Querido Papai Noel, segue minha wishlist de Natal!

terça-feira, dezembro 20, 2016



Querido Papai Noel,

eu me comportei direitinho ao longo do ano. Não arrumei confusão com ninguém, não bati boca no Twitter, nem compartilhei corrente no Whatsapp. Sei que estamos passando por uma crise que possivelmente, afetou até o senhor. As renas, coitadas, nunca estiveram tão abatidas. Mas tenho fé que tudo vai dar certo e que ano de 2017 vai ser um ano bem melhor.
Bem, essa conversa fiada toda é só pra lembrar que estou aguardando ansiosamente pelos meus presentes, ainda que essa cartinha chegue com certo atraso (lembrando: é tudo culpa do sr. Carteiro, é sempre culpa dele!). Fui uma menina boazinha e espero que o sr. corresponda com muito carinho. Ah! só pra facilitar segue minha pequena listinha de desejados só pra garantir que não haja nenhuma surpresa desagradável.

Até dia 25.
Com carinho, da sua adorável menina.

Pensem numa pessoa extremamente desequilibrada? Pensou? Acho que já deu pra perceber que essa ideia de escrever cartinha pra Papai Noel é típico de quem tá apelando de todas as formas pra ganhar livros de Natal. Isso é apenas uma brincadeirinha, mas vai que alguém decide encarnar o bom velhinho.
Loucuras à parte, decidi compartilhar a minha listinha com os livros mais desejados para o Natal. Dá só uma olhada!


Juntando os Pedaços - Jennifer Niven


Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito. 

Jennifer Niven virou uma das minhas autoras favoritas desde que li Por Lugares Incríveis, seu primeiro livro publicado aqui no Brasil (tem resenha dele aqui no blog). Quem já leu sabe do que eu estou falando e, quem ainda não leu, precisa o quanto antes reparar esse erro..rs. Eu tenho a impressão que vou chorar muito com esse livro. Estou muito ansiosa e não vejo a hora de tê-lo em mãos. Possivelmente, esse será o primeiro da lista de leituras.


O Som do Amor - Jojo Moyes


Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey.
Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola — algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo. 

É quase que superstição. Encerrar o ano sem ter ao menos, lido um livro que seja, da Jojo é um mal presságio. É sinal de que você não vive nesse planeta. Eu já li alguns e quando penso que, já estou completando minha coleção, lá vêm ela outra vez, publicando mais e mais livros. Eu adoro sua escrita e não consigo me decidir por qual livro eu sou mais apaixonada. Cada um têm espaço reservado no meu coração. Espero que esse me surpreenda tanto quanto os demais.


Novembro,9 - Colleen Hoover


Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

CoHo, diva, master, blaster, senhora do universo. Eu amo essa mulher. Colleen tornou-se uma das minhas autoras favoritas faz tempo. Desde que li Métrica e, olha que esse não é dos seus melhores romances, me apaixonei perdidamente pela sua escrita. Suas histórias são tão dramáticas, seus personagens tão maravilhosos que, meu Deus! Eu sofro tanto, choro, perco o ar, o chão, fico à deriva toda vez que leio algum livro seu. Recentemente li Talvez um Dia e não me canso de repetir: Esse livro é lindo! É o melhor de todos! (tem resenha aqui). Bem, talvez eu mude de ideia até ler o próximo.


O Garoto dos meus Sonhos - Lucy Keating




Desde quando consegue se lembrar, Alice tem sonhado com Max. Juntos eles viajaram o mundo, passearam em elefantes cor-de-rosa, fizeram guerra de biscoitos no Metropolitan Museum of Art... e acabaram se apaixonando. Max é o garoto dos sonhos – e somente dos sonhos – até o dia em que Alice o vê, surpreendentemente, na vida real. Mas ele não faz ideia de quem ela é... Ou faz? Enquanto começam a se conhecer, Alice percebe que o Max dos Sonhos em nada se parece com o Max Real. Ele é complicado e teimoso, além de ter uma namorada e uma vida inteira da qual Alice não faz parte. Quando coisas fantásticas dos sonhos começam estranhamente a aparecer na vida real – como pavões gigantes que falam, folhas de outono cor-de-rosa incandescente, e constelações de estrelas coloridas –, Alice e Max precisam tomar a difícil decisão de fazer isso tudo parar. Mesmo que os sonhos sejam mais encantadores que a realidade, seria realmente bom viver neles para sempre?

Confesso que me apaixonei por esse livro desde que o vi exposto na Saraiva. Que capa linda! Mas a sinopse também é muito atraente e, já vi um monte de gente falando superbem nas redes sociais. Por isso, eu preciso lê-lo, o quanto antes, para saber se ele é esse borogodó todo mesmo. 


O menino feito de blocos - Keith Stuart


Uma história sobre um pai e seu filho autista, e sobre um jogo que mudou suas vidas. Alex ama sua família, mas tem dificuldade em se conectar com Sam, o filho autista de oito anos. A tensão crescente da rotina leva seu casamento ao ponto de ruptura. Jody não aguenta mais o marido ausente e que pouco participa da vida do filho. Então Alex vai morar com o melhor amigo, e passa a dormir no colchão inflável mais desconfortável do mundo. Enquanto Alex enfrenta a vida de homem separado, cumpre a função de pai em meio-expediente e é confrontado com segredos de família há muito enterrados, seu filho começa a jogar Minecraft. E o que acontece depois disso é algo que nem Alex, nem Jody, nem Sam poderiam imaginar. Inspirado no relacionamento do autor com seu filho autista.

Quando eu li a sinopse dese livro fiquei bastante curiosa. Minha filha ama o universo Minecraft e, por conta disso eu acabei me interessando também. Imagino que deva ser uma linda história pelo simples fato de retratar a vida de uma criança autista. Eu adoro livros protagonizados/narrados por crianças e acredito que esse deva ser ainda mais especial.

E aí, pessoal! Curtiram minha cartinha? Já fizeram a de vocês? Já leram algum dos livros citados? 

Beijitos!

Você também pode gostar

3 comentários

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Ri muito com a sua cartinha para o Papai Noel, principalmente com o "a culpa é do carteiro. Sempre dele!". KKKK Realmente, a culpa sempre é do carteiro.

    Adorei os livros que você escolheu, e acho que são ótimas aquisições.
    Beijos
    Tamiris leitão (Hit the Road)

    ResponderExcluir
  2. até que a lista ta pequena, Zilda e vamos combinar você merece!!!!!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh...vc é uma linda!! Vc também merece tudo de bom. Boas festas, lindinha!! Obrigada pelo carinho de sempre.

      Excluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto