Editora

quinta-feira, julho 02, 2015


Desde a primeira que vi a capa de Beleza Perdida fiquei completamente apaixonada e, ao saber que se tratava de um livro YA fiquei ainda mais empolgada já que amo esse gênero. Apesar de me identificar com o gênero em questão, faz muito tempo, muito tempo mesmo que eu não lia nenhum livro que me tirasse o fôlego. Apostei todas as minhas fichas em Amy Harmon e o que posso dizer é: Caramba! Como você manda muito bem, Amy! 
Ainda estou sem palavras para descrever a minha fascinação por sua escrita. Beleza Perdida é o primeiro livro da autora publicado no Brasil pela Verus Editora, mas provavelmente, esse será apenas o primeiro de muitos que ganhará vossos corações. Anote esse nome, galera!



Bem, Beleza Perdida é aquele tipo de livro que logo de cara enfeitiça o leitor. A escrita de Amy é fluída e de fácil entendimento. E os personagens? Ah...TODOS são apaixonantes, cativantes e encantadores. O livro apresenta a história de três personagens que intercalam suas narrativas. 

A história é centrada na vida de Ambrose Young, um jovem que adora esportes. Ambrose é a grande aposta da cidadezinha onde vive. Além de talentoso, Ambrose reúne todas as qualidades necessárias para compor um "deus grego" porque, eu vou falar uma coisa pra vocês, Travis Maddox (Belo Desastre) que se cuide, porque depois que Ambrose surgiu em minha vida, sinceramente, já não sei bem o que pensar! O cara é simplesmente perfeito. Isso não é novidade nenhuma já que estamos falando de um YA, mas Ambrose é diferente e, isso se deve ao fato da carga emocional que ele carrega ao longo da narrativa. Ao mesmo tempo em que Ambrose nos passa a impressão de um jovem decidido, ele consegue nos cativar com seu jeito frágil e um tanto deslocado.

Já que estamos falando de um mocinho forte, gostoso e desestruturado emocionalmente não poderíamos deixar de frisar a importância da mocinha que aqui é representada pela jovem Fern Taylor.
Fern é uma jovem comum e que sofre com o distúrbio da garota feia. Na verdade, eu não consegui imaginar Fern como ela realmente se enxergava. Talvez, por achar suas atitudes tão sublimes, que sua aparência era o que menos importava. O seu caráter e o carinho dedicado ao primo tornam a pessoa mais bonita do mundo.

" Você é uma garota estranha, Fern Taylor! - disse Ambrose baixinho, seus olhos nos dela [...] Já vi aqueles livros que você lê. Aqueles com garotas na capa com os peitos pulando para fora e caras com a camisa rasgada. Você lê romances de sacanagem e cita a Bíblia. Não tenho certeza se consigo entender qual é a sua.
_ A Bíblia me conforta, e os romances me dão esperança."

Ao lado de Ambrose e Fern temos a presença marcante de Bailey, o primo de Fern que sofre de uma doença muito rara que atinge diretamente sua formação óssea. Bailey é a coisa mais linda desse mundo, gente! Eu adoro quando os autores tem a sensibilidade de inserir personagens que passam por certas doenças ou dificuldades e demonstram força e determinação. Apesar da aparente dificuldade Bailey é um jovem bem-humorado e que nunca se deixa abater. Ele é engraçado, inteligente, sensível, doce, íntegro, leal. É difícil dizer quem ganhou meu coração primeiro: Ambrose ou Bailey. Acho que meu coração pertence aos dois.

Outros personagens transitam na narrativa para compor a história. Ambrose conta com a participação de quatro amigos inseparáveis, todos lutadores de luta livre que passam boa parte do tempo ao seu lado. Grant, Beans, Jesse e Paulie são parceiros e amigos de Ambrose de longa data e cada um vive um conflito dentro da história, ainda que em menor escala. Cada um dos personagens criados pela autora traz consigo uma carga emotiva muito grande e por isso, Beleza Perdida possui uma história tão forte e intensa.

Não quero me alongar em detalhes sobre o livro, pois acredito que se tivesse que detalhá-los, toda a graça de imaginar o que está por trás do drama que atinge a vida de Ambrose se extinguiria. Basta que você saiba que a história dos personagens centrais tem como ponto de partida a tragédia que ocorrera no dia 11 de setembro nos Estados Unidos.

Ao saber que o livro fazia referência ao conto da Bela e a Fera fiquei ainda mais interessada. Eu não imaginava como a autora iria inseri-lo na narrativa, mas confesso que fiquei bem apreensiva. Somente ao começar a leitura e perceber que essa referência era sutil que me dei conta do que estava acontecendo. É legal perceber algumas nuances que fazem uma conexão com a história original, mas não é nada que se torne cansativo. Até porque, muitos já conhecem a história e não seria nada legal ficar fazendo comparações. A essência é a mesma, mas alguns esteriótipos são desconstruídos na narrativa de Amy Harmon.

Estou impressionada com a maneira como a autora conseguiu colocar tantas referências literárias nessa obra. Os fãs de leituras clássicas como O Mágico de Oz, Hamlet, Hércules e até mesmo as passagens bíblicas ficarão desconcertados e, obviamente, perplexos diante tanta sensibilidade. Mais uma vez Shakespeare se faz presente para retratar o amor. 
"Acho que as pessoas são assim. Quando a gente olha de verdade para elas, para de ver um nariz perfeito ou dentes retos. A gente para de ver as cicatrizes de acne, o furinho no queixo. Essas coisas começam a se confundir, e de repente você vê as cores, a vida dentro da casca, e a beleza assume um significado totalmente novo."

Gosto de livros que impressionam, que possuem um conteúdo verossímil e, Beleza Perdida é exatamente o que estava buscando. O drama que envolve os personagens é palpável e não há ninguém que discorde disso já que Amy Harmon decidiu incluir os acontecimentos trágicos que ocorrem no fatídico 11 de setembro. Uma nação inteira foi atingida direta ou indiretamente por aquela tragédia. Em Beleza Perdida conhecemos os sentimentos daqueles que tiveram suas vidas afetadas pela tragédia e ficamos estarrecidos com a veracidade com que a autora constrói e desenvolve os dilemas de seus personagens. 

Achei muito interessante o fato de a autora inserir tantas passagens bíblicas que se encaixam perfeitamente em muitas situações vividas por seus personagens. A narrativa de Amy é emotiva, delicada, de uma extrema sensibilidade que nos comove profundamente. Chorei e fiquei com o coração tão apertado que não tive forças para começar outro livro. Até agora, ainda não consigo externar completamente o efeito desse livro sobre mim.

Beleza Perdida é um livro que denota força, perseverança, que transmite confiança para todos que passaram por situações difíceis. A beleza aqui retratada é colocada à prova. Que beleza é essa que enxergamos no outro? O caráter de seus personagens é o que mais impressiona e motiva. É fácil se identificar com a ousadia de Bailey, o bom humor com que ele leva a vida apesar dos pesares, faz com que sintamos gratos pelo simples fato de estarmos vivos. Fern com sua bondade e dedicação ao primo é admirável. Ambrose com toda sua força, lealdade e o desejo de se reconstruir. 

Alguns pontos que caracterizam o gênero vão sendo pontuados ao longo da narrativa deixando claro que Beleza Perdida é um dos melhores livros da categoria. Os dilemas enfrentados pelos personagens são reais, difíceis de serem aceitos e despertam sentimentos conflitantes. 



A diagramação do livro é belíssima. Os títulos que iniciam os capítulos são bem adequados ainda que eu não curta muito esse estilo. Mas no caso de Beleza Perdida, os títulos se enquadram perfeitamente ao conteúdo apresentado. 

Beleza Perdida é um romance diferente. Não apenas um romance YA bobo, superficial, ficado na sexualidade dos jovens que estão começando uma nova fase de sua vida. Beleza Perdida é um livro sobre fé e esperança. Sobre amor incondicional e devoção. É um livro sobre relacionamentos entre pais e filhos, sobre o desgaste e reafirmação desse relacionamento, sobre amizade, e acima de tudo, sobre o amor. Estou definitivamente sem palavras para descrevê-lo. 



Muitos quotes marcados do início ao fim. Um livro incrivelmente bem escrito, repleto de passagens inspiradoras e marcantes e que irá para o topo dos meus favoritos. Hora de juntar os cacos e restabelecer a minha conexão com a realidade.


Me acompanhe também nas redes sociais: Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob ♥ Google+


Sinopse: Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
“Beleza perdida” é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

Título: Beleza Perdia
Autora: Amy Harmon
Editora: Verus
Páginas: 300

Você também pode gostar

2 comentários

  1. Oi Miga
    Não sei explicar pq essa leitura não me fisgou. Li 60 páginas e desisti do livro, até troquei ele. Lendo sua resenha acende novamente uma certa curiosidade, pq vc gostou tanto... e fico pensando o que houve comigo. Só vejo resenhas positivas dele.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Zilda,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, diferente de você não gosto da capa e confesso que a premissa não me despertou interesse, mas que bom que você gostou da leitura.

    Beijos.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto