|Resenha| O Erro (Amores Improváveis #2) - Elle Kennedy

segunda-feira, fevereiro 20, 2017


Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída. Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas ao mesmo tempo vibrante. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. A cada encontro, Logan se vê mais e mais envolvido. Mas um grande erro colocará o relacionamento desses dois jovens em risco. Agora, Logan terá que se esforçar para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer e encarar de frente as suas questões mais profundas e doloridas.


Sou apaixonada por essa série. É sério! Elle Kennedy entrou para a minha lista de autoras favoritas desde que li O Acordo, primeiro volume da série Amores Improváveis. O nome da série já nos dá uma ideia do que podemos esperar, mas não se deixe enganar, caso esteja pensando que essa é mais uma daquelas séries clichês, que enfiam goela abaixo uma dose de músculos e diálogos pueris entre suas mocinhas "virgens e recatadas" e seus respectivos "boys magia". Elle Kennedy é mestra, diva louca dos atletas e poderosa quando o assunto é enfeitiçar seus leitores com sua escrita fluida, envolvente e deliciosamente picante. É a simplicidade com que ela constrói seus personagens que faz com ela seja tão bem sucedida.


Agora é a vez de nos apaixonar por Logan, mais um atleta talentoso do time de hóquei da faculdade Briar. Logan é gostoso e mulherengo e sabe muito bem dominar essa arte, já que levou pelo menos quase metade das universitárias para a cama. Mas Logan não é um canalha, pelo contrário, ele tenta a todo custo afastar alguns pensamentos que veem lhe atormentando, como por exemplo, o fato de se sentir atraído por Hannah, namorada de seu melhor amigo Garrett. Como se a situação já não fosse complicada o bastante, Logan ainda têm que lidar com o fato de que seu futuro está fadado ao fracasso por conta de um sério problema familiar. Cansado de tanta pressão Logan passa a frequentar festinhas de fraternidades a fim de esquecer todos seus problemas. É durante uma dessas festinhas regadas a muito álcool e mulheres que ele acaba conhecendo Grace.

Logan conhece Grace por um acaso, aliás, digamos que o destino tenha cooperado bastante para esse encontro inusitado. Grace é totalmente diferente das garotas que Logan está acostumado. Grace é uma garota muito tímida e reservada, bem diferente daquelas que não perdem a primeira oportunidade de se jogarem em seu colo. É óbvio que Grace se sente atraída por Logan como qualquer outra garota, mas diferentemente das demais, ela sabe conter seus desejos. O fato é que ela jamais imaginara que, num belo dia, um dos carinhas mais bonitos e populares da universidade pudesse bater à sua porta. 

Grace e Logan acabam passando uma noite juntos, mas Logan sabe que é um erro engatar qualquer tipo de relacionamento com Grace já que ele acredita estar apaixonado por Hannah. O fato de Grace ser uma caloura também colabora para que Logan queira manter distância. Mas Grace é uma jovem independente, destemida, engraçada e é exatamente isso que acaba despertando o interesse de Logan. 

Grace sempre foi uma garota certinha, estudiosa e que jamais ousara sair da sua zona de conforto. Ela sempre estivera na sombra de sua melhor amiga e, agora colega de quarto. Ramona, que não perde a oportunidade de sair com todos os carinhas que cruzam o seu caminho. Ramona é o oposto de Grace. Inconsequente, fútil, piriguete em tempo integral. O que Grace mais deseja é deixar para trás as recordações do colegial, período em que ela vivera sempre à sombra de Ramona. Agora, ela têm a oportunidade de fazer diferente e sua improvável amizade com Logan é uma delas.

Sabe aquela velha história de que os opostos se atraem? Pois bem, isso cabe perfeitamente para Logan e Grace. Mas como de costume a autora nos concede o tempo necessário para que possamos conhecer suas histórias separadamente. Cada qual apresentando seu passado e histórico familiar. Aos poucos vamos conhecendo os problemas familiares de Logan. A difícil relação com o pai, o sonho de se tornar um jogador profissional, seus medos e frustrações. Tudo isso de forma leve e natural, caraterística principal dos romances de Elle Kennedy.

Grace, apesar de virgem, não faz as vestes de uma garota puritana. Nada disso. Grace têm uma mente bem criativa, digamos assim e, isso faz toda a diferença. Confesso que esse tipo de personagem me causa certo desconforto já que a maioria têm um perfil muito caricato. Eu gostei de Grace. Ela é determinada, foge do clichê usual. É uma garota com conteúdo, sarcástica e bem humorada.
Logan é aquele tipo de personagem que arranca suspiros do início ao fim. Uma junção de virilidade e sensibilidade. Dócil, leal, destemido, corajoso, sexy, divertido, e gostoso, claro. Ponto extra que devemos levar em consideração.
O livro é narrado sobre as perspectivas de Logan e Grace, assim vamos conhecendo as pequenas mudanças na vida de cada um. 

O que mais gosto na narrativa de Elle é justamente essa junção despretensiosa que une elementos comuns do cotidiano universitário americano. Conseguimos nos identificar com os personagens, acreditamos que seja possível que histórias como a de Logan e Grace de fato aconteçam, pois ela sabe exatamente como construir relacionamentos e situações palpáveis.
Gosto como o relacionamento é construído, sempre embasado na amizade e sendo fortalecido aos poucos na base da confiança. E o drama é inserido sempre de maneira leve e gradual. 

Outro ponto marcante nas narrativas de Elle é a inserção de assuntos importantes que afetam diretamente a vida dos protagonistas. Nesse caso, em particular haverá diversas problematizações acerca de temas como: alcoolismo, estupro, inveja, relacionamento familiar, traição e cyberbullying.

O Erro segue a linha do livro anterior (O Acordo) apresentando-nos uma narrativa leve, romântica, sexy e divertida. Logan não é tão intenso quanto Garrett (opinião totalmente tendenciosa)mas, merece toda nossa admiração. É admirável toda sua força e determinação. Esse é aquele tipo de livro que você pega pra ler e quando se dá conta já terminou. Amo essa leveza, o ambiente escolhido, o enredo envolvente, a química entre os personagens, tudo nessa série me agrada profundamente. Não vejo a hora de ler "O Jogo", terceiro volume da série já lançado pela editora.

Adoro essa capa. Aliás, todas as capas são lindas. Fiéis às publicações americanas que personificam exatamente a proposta dos livros. Recomendo a leitura de "O Erro"" assim como a de "O Acordo" que podem ser lidos separadamente, já que tratam de narrativas independentes. Essa é uma série recomendadíssima a todos que curtam o gênero new adult e para aqueles que desejam iniciar no gênero. Desejo, romantismo e sensualidade na medida certa. Tudo que mais amamos e esperamos de um bom romance new adult.



Me acompanhe também nas redes sociais: 
Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob ♥ Google+



FICHA TÉCNICA
Título: O Erro
Série: Amores improváveis-  Livro 2
Autora: Elle Kennedy 
Editora:  Paralela
Páginas: 279 



Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto