|Resenha| Raio de Sol - Kim Holden @PlanetaLivrosBR

terça-feira, agosto 02, 2016


Conheci Raio de Sol - o livro, não a protagonista cujo atende pelo mesmo apelido por um acaso. Confesso que não foi amor à primeira vista. Apesar de tê-lo escolhido entre uma infinidade de opções eu não criei nenhuma expectativa. Até passou pela minha cabeça que poderia se tratar de só mais New Adult como tantos outros. A trama apresentada parecia comum. Uma garota psicologicamente afetada por traumas que a fizeram questionar todos à sua volta, um amigo fiel e inseparável com quem divide seus medos e aflições, o início do ano letivo na faculdade, entre outros elementos comuns do gênero. Mas Raio de Sol tinha algo que prometia mais. Kim Holden apresenta sua história da maneira mais simples e despretensiosa que você possa imaginar.


Quem ama livros do gênero assim como eu já imagina o que vai encontrar e reza, com todas as forças ,que a autora não decepcione. Nos dê exatamente aquilo que buscamos: um personagem gato, gostoso, badboy, testosterona pura, mas que também seja doce, romântico, companheiro. E isso de fato, o leitor encontrará ao longo da história. Aliás, nesse quesito, o leitor não poderá reclamar. A autora nos presenteará com dois personagens maravilhosos que irão fazer de Raio de Sol um dos melhores livros do gênero lançados recentemente.

Kate, a mocinha em questão, é uma jovem comum que acaba de se mudar de cidade para iniciar os estudos na universidade. Kate é uma garota bem diferente daquelas gostosonas que conhecemos por aí. Ela não dá a mínima para sua aparência. Está sempre de moletom e camiseta, rabo de cavalo e sem maquiagem, tem uma personalidade forte e sempre enxerga o melhor da vida ainda que as circunstâncias não sejam favoráveis.

Aliás, esperança e alegria definem exatamente o que Kate representa mesmo depois de tantas merdas que sofreu ao longo da vida. Ela não se deixa abater, recusando-se a reclamar seja do que for. Mesmo após tanto sofrimento a vida lhe reserva muitas coisas boas, como a amizade com Gus, seu melhor amigo desde a infância. Essa amizade é reflexo de muita confiança e cumplicidade.


Gus possui o esteriótipo bem característico do gênero: jovem gato, descolado, astro do rock em ascensão e gato (acho que já disse isso uma vez - não custa nada repetir).
Mas como eu disse, algumas coisas são previsíveis nesse tipo de romance. Para disputar a atenção da mulherada de plantão eis que surge Keller, o outro gato que rompe todas as barreiras da perfeição.

Keller é tão bonito quanto Gus, mas sua personalidade é oposto do gato roqueiro. Keller é responsável, discreto e paranoico no que diz respeito ao seu futuro. Por conta disso, as leitoras irão se pegar divididas entre o certinho e o temperamental. Confesso que ainda não me decidi por qual dos dois meu coração bate mais forte, mas se tivesse que escolher possivelmente eu ficaria com Gus. Gosto do jeito maluco, temperamental e imprevisível de Gus.
Mas não se precipitem em achar que o livro é apenas isso. Kim encontra uma maneira bem sutil para falar sobre temas recorrentes em livro do gênero como: aborto, gravidez precoce, drogas, sexo, bullying, bulimia, preconceito, homofobia, abandono familiar, entre tantos outros assuntos que tornam a obra ainda mais completa e interessante. Um apanhado geral, nada muito aprofundado, até porque seria praticamente impossível manter uma coerência ao longo das páginas. Todos os conflitos são explorados proporcionalmente de acordo com cada situação. 

Pode parecer o mais do mesmo, mas não é. A começar pelo posicionamento da personagem principal que passa bem longe do usual. Kate tem o espírito Pollyanna. A garota está sempre de alto astral, nada a afeta. Ela consegue enfrentar tudo com muita disposição. É admirável. 
Em relação aos personagens secundários da trama esperem por personagens extremamente fofos e adoráveis. Shelly, Clayton e Pete tornam a narrativa ainda mais gostosa. Todas as situações vividas entre eles e Kate são palpáveis, todos os dilemas, cada momento é valorizado. 


Raio de Sol é aquele romance que você se apaixona desde o primeiro momento. Mas eu tenho um atento a fazer. Os leitores mais exigentes talvez se sintam um pouco desconfortável com a linguagem utilizada pela autora, tendo em vista o vocabulário utilizado pela protagonista. Kate é desbocada, fala palavrão, é imprevisível e, isso pode causar certo estranhamento. Mas, gente!! Alôuuu!! Estamos falando de um livro para jovens. Essa é a linguagem comum e predominante da maioria dos jovens. Não me venham com falso puritanismo, por favor.

O sexo nesse caso vem praticamente em segundo plano, já que o foco aqui é a amizade, a superação, o otimismo, a vontade de ser algo mais, de fazer a diferença na vida do outro. São tantos os fatores positivos dessa obra que os pontos negativos se tornam ínfimos.
Penso que talvez a autora poderia ter se aprofundado um pouco mais na história de alguns personagens, mas acredito que esse tenha sido o seu propósito, até porque fica uma brecha para outros livros já que todos os personagens possuem história e conteúdo suficientes para um livro solo. Fica a torcida. 
Vi que lá fora já temos a versão de Gus. Vamos torcer que seja publicado por aqui o quanto antes.(Eu quero um Gus pra chamar de meu!)

O final do livro é mais que perfeito, garantia de muito choro e emoção. Foi lindo e inspirador. Valeu cada minuto e espero em breve conhecer mais obras da autora. Recomendo a leitura aos fãs do gênero e para todos aqueles que curtem histórias que inspiram força, determinação e coragem.

Pra terminar deixo uma mensagem do livro que vou levar pra vida.
Cada dia, cara hora, cada minuto, eu tento. “Faça épico.”


Sinopse: Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.

Título: Raio de Sol
Autora: Kim Holden
Editora: Planeta
Páginas: 448

Me acompanhe também nas redes sociais
 FacebookTwitterInstagramSkoobGoogle+ ♥ Snapchat:zildapeixoto

Você também pode gostar

2 comentários

  1. Fiquei bem curiosa com a história, e para saber sobre as superações da personagem. Nunca imaginaria que Raio de Sol fosse o apelido da personagem. Espero lê-lo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi Zilda, tudo bem?
    Fazia um bom tempo que não passava por aqui, e gostei de voltar, e encontrar uma ótima resenha como essa.
    Eu não solicitei este livro e depois de ler sua resenha estou profundamente arrependida de não te-lo feito. Este livro tem todos os elementos que gosto em um Yang Adult e com certeza vou querer conferir. Já coloquei na lista e espero ler em breve. Vlw por me mostrar o que eu estava perdendo em não dar uma chance.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto