TBR de Abril | Será que vai rolar?!

segunda-feira, abril 03, 2017


O mês de março foi um mês bem tranquilo. Li pouco, apenas 6 livros. Apesar da pequena quantidade, todos me surpreenderam positivamente. Quem me acompanha sabe que não tenho o costume de fazer TBR, estabelecer metas ou participar de desafios e maratonas. Normalmente escolho minhas leituras aleatoriamente, isso levando em conta o meio humor e a quantidade de livros recebidos de parceria. Mas esse mês resolvi ousar. Agora, se vou conseguir essa proeza, aí são outros quinhentos.


Durante todo o mês vou me esforçar bastante. Não irei comprar mais e-books na Amazon (isso se não rolar nenhum descontinho né). Comprar livro físico nem pensar, até porque os preços estão absurdos. Enfim, promessas feitas, vamos ao que interessa. 
Escolhi 5 livros para a minha TBR de abril. São eles:


Antes que eu vá - Lauren Oliver -Ed. Intrínseca


Sinopse: Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. ... Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as conseqüências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Esse livro está na minha lista de leituras há um tempão. Lembro que assim que comprei fiquei apaixonada pela capa e a sinopse também era bem atraente. Mas como vocês já devem imaginar ele acabou se perdendo no limbo das futuras leituras. Desde então ficou esquecido na estante. Agora, às vésperas do lançamento do filme eu não poderia deixar passar essa oportunidade. Quero ler o livro antes de assistir o filme porque tenho visto inúmeras críticas positivas a seu respeito. Por isso o coloquei na minha TBR. Acho que dessa vez ele desencalha.

Azeitona - Bruno Miranda - Ed. Planeta


Sinopse: Ian e Emília não trocaram mais que duas palavras desde que começaram a estudar juntos, mas é o nome dela que vem à mente dele quando precisa de uma parceira para um plano mirabolante: participar de um reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Isso em troca de um cachê capaz de resolver todos os seus problemas. Ian tem dezesseis anos e foi criado pela irmã, Iris, que precisou abrir mão de oportunidades na vida para cuidar dele. Agora, quando ela finalmente vai conseguir se formar na faculdade, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira. Emília, aos dezessete anos, não quer retribuir nada a ninguém – pelo contrário, seu sonho é sair de casa o quanto antes para não discutir mais com a mãe, com quem sempre teve uma relação conturbada. O fato de que eles não são um casal nem têm planos de ter um bebê de verdade parece apenas um detalhe. Mas a vida reserva surpresas, nem sempre boas, para quem acredita que é fácil inventar a própria história. O romance de estreia de Bruno Miranda, criador do canal Bubarim, no Youtube, é uma história divertida e tocante sobre relacionamentos familiares.

Solicitei esse livro para a editora há poucos dias. Nem sei bem o motivo de ter demorado tanto tempo para lê-lo. Tô bem curiosa para conhecer a escrita do Bruno Miranda, booktuber que acompanho desde quando ele ainda era só um adolescente com bem menos cabelo e bem mais magrinho...hahaha. Bruno ainda não tinha virado o Bubarim. Sempre gostei do seu estilo e já ri muito com seus vídeos. Adoro esse titulo e acho bem curioso. Tomara que Bruno não me decepcione porque não aguento mais ler tanto livro bosta dessa geração de youtubers.


Eu estive aqui - Gayle Forman - Ed. Arqueiro


Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Sou apaixonada pela escrita da Gayle, mas faz tempo que não leio nenhum livro seu. O último livro que li foi Apenas um Ano. Sei que já foi lançado outro livro da autora pela editora Record, que por sinal, eu estou louca pra ler, mas por enquanto, decidi por Eu estive aqui, que está na minha estante já faz um tempão. Tenho certeza que não irei me decepcionar. Gayle é sem sombra de dúvidas uma das minhas autoras favoritas. Confira as resenhas no blog: Se eu Ficar, Apenas um Dia, Apenas um Ano


Morgenstern - Kelly Hamiso - Ed. Novo Século 



Sinopse: Sarah Vega é uma jovem dedicada aos estudos e à família. Além de estudar Fisioterapia, ajuda a mãe no carrinho de cachorro-quente e cuida do pai cadeirante. Um amor incondicional que ela só compartilha com os fiéis amigos. Paciente, está à espera do homem certo, alguém que fará a diferença em sua vida. Há quem diga que esse homem é Andreas, um rapaz charmoso e atencioso, completamente apaixonado por Sarah. Ela, apesar de querê-lo bem, não sente o mesmo. Uma inesperada visita a uma academia faz seu mundo virar de cabeça para baixo. Quando se depara com o campeão de MMA Hans Scheidemann – a Muralha Alemã –, Sarah se vê envolvida em um turbilhão de paixões e dúvidas. Afinal, Hans tem seus segredos, capazes até mesmo de colocar a garota em perigo. Tudo se complica ainda mais quando uma vidente lhe faz uma revelação inusitada: Sarah tem um dom especial e faz parte de um seleto grupo – as Estrelas da Manhã – do qual depende o equilíbrio do mundo. Numa trama tão alucinante quanto comovente, repleta de romance, esoterismo, ação e emoções à flor da pele, Sarah terá de fazer as escolhas certas. Disso depende não apenas seu futuro, mas o de toda a humanidade.

Não tenho muito o que falar a respeito desse livro. Recebi de parceria e não conheço a escrita da autora. A capa e a sinopse é bem legal. Estou animada. Quem já leu?


Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff - Ed. Valentina


Sinopse: Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital psiquiátrico para crianças e jovens? Nosso pequeno herói não conhece outra realidade - e até gosta muito da que conhece. O pai dirige uma instituição com mais de 1.200 pacientes, ausenta-se dentro da própria casa quando se senta em sua poltrona para ler. A mãe organiza o dia a dia, mas se queixa de seu papel. Os irmãos se dedicam com afinco a seus hobbies, mas para ele só reservam maldades. E ele próprio tem dificuldade com as letras e sempre é tomado por uma grande ira. Sente-se feliz quando cavalga pelo terreno da instituição sobre os ombros de um interno gigantesco, tocador de sinos. Joachim Meyerhoff narra com afeto e graça a vida de uma família extraordinária em um lugar igualmente extraordinário. E a de um pai que, na teoria, é brilhante, mas falha na prática. Afinal, quem mais conseguiria, depois de se propor a intensificar a prática de exercícios físicos ao completar 40 anos, distender um ligamento e nunca mais tornar a calçar o caro par de tênis? Ou então, em meio à calmaria, ver-se em perigo no mar e ainda por cima derrubar o filho na água? O núcleo incandescente do romance é composto pela morte, pela perda do que já não pode ser recuperado, pela saudade que fica - e pela lembrança que, por sorte, produz histórias inconcebivelmente plenas, vivas e engraçadas.

Comprei esse livro na Nobel faz uns dois meses. A primeira coisa que me chamou atenção foi o título. É quase um texto inteiro né, gente?! A capa é lindona também, mas não foi só o título e a capa que me despertaram interesse. Achei a premissa bem inusitada já que o livro é narrado por um garoto que mora num hospital psiquiátrico. Imaginei diversas coisas e não pensei duas vezes. Mas ao chegar em casa não consegui pegar o embalo. A fonte do livro é muito pequena e isso acabou me desanimando. Somente agora tomei a coragem de colocá-lo na minha lista de leitura. Vi que o livro desperta opiniões bem diferentes, mas a maioria diz que a leitura é um pouca lenta e tal. Enfim, não quero julgá-lo sem antes dar uma chance. Estou confiante.


Bem, é isso aí pessoal! O que acharam da minha TBR?
Já leram alguns dos livros citados? Conta pra gente!

Que abril seja um mês bem produtivo e de excelentes leituras para todos.

Você também pode gostar

1 comentários

  1. Olá Zilda,

    Gostei da sua lista, não conhecia os livros morgenstern e quando finalmente voltará a ser como nunca foi, as capas são horríveis dos dois livros....kkkk....aguardo as resenhas...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Sua participação é muito importante.

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @zildapeixoto