|Resenha| Cartão de Visita - Ashley Suzanne @EditoraCharme

segunda-feira, fevereiro 13, 2017


Relacionamentos são para os fracos. Para aqueles indivíduos que têm problema em ser justamente... indivíduos, pessoas que não se mantêm por conta própria e não conseguem ficar sem serem definidas por outro ser humano. Eu não sou, nem jamais vou ser, uma dessas pessoas. Eu sou eu. Nada mais, nada menos. Você pode ficar comigo ou me deixar ir, mas geralmente elas ficam. E eu orgulhosamente dou. Cada. Centímetro. O companheirismo só dura até o momento de deixar o meu cartão de visitas sobre o balcão, quando já estou de saída, antes que ela acorde. Meu nome é Dexter MacFadden. Qual é o seu número?

Hoje iremos falar sobre um fotógrafo safado e muito ordinário. Um carinha que não têm o menor problema em admitir que faz sexo com as mulheres por bel prazer, sem se preocupar com sua falta de escrúpulos, já que após suas transas ele as avalia sempre deixando um cartão de visita com uma nota no verso de seu cartão de visita. Parece esquisito e totalmente machista, e definitivamente é. Mas vocês devem estar se perguntando: Dá nutrir alguma coisa boa por esse "serumaninho"? A minha resposta é sim, mas com alguma ressalvas a serem feitas.


Dexter é de fato um cara que não merece nossa admiração, pelo menos, não nas primeiras páginas do livro. Ele é um fotógrafo renomado e que faz muito sucesso no mundo da moda. Mas o talento de Dexter não se resume apenas à fotografar; seu principal talento é atrair o maior número de mulheres para sua cama. O único problema é que Dexter se deixou levar pela luxúria, já que todos seus relacionamentos se resumem apenas a sexo, e eu digo sexo sem compromisso. Dexter deixa isso bem claro às suas conquistas. 

Entre uma viagem e outra Dexter vai pra cama com muitas mulheres. Na maioria das vezes são mulheres fáceis que, assim como ele, procuram por sexo sem casual. Mas o que nos causa maior estranheza é o artifício utilizado por Dexter para afastar a ideia de que ele esteja disponível para qualquer tipo de compromisso. 
Dexter nunca dorme com nenhuma de suas conquistas e, sempre após a transa, deixa um de seus cartões de visita com uma nota no verso. É vergonhoso e totalmente repugnante. Confesso que fiquei put@ da vida assim que me deparei com a primeira cena aonde Dex deixa bem claro que ele é um ser humano asqueroso. Mas nem tudo está perdido, acreditem. Dexter consegue nos surpreender positivamente expondo seu lado frágil e dócil ao lembrar de sua melhor amiga Briar e sua filha Katelynn.

Dexter e Briar se conheceram há muito tempo. Briar foi a primeira modelo que Dexter fotografara, ainda quando Briar nem sonhava em ser uma modelo de sucesso. Brair fora a única mulher que conseguiu despertar algum tipo de sentimento em Dexter, mas alguns acontecimentos do passado acabaram os distanciando. Agora, Dexter precisa do apoio de Brair mais do que nunca. Dexter se envolvera numa grande confusão após a publicação de uma entrevista aonde a jornalista revelava a intimidade de Dexter e seu esquema de avaliações. Acuado, Dexter resolve sair de cena por uns tempos e a única pessoa que pode lhe salvar é Briar. Ela resolve o acolher em sua casa até que Dexter possa esperar a poeira abaixar.

A partir daí Dexter se torna outra pessoa, literalmente. Em certos momentos tive a impressão que estava lendo outro livro, sobre outro personagem, tamanha sua transformação. Sai o Dexter safado, macho alfa, o rei do sexo selvagem para o surgimento de um Dex ciumento, melancólico, fragilizado, um ursinho "gostoso" que a gente têm vontade de apertar e não soltar nunca mais. Confesso que maior do que a estranheza das descrições das cenas de sexo iniciais foi adaptar-se à mudança repentina do personagem.

Mas até certo ponto isso foi muito bom para a narrativa, já que não faria o menor sentido narrar um livro inteiro com cenas repetitivas de sexo. Ashley Suzanne foi muito sábia em fazer essa mudança para que pudéssemos nos conectar à história e consequentemente, aos seus personagens. Briar é uma personagem adorável, forte, determinada, sensível, fiel e dedicada à filha.

Dexter também têm seus encantos, apesar da primeira impressão negativa. Ao longo da narrativa começamos a entender os motivos que o tornaram uma pessoa tão fútil. A aproximação com Briar deixa claro que Dexter a considera muito mais do que uma simples amiga. Lembranças do passado retornam deixando-o ainda mais confuso em relação aos seus sentimentos. O homem que antes se comportava como um idiota dá lugar a um cara que deseja uma mudança. Dexter vê em Briar a esperança de dias melhores, uma chance de dar um novo rumo à sua vida. Mas para isso ele precisará enfrentar seus monstros e isso não será uma tarefa muito fácil.

Esse foi meu primeiro contato com a escrita de Ashley Suzanne e posso dizer que foi uma grata surpresa. Ela realmente me surpreendeu ao dar um up na história. Sua escrita é fluída, envolvente e altamente desafiadora. Aos fãs do gênero posso afirmar que não há nada com que se preocupar. Não dá nem pra respirar. É sexo sem moderação e recomendados somente para maiores de 18 anos já que estamos falando de uma autora que não poupa esforços quando o assunto é sexo. Para os que ainda não se aventuraram no gênero, recomendo moderação. Cartão de Visita é um livro bem hot, delicioso, o tipo de livro pra ser lido na frente do ar condicionado porque o calor é intenso.  

Não dá pra morrer de amores por Dexter logo de cara, até porque ele não colabora para que isso aconteça. Como eu já disse anteriormente, ele age como um imbecil. Somente da metade do livro pra lá que seu lado sentimental se torna mais evidente. Por isso, não dá pra afirmar que seja um livro ruim só porque inicialmente o personagem não corresponde suas expectativas. Pelo contrário, Cartão de Visita é um livro delicioso. Você ama e odeia na mesma intensidade. Mas é exatamente essa disparidade de sentimentos que torna a escrita de Ashley Suzanne tão única e prazerosa.

Recomendo a todos a leitura de Cartão de Visita e me atrevo a avaliá-lo com uma nota oito. Já para Dexter deixo meu nove no verso do cartão, mas com um adendo: obrigada por essa experiência deliciosa. Assinado #SafadhinhaLiterária


Me acompanhe também nas redes sociais: 
Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob ♥ Google+



FICHA TÉCNICA
Título: Cartão de Visita
Autora: Ashley Suzanne
Páginas: 139
Editora: Charme
Ano: 2017

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto